A trajetória arqueológica de Michel Foucault: caminhos possíveis

Autores

DOI:

10.46551/ees.v14n16a13

Palavras-chave:

História , Arqueologia, Loucura , Saber , Possibilidade

Resumo

Resumo: O artigo é uma retomada da trajetória arqueológica de Michel Foucault e ao mesmo tempo uma homenagem aos 60 anos da História da Loucura, o livro inaugural desse percurso. Trata-se de um recorte em torno do tipo de história empreendido pelo autor, a arqueologia do saber, que consiste em fazer uma escavação dos diferentes discursos acerca da loucura, da medicina, da linguagem, das riquezas e da vida, desde o renascimento até à modernidade, a fim de analisar o modo como a sociedade ocidental, para fazer valer a sua razão, estabelecer a sua moral e impor a sua ordem, precisou afastar para longe tudo aquilo que representava o desconhecido, o diferente, o outro, enfim, a experiência outra. No entanto, tal experiência, na perspectiva foucaultiana, não deixou de permanecer viva, por debaixo da história, como uma espécie de clamor pela liberdade, pelo pensamento de fora, através de uma linguagem estrangeira, plural, revolucionária, que ele encontra na literatura e num certo tipo de filosofia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

FOUCAULT, Michel. História da Loucura. Tradução de José Teixeira Coelho Netto. São Paulo: Editora Perspectiva, 1997, 5ª ed.

FOUCAULT, Michel. O nascimento da clínica. Tradução de Roberto Machado. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 7ª ed., 2013.

FOUCAULT, Michel. As Palavras e as Coisas: uma arqueologia das ciências humanas. Tradução de Salma Tannus Muchail. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

FOUCAULT, Michel. Arqueologia do Saber. Tradução de Luiz Felipe Baeta Neves. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 3ª ed., 1987.

FOUCAULT, Michel. A ordem do discurso. Tradução de Laura Fraga de Almeida Sampaio. São Paulo: Loyola, 4ª. ed., 1998.

FOUCAULT, Michel. Dits et écrits, I. Paris: Éditions Gallimard, 1994.

MACHADO, Roberto. Foucault, a filosofia e a literatura. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2000.

SALES, Márcio. Labirinto do trágico: Foucault e a experiência trágica da loucura. Rio de Janeiro: Achiamé, 2011.

SALES, Márcio. Caosmofagia: a arte dos encontros. Rio de Janeiro: Garamond, 2014.

VEYNE, Paul. Como se escreve a história e Foucault revoluciona a história. Brasília: Editora UnB, 4ª ed., 1998.

Arquivos adicionais

Publicado

11.08.2021

Edição

Seção

Dossiê — Educação, Saberes Tradicionais e Populares