A expansão urbana de Montes Claros e suas implicações na ocorrência de doenças de veiculação hídrica

Autores

  • Sandra Célia Muniz Magalhães Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES
  • Marcos Bernardino de Carvalho Universidade de São Paulo - USP

Palavras-chave:

Urbanização. Montes Claros. Saneamento. Doenças.

Resumo

Este artigo discute a relação entre as condições de saneamento básico e a ocorrência de doenças de veiculação hídrica em Montes Claros-MG. A partir das
abordagens realizadas conclui-se que a ocorrência de doenças de veiculação hídrica em Montes Claros está associada à rápida expansão urbana da cidade nas últimas décadas e à falta de políticas públicas específicas para essas áreas em expansão, principalmente em relação à infra-estrutura de saneamento básico, pois é constante a falta de água nos bairros. As inundações que ocorrem há anos na cidade, bem como a quantidade de lixo e entulho acumulados em todos os bairros visitados trazem transtornos e doenças à população; tudo isso aponta para a necessidade de uma reavaliação das ações que até o momento direcionaram os setores responsáveis por essas questões na cidade de Montes Claros.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sandra Célia Muniz Magalhães, Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES

1Professora do Departamento de Geociências – UNIMONTES – Mestre em Geografpela PUC/SP. Doutoranda em Geografia – UFU.

Marcos Bernardino de Carvalho, Universidade de São Paulo - USP

Professor da USP. Mestre em Geografia – USP. Doutor em Ciências Sociais – PUC/SP - Pósdoutorado em Geografia - Universidade de Barcelona.

Referências

ANDRADE, M. E. B. de. Geografia médica: origem e evolução. In: BARATA, R. C. B.; BRICEÑO-LEÓN, R. (Orgs.). Doenças endêmicas, abordagens sociais, culturais e comportamentais. Rio de Janeiro: Editora FIOCRUZ, 2000.

BOUSQUAT, A. Para a incorporação do espaço no estudo da saúde. São Paulo, 2000. Tese (Doutorado) – Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, 2000.

BOUSQUAT, A.; COHN, A. A dimensão espacial nos estudos sobre saúde: uma trajetória histórica. Revista História, Ciências e Saúde, Manguinhos-RJ, v. 11, n. 3, p. 549-68, set./dez. 2004.

BRANCO, S. M.; AZEVEDO, S. M. F. O; TUNDISI, J. G.. Água e saúde humana. In: REBOUÇAS, A. da C.; BRAGA, B.; TUNDISI, J. G.. Águas doces no Brasil: capital ecológico, uso e conservação. 3. ed. São Paulo: Escritura Editora, 2006.

CZARINA, D.; RIBEIRO, A. D. O conceito de espaço em epidemiologia: uma interpretação histórica e epistemológica. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 16, n. 3, p. 595-617, jul./set. 2000.

FERREIRA, M. U. Epidemiologia e geografia: o complexo Patogênico de Max Sorre. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 7, n. 3, p. 301-309, jul./set. 1991.

GUIMARÃES, R. B. Saúde urbana: velho tema, novas questões. Paradigmas da Geografia. Terra Livre, São Paulo, n. 17, 2001.

INSTITUTO BRASIL PNUMA. Disponível em: < http://www.brasilpnuma.org.br/>. Acesso em 2008.

LACAZ, C. da S.; BARUZZI, R. G.; SIQUEIRA JR, W. Introdução à geografia médica no Brasil. São Paulo: Ed. Edgard Blucher, 1972.

LEITE, M. E.; PEREIRA, A. M. O Processo de Urbanização à partir da industrialização. In: PEREIRA, A. M; ALMEIDA, M. I. S. Leituras Geográficas sobre o Norte de Minas Gerais. Montes Claros: Editora Unimontes, 2004.

LEITE, R. de F. C. Norte de Minas e Montes Claros: o significado do ensino superior na (re) configuração da rede urbana regional. Uberlândia, 2003. Dissertação (Mestrado). Universidade Federal de Uberlândia, 2003.

MINISTÉRIO DA SAÚDE - MS. Assistência e Controle das Doenças Diarréicas. BRASIL/PNUD. Brasília, 1993.

PARAGUASSU-CHAVES, C. A. Geografia médica ou da saúde: espaço e doença na Amazônia ocidental. Porto Velho: Edusp, 2001.

PEREIRA, A. M. Cidade média e região: o significado de Montes Claros no norte de Minas Gerais. 2007. Tese (Doutorado). Uberlândia. Universidade Federal de Uberlândia, 2007.

SORRE, M; MEGALE, J. F.; FRANÇA, M. C.; MARQUES M. (Org.). Geografia. São Paulo: Ática, 1984.

______. el Hombre en la Tierra. Tradução de F. Payaols. Barcelona: Talleres Gráficos Ibero-Americanos S/A, 1967.

Downloads

Publicado

2009-10-31

Como Citar

MAGALHÃES, S. C. M.; CARVALHO, M. B. de. A expansão urbana de Montes Claros e suas implicações na ocorrência de doenças de veiculação hídrica. Revista Cerrados, [S. l.], v. 6, n. 01, p. 65–86, 2009. Disponível em: https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/cerrados/article/view/2938. Acesso em: 3 fev. 2023.