A importância da oralidade para os estudos sobre a mulher no futebol baiano: Revisitando memórias

The importance of orality for studies about women in baiano football: Revisiting memories

Autores

DOI:

https://doi.org/10.46551/issn2179-6807v28n1p50-65

Palavras-chave:

Mulheres, História oral, Futebol de mulheres, Memória, Sociedade

Resumo

Os movimentos em torno da presença das mulheres nos diferentes espaços da sociedade, inclusive no futebol, têm gerado uma série de reflexões relacionadas aos espaços de lutas por reconhecimento e igualdade nos esportes. Desta forma, o presente artigo objetiva abordar aspectos que revelam e destacam a força da metodologia da história oral em estudos anteriores realizados pelas autoras e pelo autor. Estes estudos evidenciaram memórias de mulheres que contestaram uma lógica social preestabelecida dos lugares que elas devem ocupar na sociedade. Assim, revisitou-se aspectos presentes nos relatos de Maria Neide e Risalva, duas praticantes de futebol atuantes na década de 1980 no interior baiano, que assim como muitas mulheres carregam uma trajetória de vida permeada por lutas em busca de reconhecimento e visibilidade social. O uso da história oral possibilita um contato diferenciado com a história, já que utiliza da memória enquanto meio para se chegar aos resultados. Desta forma, conclui-se que os relatos orais, as narrativas e as histórias sobre o passado ajudam a compreender os processos que permeiam a vida das pessoas, das comunidades, das coletividades, permitindo desvelar a complexidade que marca a vida cotidiana e as contradições inerentes às relações de poder incorporadas aos processos sociais vigentes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Enny Vieira Moraes, Universidade do Estado da Bahia (UNEB)

Doutora em História Social pela PUC/SP. Professora Adjunta do Departamento de Educação (DEDC), Campus II, Alagoinhas-BA da Universidade do Estado da Bahia (UNEB). ORCID: https://orcid.org/0000-0002-2771-2003. E-mail: e.vieira.moraes@gmail.com.

Nivalda Pereira Coelho, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB)

Doutoranda pelo Programa de Pós-Graduação em Memória: Linguagem e Sociedade (UESB). Bolsista FAPESB. ORCID: https://orcid.org/0000-0002-6580-1269. E-mail: nyvia.uneb@outlook.com

Referências

BOSI, Ecléa. O tempo vivo da memória: ensaios de psicologia social. São Paulo: Ateliê Editorial, 2003.

BOURDIEU, Pierre. Questões de Sociologia. Rio de Janeiro: Marco Zero, 1983.

CASSAB, Latif Antonia; RUSCHEINSKY, Aloísio. Indivíduo e ambiente: a metodologia de pesquisa da história oral. Biblos, Rio Grande, v. 16, p. 7-24, 2004.

COELHO, Nivalda Pereira. Memória das praticantes de futebol feminino na cidade de Guanambi, Bahia: lugares e espaços da mulher guanambiense. 2021. Dissertação (Mestrado em memória e sociedade) – Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, Vitória da Conquista, 2021.

CRUIKSHANK, Julie. Tradição oral e história oral: revendo algumas questões. In: AMADO, Janaína; FERREIRA, Marieta de Moraes (Orgs.). Usos & abusos da história oral. 8. ed. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2006, p. 149-164.

HALBWACHS, Maurice. A Memória Coletiva. Tradução de Laurent Léon Schaffter. São Paulo: Ed. Vértice, 1990.

KESSLER, Cláudia Samuel; COSTA, Leda Maria da; PISANI, Mariane da Silva (Org.). As mulheres no universo do futebol brasileiro. Santa Maria –RS: Editora UFSM, 2020, p.69-87.

MEIHY, José Carlos Sebe Bom. Os novos rumos da história oral: o caso brasileiro. Revista de História, n. 155, p. 191-203, 2006.

MORAES, Enny Vieira. As mulheres também são boas de bola: histórias de vida de jogadoras baianas (1970-1990). 2012. Tese (Doutorado em História) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2012.

PERROT, Michelle. Minha História das Mulheres. 2. ed. 6. reimp. Tradução de Ângela M. S. Corrêa. São Paulo: Contexto, 2019.

PISANI, Mariane da Silva. Poderosas do foz: trajetórias, migrações e profissionalização de mulheres que praticam futebol. 2012. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2012.

Downloads

Publicado

2022-08-19

Como Citar

VIEIRA MORAES, E.; PEREIRA COELHO, N. A importância da oralidade para os estudos sobre a mulher no futebol baiano: Revisitando memórias: The importance of orality for studies about women in baiano football: Revisiting memories. Revista Desenvolvimento Social, [S. l.], v. 28, n. 1, p. 50–65, 2022. DOI: 10.46551/issn2179-6807v28n1p50-65. Disponível em: https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/rds/article/view/5673. Acesso em: 1 dez. 2022.