A qualidade ambiental da água do rio São Francisco entre o lago de Três Marias e o distrito de Barra do Guaicui-MG/foz do rio das Velhas: parâmetros físico-químicos

Autores

  • Natália Souza Mendonça Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES
  • Hernando Baggio Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES
  • Adolf Heinrich Horn Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG

Palavras-chave:

Parâmetros físico-químicos; Qualidade da Água Superficial; Rio São Francisco.

Resumo

Este trabalho visa investigar a qualidade ambiental da água superficial do Rio São Francisco no segmento entre o lago de Três Marias a confluência com o Rio das Velhas/ Distrito da Barra do Guaicuí. Para a realização deste, foram utilizados os procedimentos metodológicos: revisão bibliográfica e cartográfica; seleção dos pontos de amostragem em gabinete e in situ (54 pontos); trabalhos de campo e análises físicoquímicas dos parâmetros: pH, Oxigênio Dissolvido, Condutividade Elétrica, Turbidez, Temperatura, in situ. A interpretação dos dados apontou algumas alterações em determinados parâmetros da qualidade ambiental da água no Rio São Francisco. Estas alterações foram associadas às questões naturais, a ação antrópica e em determinados momentos a correlação entre ambas. Dentre as questões naturais, destacam-se as especificidades litológicas, geomorfológicas, pedológicas, climáticas e a morfologia do canal fluvial, já as ações antrópicas, destacam-se o lançamento de efluentes industriais, domésticos, urbanos e uso de agroquímicos. Apesar de vários parâmetros analisados se encontrarem dentro dos padrões, é relevante o monitoramento destes pontos, uma vez que variam de forma acelerada, no tempo e no espaço físico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Natália Souza Mendonça, Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES

Graduada em Geografia pela Universidade Estadual de Montes Claros.

Hernando Baggio, Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES

Professor do Departamento de Geociências da Universidade Estadual de Montes Claros. Doutor em Geografia pela Universidade Federal de Minas Gerais.

Adolf Heinrich Horn, Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG

3Professor do Instituto de Geociências da Universidade Federal de Minas Gerais. Pós-Doutor pela Université Jean Monet.

Referências

ANJOS, José Ângelo Sebastião Araujo. Avaliação da eficiência de uma zona alagadiça (wetland) no controle da poluição por metais pesados: o caso de plubum em Santo Amaro da Purificação/BA. Tese de Doutoramento – Escola Politécnica da Universidade de São Paulo. Departamento de Engenharia de minas e de petróleo. São Paulo, 2003. Disponível em: acesso em 25 de janeiro, 2009.

BAGGIO, H. F. Contribuições naturais e antropogênicas para a concentração e distribuição de metais pesados em água superficial e sedimento de corrente na Bacia do Rio do Formoso, município de Buritizeiro, MG. 2008. 216p. Tese (doutorado) – Universidade Federal de Minas Gerais- UFMG, Instituto de Geociências.Belo Horizonte.

BRAGA, Benedito et al. Introdução a Engenharia Ambiental. São Paulo: Prentice Hall, 2002.

CONAMA, 2005. Conselho Nacional do Meio Ambiente. Resolução CONAMA n° 357 de 17 de março de 2005.

FELLENBERG, Gunter. Introdução aos Problemas da Poluição Ambiental. Pedagógica e Universitária Ltda. 1980. p.191.

INSTITUTO MINEIRO DE GESTÃO DAS ÁGUAS - IGAM. Monitoramento da qualidade das águas superficiais do rio São Francisco e Afluentes em 2007. Belo Horizonte, 2008. 227p.

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE-MMA (BRASIL). Secretaria executiva. Plano de Ações Estratégicas e Integradas para o Desenvolvimento do Turismo Sustentável n Bacia do Rio São Francisco. Brasília, 2006. 340p

MACEDO, J. A. B. Introdução à Química Ambiental (Química & Meio Ambiente & Sociedade). Juiz de Fora - MG: CRQ.1°ed.2002, 487p

REBOLÇAS, A. C. Água Doce no Mundo e no Brasil. In: REBOLÇAS, A.C., BRAGA, B., TUNDISI, J. G. Águas Doces no Brasil: Capital ecológico, uso e conservação. 3° ed. São Paulo: escrituras Editora, 2006. 1-35p.

RIBEIRO, E. V. Níveis de contaminação por metais pesados em águas superficiais do Rio São Francisco em Pirapora e sua relação com as atividades industriais. 2007. 101 p. (Monografia). Universidade Estadual de Montes Claros – UNIMONTES. Minas Gerais.

SALATI, E., LEMOS, H. M., SALATI, E. Água e o desenvolvimento Sustentável. In: REBOLÇAS, A.C., BRAGA, B., TUNDISI, J. G. Aguas Doces no Brasil: Capital ecológico, uso e conservação. 3° ed. São Paulo: escrituras Editora, 2006. 37-62p.

SANTOS, M. Rio São Francisco: Patrimônio cultural e natural. Belo Horizonte: Assembléia Legislativa do Estado de Minas Gerais, 2003. 182 p.

VON SPERLING, M. Estudos e modelagem da qualidade da água de rios. Belo Horizonte: Departamento de Engenharia Sanitária e Ambiental; Universidade Federal de Minas Gerais; 2007. p. 588.

Downloads

Publicado

2009-10-31

Como Citar

MENDONÇA, N. S.; BAGGIO, H.; HORN, A. H. A qualidade ambiental da água do rio São Francisco entre o lago de Três Marias e o distrito de Barra do Guaicui-MG/foz do rio das Velhas: parâmetros físico-químicos. Revista Cerrados, [S. l.], v. 6, n. 01, p. 51–64, 2009. Disponível em: https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/cerrados/article/view/2937. Acesso em: 3 fev. 2023.