Fonte, distribuição e características geoquímicas dos sedimentos de corrente do rio do Formoso – MG

Autores

  • Adolf Heinrich Horn Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG
  • Hernando Baggio Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES
  • Silky Polyane Pereira Silva Gonçalves Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES

Palavras-chave:

Metais pesados. Sedimentos. Natural Antropogênico. CONAMA 344/04.

Resumo

O Rio do Formoso é um importante tributário do Rio São Francisco no noroeste do estado de Minas Gerais. Sua bacia encontra-se inserida no Bioma Cerrado, suas águas drenam imensos latifúndios com forte tendência agropecuária, influenciando diretamente nas características físico-químicas e químicas da água superficial e do sedimento de corrente e fundo. Foram coletadas 22 amostras de sedimentos em onze pontos, nos quais foram determinadas as concentrações totais de Cu, Cd, Cr, Ni, Pb, Zn por ICP-OES, com, extração ácida. Os resultados foram comparados à resolução CONAMA 344/2004 - Nível 1. A caracterização mineral foi obtida por DRX e, a composição geoquímica dos litotipos foi determinada por ICPOES. Os teores totais dos metais Cd e Cr nos sedimentos ultrapassaram os valores de referência nível 1 (TEL) estabelecidos pelo CONAMA. A disponibilidade desses metais nos sedimentos é resultado direto dos resíduos metal-orgânicos gerados pela agricultura comercial. A assinatura geoquímica para o elemento cromo presente no sedimento confirma a contribuição natural geológica. O mineral predominante nos sedimentos é o quartzo, a presença de minerais de argila, sugere uma maior ou menor troca de cátion metálicos do sedimento para a coluna de água.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Adolf Heinrich Horn, Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG

Doutor em geologia - NGqA-CPMTC-IGC-UFMG – Brasil

Hernando Baggio, Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES

1Doutor em geologia - LGG/NPA-UNIMONTES - Brasil

Silky Polyane Pereira Silva Gonçalves, Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES

Graduanda em Geografia pela Universidade Estadual de Montes Claros, bolsista de iniciação
científica pelo Coselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq.

Referências

ALLOWAY, B. J., AYRES, D. C. Chemical principles of environmental pollution. Londres: Blackie A & P, 1994. 304 p.

BAGGIO, H. F. Contribuições naturais e antropogênicas para a concentração e distribuição de metais pesados em sedimento de corrente na bacia do Rio do Formoso, município de Buritizeiro – MG. Tese (Doutorado em Geologia). Instituto de Geociências - Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG. Belo Horizonte. 2008.

BOWEN, J. M H. Environmental Chemistry of the Elements. London, Academies Press, 1979. 273 p.

CONAMA, 2004. Conselho Nacional do Meio Ambiente - Resolução CONAMA nº 344, de 25 de março de 2004. Disponível em http://www.mma.gov.br/conama.

FUNDAÇÃO CENTRO TECNOLÓGICO DE MINAS GERAIS. Estudo de Metais Pesados no Estado de Minas Gerais. Belo Horizonte: CETEC, 1980. 151 p. 1980 (Relatório Final).

KRAUSKOPF, K, B. Introduction to geochemistry. New York, McGraw-Hill, 1976. 721p.

LICHT, O. A. Prospecção geoquímica – Princípios, Técnicas e Métodos. Rio de Janeiro, CPRM. 1998. 236p.

US EPA 1991. Draft Analytical Method for Determination of Acid Volatile Sulfides in Sediment. EPA number: 821R91100. 1991. 20 p.

VALADÃO, R.C. Superfícies de Aplanamento do Brasil Oriental: mapeamento, caracterização e geodinâmica. In: VII Simpósio de Geologia do Centro-Oeste e X Simpósio de Geologia de Minas Gerais, Brasília: SBG, 1999. v.1, p.107-108.

Downloads

Publicado

2009-12-31

Como Citar

HORN, A. H.; BAGGIO, H.; GONÇALVES, S. P. P. S. Fonte, distribuição e características geoquímicas dos sedimentos de corrente do rio do Formoso – MG. Revista Cerrados, [S. l.], v. 7, n. 01, p. 79–90, 2009. Disponível em: https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/cerrados/article/view/2950. Acesso em: 20 maio. 2024.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)