Geotecnologias: aplicabilidade nos estudos do espaço geográficos

Autores

  • Marcos Esdras Leite Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES
  • Jorge Luis Silva Brito Universidade Federal de Uberlândia – UFU

Palavras-chave:

Geografia, geotecnologia, geoprocessamento e sensoriamento remoto.

Resumo

Neste artigo pretendemos discutir a importância da aplicação das geotecnologias e da ciência geográfica no planejamento do espaço geográfico, destacando o uso do geoprocessamento e do sensoriamento remoto. Para foi necessária uma análise histórica da geografia quantitativa, corrente que estimulou a aplicação de tecnologia à geografia, como também uma discussão teórica do que é geoprocessamento, sensoriamento remoto, processamento digital de imagens, cartografia digital e Sistema de Informação Geográfica-SIG, expondo suas respectivas relevâncias no estudo e desenvolvimento da geografia do século XXI.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcos Esdras Leite, Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES

Professor Ms. do Departamento de Geociências da UNIMONTES. Doutorando em Geografia/UFU.

Jorge Luis Silva Brito, Universidade Federal de Uberlândia – UFU

Professor do Instituto de Geografia (UFU)

Referências

CÂMARA, G. e MEDEIROS, J. S. de. Princípios básicos em geoprocessamento. In: ASSAD, E. D. e SANO, E. E. Sistema de informações geográficas. Aplicações na agricultura- 2. ed.- Brasília: Embrapa-SPI/ Embrapa-CPAC, 1998.

CÂMARA, G. MONTEIRO, A. M. V. e MEDEIROS, J. S. de. Fundamentos epistemológicos da ciência da Geoinformação. Disponível em: <http://www.dpi.inpe.br/livros.html>. Acesso de: 03 jul. 2005.

CÂMARA, G. et al. Anatomia de sistemas de informação geográfica. Campinas: instituto de computação, Unicamp, 1996. pp.

GOMES, H. Reflexões sobre teoria e crítica em Geografia. Goiânia: CEGRAF/UFG, 1991.

INPE. Projeto EDUCA SeRe I. cadernos didáticos Nº 2. Introdução ao sensoriamento remoto-histórico. São José dos Campos: Inpe, 1998.

MOURA, A. C. M. Geoprocessamento na gestão e planejamento urbano. Belo Horizonte: Ed. Da autora, 2003.

NIETO, C. G. e LEVI, S. L. Avances tecnológicos en cartografia. Atlas cibernéticos. In: OLIVEIRA, P. E. (org.) Espacio geográfico. Epstemología y diversidad. México, D. F.: UNAM, 2003. p. 423-436.

PEREIRA, G. C. e SILVA, B. C. N. Geoprocessamento e urbanismo. In: GERARDI, L. H. de O. e MENDES, I. A. (org.). Teoria, técnica, espaço e atividades. Temas de geografia contemporânea. Rio Claro: Unesp; AGTEO, 2001, p. 97-137.

REVISTA INFO GEO- ano 4, n. 23, mar./abr. 2002

ROSA, Roberto. Introdução ao sensoriamento remoto, 3. ed. Uberlândia: Ed. da Universidade Federal de Uberlândia, 1995.

ROSA, R. e Brito, J.L.S. Introdução ao Geoprocessamento: sistema de informação geográfica. Uberlândia: Ed. da Universidade Federal de Uberlândia, 1996.

SANTOS, M. Por uma geografia nova: da crítica da geografia a uma geografia crítica. São Paulo: Edusp, 2002.

.

.

Downloads

Publicado

2006-12-31

Como Citar

LEITE, M. E.; BRITO, J. L. S. Geotecnologias: aplicabilidade nos estudos do espaço geográficos. Revista Cerrados, [S. l.], v. 4, n. 01, p. 57–68, 2006. Disponível em: https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/cerrados/article/view/2918. Acesso em: 9 ago. 2022.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 > >>