COMPARTIMENTAÇÃO DA PAISAGEM DO MUNICÍPIO DE CAMPO AZUL NO NORTE DO ESTADO DE MINAS GERAIS

Autores

  • Maria Ivete Soares de Almeida Universidade Estadual de Montes Claros
  • Manoel Reinaldo Leite Universidade Estadual de Montes Claros

Palavras-chave:

geomorfologia, compartimentação da paisagem, Campo Azul

Resumo

O objetivo deste trabalho é entender como os fatores geológicos e geomorfológicos
condicionaram a compartimentação das paisagens naturais do município de Campo
Azul. Para tanto foi elaborado um roteiro metodológico em três etapas distintas: na
primeira etapa os materiais cartográficos serviram de base para as analises preliminares;
no segundo momento, foram realizados trabalhos de campo no intuito de validar as
informações anteriormente levantadas Na terceira etapa, os esforços se concentraram na
análise das paisagens no que se refere as suas interações e padrões de ocorrência.
Conclui-se que os fatores determinantes para esta compartimentação foram os
geológicos e os geomorfológicos. Destacam-se os eventos de aplanamento do relevo e o
processo de dissecação dessas superfícies pelas redes hidrográficas das bacias dos rios
Pacuí e Paracatu que drenam o município. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ATLAS DE DESENVOLVIMENTO HUMANO. Disponível em WWW.atlasbrasil.org.br.
Acessado em: 15 de janeiro de 2014.
CPRM. Companhia de Pesquisa e Recursos Minerais. Mapa Geológico do Estado de Minas
Gerais. 2000, 2010. Escala 1: 2 500 000.
CAVALCANTI, l. C. de S. Cartografia de Paisagens. São Paulo: Oficina de Textos, 2014.
CUNHA, S.B. da. GUERRA, A.J.T. Degradação Ambiental. In. GUERRA, A. J. T. CUNHA,
S.B. da. (orgs.) Geomorfologia e Meio Ambiente. 2ª Ed.Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1998.
DEUPOUX , M. Ecossistema e paisagem. São Paulo: Instituto de Geografia (USP), 1974
(Método em questão 7).
IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo 2010. Disponível em
<http://www.ibge.gov.br/>. Acessado em: 20 de maio de 2011.
IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Carta Topográfica de Montes Claros,
folha SE 23 – X – A. Escala 1:500 000, 1982.
IGA, Instituto de Geociências Aplicadas. Mapa Geológico – Folha Montes Claros-MG, 1978.
Escala: 1:500.000.
IGA, Instituto de Geociências Aplicadas. Mapa Geomorfológico – Folha Montes Claros-MG,
1977. Escala: 1:500.000.
Manual Técnico da vegetação brasileira:Coordenação de Recursos Naturais e Estudos
Ambientais. 2. Ed. rev. compl. Rio de Janeiro: IBGE, 2012.
Manual Técnico de Pedologia: Coordenação de Recursos Naturais e Estudos Ambientais. 2.
Ed. Rio de Janeiro: IBGE, 2007.
Manual Técnico de Geomorfologia/IBGE. Coordenação de Recursos Naturais e Estudos
Ambientais. 2. Ed. Rio de Janeiro: IBGE, 2009.
RODRIGUES, C.Adami, S. Técnicas fundamentais para o estudo de bacias hidrográficas. In.
Venturi, L.A.B. Praticando a geografia: técnicas de campo e laboratório em geografia e
análise ambiental. São Paulo: oficina de Textos, 2009.
RODRIGUEZ, J.M.M.SILVA, E. V. CAVALCANTI, A. P. B.Geoecologia das paisagens:
uma visão geossistêmica da análise ambiental. Fortaleza: editora UFC, Ceará: 2007, 222 p.

Downloads

Publicado

2020-04-24

Como Citar

Ivete Soares de Almeida, M. ., & Reinaldo Leite, M. . (2020). COMPARTIMENTAÇÃO DA PAISAGEM DO MUNICÍPIO DE CAMPO AZUL NO NORTE DO ESTADO DE MINAS GERAIS. Revista Desenvolvimento Social, 17(1), 19 - 29. Recuperado de https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/rds/article/view/2159

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)