Metodologias ativas de ensino aprendizagem nas disciplinas de ciências da natureza

Autores

DOI:

https://doi.org/10.46551/ees.v14n16a27

Palavras-chave:

Educação, Metodologias Ativas, Ensino aprendizagem, Práticas de ensino

Resumo

Em um contexto social cada vez mais fluido e dinâmico, objetiva-se uma educação que contemple a realidade hodierna, significando a superação dos métodos pedagógicos tradicionais rígidos, mecânicos e desprovidos de significado aos alunos. Isso requer da escola se apropriar de práticas pedagógicas inovadoras - consubstanciadas na teoria histórico-cultural de Vygotsky, como é o caso das metodologias ativas de ensino e aprendizagem. Assim sendo, a presente pesquisa, por meio de levantamento bibliográfico e de campo, traz como objetivo o diagnóstico das práticas pedagógicas de ensino-aprendizagem vigentes nas escolas públicas estaduais de Itumbiara, no âmbito do ensino médio, no tocante às disciplinas de ciências da natureza.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BACICH, Lilian; MORAN, José. Metodologias Ativas para uma educação inovadora: uma abordagem teórico-prática. 1. ed. Porto Alegre: Penso, 2018.

BECK, Caio. Metodologias Ativas: conceito e aplicação. 2018. Disponível em: https://andragogiabrasil.com.br/metodologias-ativas/Acesso em: 17 Jun. 2020.

BASÍLIO, José Carlos; OLIVEIRA, Verá Lúcia BahI. Metodologias Ativas para o aprendizado em Ciências Naturais no Ensino Básico. Os desafios da Escola Pública Paranaense na perspectiva do professor PDE, Vol. 1, p. 1 a 36, 2016, ISBN. 978-8015-093-3. Disponível em: http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/cadernospde/pdebusca/producoes_pde/2016/2016_artigo_cien_uel_josecarlosbasilio.pdf. Acesso em: 18 Jun. 2020.

BAUMAN, Zygmunt. Modernidade Líquida. Rio de janeiro: Jorge Zahar, 2001

BRASIL. Ministério de Educação e Cultura. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC/SEB/DICEI, 2013. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index/php?option=%20com_docman&view=download&alias=13448-diretrizes-curiculares-nacionais-2013-pdf&category_slug=junho-2013-pdf&Itemid=30192. Acesso em: 01 jun. 2020

BRASIL. Ministério de Educação e Cultura. LDB - Lei nº 9394/96, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da Educação Nacional. Brasília: MEC, 1996.

CAMAS, Nuria Pons Vilardell; BRITO, Glaucia da Silva. Metodologias ativas: uma discussão acerca das possibilidades práticas na educação continuada de professores do ensino superior. Revista Diálogo Educacional, [S.l.], v. 17, n. 52, p. 311-336, jun. 2017. ISSN 1981-416X. Disponível em: https://periodicos.pucpr.br/index.php/dialogoeducacional/article/view/1981-416X.17.052.DS01/12350. Acesso em: 16 maio 2020. doi:http://dx.doi.org/10.7213/1981-416X.17.052.DS01.

CASTOLDI, Rafael; POLINARSKI, Celso Aparecido. A utilização de recursos didáticos-pedagógicos na motivação da aprendizagem. Simpósio Nacional de Ensino de ciência e tecnologia. Ponta Grossa, (2009). Disponível em: https://atividadeparaeducacaoespecial.com/wp-content/uploads/2014/09/recursos-didatico-pedag%C3%B3gicos.pdf. Acesso em: 14 Marc. 2020.

FERRARI, Márcio. Lev Vygotsky, o teórico do ensino como processo social. 2008. Disponível em: https://novaescola.org.br/conteudo/382/lev-vygotsky-o-teorico-do-ensino-como-processo-social. Acesso em: 18 Jun. 2020.

FRANÇA, Luís. A formação continuada e sua importância para manter o corpo docente atualizado. 2018. Disponível em: https://www.somospar.com.br/a-formacao-continuada-e-a-sua-importancia-para-manter-o-corpo-docente-atualizado. Acesso em: 06 Mar. 2020.

FREIRE, Paulo. A pedagogia da indignação: Cartas pedagógicas e outros escritos. São Paulo: UNESP, 2000.

GAROFALO, Débora. Como as Metodologias Ativas favorecem o aprendizado. p. 1, 2018. Disponível em: https://novaescola.org.br/conteudo/11897/como-as-metodologias-ativas-favorecem-o-aprendizado?gclid=CjwKCAjw88v3BRBFEiwApwLevTTqPKD7P8HzVd4LXXz9mu0Tnv0T924d1mWx9KNxIlvs8sMKlV9p0hoCuXAQAvD_BwE. Acesso em: 24 Jun. 2020.

GIARETTON, Francielly Lambóia; SZYMARNSKI, Maria Lídia Sica. Atividade: Conceito Chave da Práxis Pedagógica. XI Congresso Nacional de Educação – Educere, 2013. PUC – Paraná, Curitiba, 2013.

GOSQUE, Kelly Cristina Dias; COSTA, Sely Maria de Sousa. Comportamento dos professores da educação básica na busca da informação para formação continuada. 2003. Disponível em: http://www.https://www.scielo.br/pdf/ci/v32n3/19024.pdf. Acesso em: 22Mai. 2020.

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA (INEP). Censo Escolar, 2020. Brasília: MEC, 2020. Disponível em: htpp://www.http://portal.inep.gov.br/censo-escolar. Acesso em: 23 de Mai 2020.

