O LEGADO DO MUNICÍPIO DE MONTES CLAROS PARA A HISTÓRIA DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE

Autores

  • Humberto Gabriel Rodrigues Universidade de Brasília – UnB
  • Ertz Ramon Teixeira Campos Universidade Estadual de Montes Claros
  • Karide Christiane Ladeia Sena Faculdades Integradas Pitágoras de Montes Claros – MG
  • Fernando Fernandes Gonçalves da Silva Faculdades Integradas Pitágoras de Montes Claros – MG
  • Olivia Abreu Versiani Faculdades Integradas Pitágoras de Montes Claros – MG
  • Savio Dantas Faculdades Integradas Pitágoras de Montes Claros – MG

Palavras-chave:

SUS, Saúde, Montes Claros

Resumo

Antes da implantação do Sistema único de Saúde (SUS), o acesso aos serviços de saúde
ocorria apenas para quem podia pagar e para quem possuía assistência prestada pelo
Instituto Nacional de Previdência Social, excluindo os cidadãos carentes e os
trabalhadores autônomos. Os primeiros movimentos sanitários que mudaram esse
paradigma ocorreram dentre outros municípios em Montes Claros, Minas Gerais que
constituiu projeto piloto da implementação de modelos alternativos de atenção à saúde
contribuindo para a unificação do Ministério da Saúde e INAMPS e consequente
criação do SUS.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-04-14

Como Citar

GABRIEL RODRIGUES, H. .; RAMON TEIXEIRA CAMPOS, E. .; CHRISTIANE LADEIA SENA, K. .; FERNANDES GONÇALVES DA SILVA, F.; ABREU VERSIANI, O. .; DANTAS, S. O LEGADO DO MUNICÍPIO DE MONTES CLAROS PARA A HISTÓRIA DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE. Revista Desenvolvimento Social, [S. l.], v. 15, n. 1, p. 39–46, 2020. Disponível em: https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/rds/article/view/1974. Acesso em: 8 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.