Validação do algoritmo SEBAL na modelagem térmica da bacia do rio Vieira no Norte de Minas Gerais

Autores

  • Manoel Reinaldo Leite Universidade Federal de Uberlândia – UFU
  • Jorge Luís Silva Brito Universidade Federal de Uberlândia – UFU

Palavras-chave:

Modelagem térmica. SEBAL e Rio Vieira.

Resumo

O presente trabalho objetivou obter a modelagem térmica da bacia do rio Vieira durante o período sazonal de inverno do ano de 2010, alem de testar a validação do modelo de temperatura obtido pelo SEBAL com base em seis estações de controle em terra, para a órbita/ponto 218/72 da cena do satélite Landsat 5 sensor Thematic Mapper(TM). Do ponto de vista estatístico foram considerados os valores da variância, desvio padrão e a média aritmética de cada conjunto de valores das estações em relação aos dados obtidos pelo modelo SEBAL, no intuito de apresentar o coeficiente de variação, em percentual, entre o modelo SBAL e os dados de validação das estações de controle. Os modelos estatísticos apresentaram níveis de excelência para os dados obtidos pelo modelo SEBAL em relação a todas as estações de controle. No que concerne a modelagem térmica da bacia do rio Vieira os dados apresentaram uma amplitude térmica da ordem de 5,72 ºC, e uma maior concentração dos valores de temperatura compreendidos entre os intervalos de 18,15 e 22,38 ºC, revelando uma temperatura média para a hora mapeada de 18,25 ºC.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Manoel Reinaldo Leite, Universidade Federal de Uberlândia – UFU

Mestrando em Geografia pela Universidade Federal de Uberlândia, concentração em Cartografia e Sensoriamento Remoto, bolsista CAPES.

Jorge Luís Silva Brito, Universidade Federal de Uberlândia – UFU

Professor Doutor da Universidade Federal de Uberlândia Coordenador do Laboratório de Cartografia e Sensoriamento Remoto.

Downloads

Publicado

2011-12-31

Como Citar

LEITE, M. R.; BRITO, J. L. S. Validação do algoritmo SEBAL na modelagem térmica da bacia do rio Vieira no Norte de Minas Gerais. Revista Cerrados, [S. l.], v. 9, n. 01, p. 27–54, 2011. Disponível em: https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/cerrados/article/view/2998. Acesso em: 20 ago. 2022.