JANUÁRIO, Elias. Livro didático e o insucesso escolar. 2015. Disponível em:https://www.gazetadigital.com.br/editorias/opiniao/livro-didatico-e-insucesso-escolar/441193. Acesso em: 25 Mai. 2020.

LIBÂNEO, José Carlos. Democratização da Escola Pública: A pedagogia crítico-social dos conteúdos. 19. ed. São Paulo: Edições Loyola, 2003.

LIMA, José Fernandes. Ensino Médio, Identidade, Finalidade e Diretrizes. Revista Retratos da Escola, Brasília, v. 5, n. 8, p. 57-68, jan./jun. 2011. Disponível em: http://retratosdaescola.emnuvens.com.br/rde/article/view/47 . Acesso em 27 de junho de 2020.

MORAN, José. Metodologias ativas para uma aprendizagem mais profunda, São Paulo, 2013. Disponível em: http://www2.eca.usp.br/moran/wp-content/uploads/2013/12/metodologias_moran1.pdf. Acesso em: 28 Se. 2019.

MOSÉ, Viviane. Escola hoje nos ensina a repetir e não a pensar. 2015. (6m48s). Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=_1L-THwOu7A&t=39s. Acesso em: 14 Mai. 2020.

NASCIMENTO, Tuliana Eusébio; COUTINHO, Cadidja. Metodologias ativas de aprendizagem e o ensino de Ciências. Multiciência online, 2016, p. 1 a 20, ISSN 2448-4148. Disponível em: http://urisantiago.br/multicienciaonline/?daf=artigo&id=51. Acesso em: 15 Mar, 2020.

NICOLA, Jéssica Anese; PANIZ, Catiane Mazocco. A importância da utilização de diferentes recursos didáticos no ensino de ciências e biologia, São Vicente, 2016. Disponível em: https://www.ojs.ead.unesp.br/index.php/nead/article/view/InFor2120167. Acesso em: 14 Mar.2020.

OLIVEIRA, Marta Kohl. Vygotsky: aprendizado e desenvolvimento, um processo sócio-histórico. 4. ed. São Paulo: Scipione, 2002.

PEREIRA, Fábio Inácio. Aprendizagem por pares e os desafios da educação para o senso-crítico. 2016. Disponível em: http://dx.doi.org/10.15202/2526-2254.2017v2n1p6. Acesso: 15 Jul. 2020.

PERES, Marcos Augusto de Castro. O envelhecimento do trabalhador no contexto dos novos paradigmas organizacionais e os indicadores de exclusão por idade no trabalho. 2002. Disponível em: http://www.periodicos. udesc.br/index.php/linhas/article/viewFile/1273/1084. Acesso em: 06 Mar.2020.

Professor sem formação específica, problema a ser solucionado. Jornal da USP, Ribeirão Preto, 03, 02, 2017. Atualidades. Disponível em: http://www.https://jornal.usp.br/atualidades/professor-sem-formacao-especifica-problema-a-ser-solucionado/. Acesso em: 16 Jul. 2020.

SANTOS, Ana Laura Calazans; SILVA, Flávio Vieira Carvalho; SANTOS, Luís Guilherme Teixeira; FEITOSA, Antônia Arisdélia Fonseca Matias Aguiar. Dificuldades apontadas por professores do programa de mestrado profissional em ensino de biologia para o uso de metodologias ativas em escolas públicas na Paraíba. Brazilian Jounal of Development. Disponível em: http://www. https://www.brazilianjournals.com/index.php/BRJD/article/view/9324. Acesso em: 08/11/2020.

SCHAFRANSKI, Márcia Derbli. A Educação e as Transformações da Sociedade. 2005. Disponível em: https//www.revista 2.uepg.br/index.php/humanas/article/view/550. Acesso em:15 Jul 2019.

SILVA, Antônio Joélio Alves da; VIEIRA, Andréia Alves; SOARES, Antônio Lenito Junior. Atividades experimentais de química no Ensino do EJA. Experiências em Ensino de Ciências, Vol. 13, n. 4, p. 1 a 15, 2018. Disponível em: http://www.if.ufmt.br/eenci/artigo _ID503/v13_n4_a2018.pdf. Acesso em: 22 mai.2020.

SOUZA, Salete Eduardo. O uso de recursos didáticos no ensino escolar. In: I ENCONTRO DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO, IV JORNADA DE PRÁTICA DE ENSINO, XIII SEMANA DE PEDAGOGIA DA UEM, “Infância e Práticas Educativas”. Arq Mudi. 2007;11(Supl.2). Disponível em: http://www.dma.ufv.br/downloads/MAT%20103/2015-II/slides/Rec%20Didaticos%20-%20MAT%20103%20-%202015-II.pdf Acesso em: 22 mai. 2020.

SPRICIGO, Cinthia Bittencourt. Estudo de Caso como abordagem de ensino, Curitiba, 2014. Disponível em: https://www.pucpr.br/wp-content/uploads/2017/10/estudo-de-caso-como-abordagem-de-ensino.pdf? Acesso em: 29 Set. 2019.

VIEGAS, Amanda. Como usar a Gamificação no processo pedagógico. 2018. Disponível em: https://www.somospar.com.br/como-usar-a-gamificacao-no-processo-pedco. Acesso em: 06 Mar 2020.

ZOMPERO, Andréia de Freitas; LABURÚ, Carlos Eduardo. Atividades Investigativas para as aulas de Ciências: Um diálogo com a teoria da Aprendizagem Significativa. 1. ed. Curitiba: Appris editora, 2016.

Arquivos adicionais

Publicado

27.10.2021