POSSIBILIDADES E DEFICIÊNCIAS DO TRANSPORTE COLETIVO DE PESSOAS COM NECESSIDADES ESPECIAIS EM MONTES CLAROS – MG

Autores

  • Antônio Dimas Cardoso Universidade Estadual de Montes Claros
  • Maria Luiza Sapori Toledo Roquette Universidade Estadual de Montes Claros

Palavras-chave:

benefício, transporte coletivo, vulnerabilidade, acessibilidade, Mobilidade

Resumo

A proposta da presente comunicação é focar na análise da vulnerabilidade social no espaço público das pessoas com necessidades especiais, ou seja, dos indivíduos que possuem alguma deficiência que lhes impõe grave dificuldade de locomoção e que utilizam o beneficio da gratuidade do transporte coletivo público municipal. Desde 2010, existem em Montes Claros (MG) quatro categorias de beneficiários do sistema de gratuidade do transporte coletivo municipal. São eles: os idosos, maiores de 60 anos, fiscais municipal, estudantes com direito ao meio-passe estudantil e, por fim, as pessoas com necessidades especiais, transitórias ou definitivas, com renda familiar mensal, per capta, igual ou menor a um salário mínimo. Estima-se que o número total deusuários que fazem parte da categoria examinada seja de 6.445 pessoas.Assim, pretende-se demonstrar, de forma geral, quem são os beneficiários do sistema da gratuidade no transporte coletivo público de Montes Claros (MG), quantos estão cadastrados atualmente, no ano de 2014, qual a deficiência predominante entre os usuários do sistema e, por fim, qual a importância do benefício para aqueles que dele necessitam e utilizam e para o município de Montes Claros (MG).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-04-03

Como Citar

DIMAS CARDOSO, A. .; LUIZA SAPORI TOLEDO ROQUETTE, M. . POSSIBILIDADES E DEFICIÊNCIAS DO TRANSPORTE COLETIVO DE PESSOAS COM NECESSIDADES ESPECIAIS EM MONTES CLAROS – MG. Revista Desenvolvimento Social, [S. l.], v. 13, n. 1, p. 119–131, 2020. Disponível em: https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/rds/article/view/1786. Acesso em: 22 jun. 2024.