DESIGUALDADE DE GÊNERO NA UNIVERSIDADE: ÊNFASE NO SEXO FEMININO

Autores

  • Vaena Caroline Martins Ribeiro Universidade Estadual de Montes Claros
  • Maria da Luz Alves Ferreira Universidade Estadual de Montes Claros

Palavras-chave:

Discente, Docente, Desigualdade de Gênero, Universidade

Resumo

O presente trabalho visa analisar as relações desiguais de gênero na universidade através
de premissas subjetivas, que versam sobre o binômio professor –aluno, e das relações
entre docentes. Através de pesquisa eminentemente bibliográfica, objetiva-se aqui
resgatar pensamentos de autores com SCOTT (2005) e DUBET (2003), dentre outros,
que se debruçaram a compreender o caráter simbólico das desigualdades no sistema de
ensino. A partir disso, dar-se-á maior enforque às disparidades de gênero nos espaços da
universidade, com ênfase no sexo feminino. Trabalha-se com a hipótese que mesmo que
a universidadepossibilite certa autônima, bem como um amplo espaço de debate, a
sociedade fora de seus muros ainda impõe uma ideologia que segrega em função de
identidades biológicas. Diante disso quanto se analisa a relação entre docentes, no que
se refere a sua identidade enquanto impulsionador de transformações sociais, o discurso
perde força e não assume um caráter pragmático. E por fim, considera-se também que as
desigualdades de gênero, em alguns casos, se demonstram mais visível e mais
combatida, porém, sob outro prisma se apresenta de maneira bastante quase
imperceptível, circunstância esta que aliena, na maioria das vezes, mais os docentes que
os discentes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-04-14

Como Citar

Caroline Martins Ribeiro, V. ., & da Luz Alves Ferreira, M. . (2020). DESIGUALDADE DE GÊNERO NA UNIVERSIDADE: ÊNFASE NO SEXO FEMININO. Revista Desenvolvimento Social, 15(1), 25 - 37. Recuperado de https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/rds/article/view/1973

Edição

Seção

Artigos