A COVID-19 E SEUS IMPACTOS NO SISTEMA PRISIONAL EM SERGIPE

Autores

  • Paulo Roberto Felix dos Santos Universidade Federal de Sergipe
  • Izy Rebeka Gomes Lima Universidade Federal de Sergipe
  • Maria Suelen Santos Universidade Federal de Sergipe

DOI:

https://doi.org/10.46551/rssp.202104

Palavras-chave:

Sistema Prisional; Racismo Estrutural; Pandemia; Sergipe.

Resumo

Diante da situação de crise sanitária, ocasionada pela pandemia da Covid-19, nos marcos da crise do capital, torna-se necessário explicitar como esse cenário impacta a dinâmica prisional, com ênfase na realidade sergipana. O presente artigo tem como objetivo principal proporcionar um processo reflexivo-crítico acerca da configuração do sistema prisional em Sergipe em tempos de pandemia, com uma revisão bibliográfica e pesquisa documental, a partir do materialismo histórico dialético, como método de análise. Identificamos como as condições precarizadas do sistema prisional propiciam a expansão da pandemia, expondo seus(uas) internos(as) às mais variadas violações de direitos e situações de matabilidade. Tais impactos revelam-se mais contundentes perante à juventude negra e pobre, que compõe a maior parte da população prisional, processo que escancara as particularidades da dimensão do racismo estrutural, e do projeto de controle sócio-racial. Ademais, demonstramos algumas das medidas utilizadas para mitigar os efeitos da pandemia nesse espaço que, apesar de importantes, revelam-se limitadas, diante de todo o cenário caótico do cárcere sergipano. Como poderemos perceber, tais elementos explicitam os fundamentos das medidas de aprisionamento e das formas de controle capitalista mobilizadas em face do excedente de força de trabalho, e que no contexto de pandemia tem essa condição agravada nas prisões.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALEXANDER, Michelle. A nova segregação: racismo e encarceramento em massa. Tradução de Pedro Davoglio; Revisão técnica e notas Silvio Luiz de Almeida. 1.ed. São Paulo: Boitempo, 2017.

ALMEIDA, Silvio Luiz de. O que é racismo estrutural? Belo Horizonte (MG): Letramento, 2018.

ARAÚJO et al. Sistema Prisional Brasileiro, com ênfase no Estado de Sergipe: Problemas e observância ao Ordenamento Jurídico. Cadernos de Graduação Ciências Humanas e Sociais. Aracaju. v-2. n-2. 2014. Disponível em: periodicos.set.edu.br.

BERTONI, E. O avanço da covid-19 nas prisões. E a subnotificação dos casos. NEXO. 18 jun 2020 Disponível em: https://www.nexojornal.com.br/expresso/2020/06/17/O-avan%C3%A7o-da-covid-19-nas-pris%C3%B5es.-E-a-subnotifica%C3%A7%C3%A3o-de-casos. Acesso em: 22 jun 2020.

BORGES, Juliana. Encarceramento em massa. São Paulo, Pólen, Coleção Feminismos Plurais 2019.

BRASIL. Sejuc. Lei Nº 8.633 de 27 de Dezembro de 2019. Disponível em: https://sejuc.se.gov.br/wp-content/uploads/2020/03/Lei-8.633-19_altera-altribui%C3%A7%C3%B5es-SEJUC.pdf. Acesso em 12 jun 2020.

BRASIL. Relatório Consolidado Nacional/2019. Sistema Brasília: Ministério da Justiça e Segurança Pública. Departamento Penitenciário Nacional, Sistema de Informações do Departamento Penitenciário Nacional (SISDEPEN), 2019.

BRASIL. Secretarias Estaduais de Saúde. Brasília. Distrito Federal. 2020. Disponível em: https://covid.saude.gov.br/. Acesso em: 11 set 2020.

BRASIL. Ministério da Justiça. Lei de Execuções Penais. Brasília. Distrito Federal: Senado Federal, 1984.

BRASIL. Ministério da Justiça. Levantamento Nacional de Informações Penitenciárias. 2020. Disponível em: http://dados.mj.gov.br/dataset/infopen-levantamento-nacional-de-informacoes-penitenciarias. Acesso em: 11 set 2020.

CHADE, Jamil. Denúncia na ONU pandemia aprofunda política genocida do governo em prisões. UOL. 23 jun 2020. Disponível em: https://noticias.uol.com.br/colunas/jamil-chade/2020/06/23/denuncia-na-onu-pandemia-aprofunda-politica-genocida-do-governo-em-prisoes.htm. Acesso em: 25 jun 2020.

CONJUR. Judiciário se mobiliza para prevenir Covid-19 em presídios. Consultor Jurídico. 26 mar 2020. Disponível em: https://www.conjur.com.br/2020-mar-26/judiciario-mobiliza-prevenir-covid-19-presidios. Acesso em 12 jun 2020.

DAVIS, Angela. Estarão as prisões obsoletas? Tradução: Marina Vargas - Primeira edição. Rio de Janeiro: Difel, 2019.

D’ELIA FILHO, Orlando Zaccone, Indignos de vida: a forma jurídica da política de extermínio de inimigos na cidade do Rio de Janeiro,1ªed, Rio de Janeiro, Revan, 2015.

DEPEN. Levantamento Nacional de Informações Penitenciárias Atualização - Junho de 2017. MOURA, M.V. (Org.) Brasília: Ministério da Justiça E Segurança Pública, Departamento Penitenciário Nacional, 2017.

DEPEN. Perfil da população carcerária do Brasil e estados. Brasília. Distrito Federal: Ministério da Justiça- Departamento Penitenciário Nacional, dezembro de 2019. Disponível em: https://app.powerbi.com/view?r=eyJrIjoiN2ZlZWFmNzktNjRlZi00MjNiLWFhYmYtNjExNmMyNmYxMjRkIiwidCI6ImViMDkwNDIwLTQ0NGMtNDNmNy05MWYyLTRiOGRhNmJmZThlMSJ9. Acesso em: 11 set 2020.

FBSP. Anuário Brasileiro de Segurança Pública. Brasília, 2019 [Internet]. Disponível em: http://www.observatoriodeseguranca.org/download/13-anuariobrasileiro-de-seguranca-publica-2019/Acesso em 16 fev 2020.

FERNANDES, Florestan. A Integração do Negro na Sociedade de Classes. Volume I. Ensaio de Interpretação Sociológica. 5. ed. São Paulo: Globo, 2008.

FLAUZINA, Ana Luiza Pinheiro. Corpo negro caído no chão. O sistema penal e o projeto genocida do Estado brasileiro. Rio de Janeiro: Contraponto, 2008.

G1 SERGIPE. 13 casos do novo coronavírus foram confirmados em internos do sistema prisional de Sergipe. G1. Sergipe. 03 jul 2020. Disponível em: https://g1.globo.com/se/sergipe/noticia/2020/07/03/13-casos-do-novo-coronavirus-foram-confirmados-em-internos-do-sistema-prisional-de-sergipe.ghtml. Acesso em: 22 jul 2020.

IBGE. O IBGE apoiando o combate à COVID-19. 2020. Disponível em:https://covid19.ibge.gov.br/pnad-covid/saude.php. Acesso em: 10 set 2020.

JUSITIFICANDO. Superlotação do sistema carcerário e a pandemia do coronavírus. Justificando. 25 mai 2020. Disponível em: https://www.justificando.com/2020/05/25/a-superlotacao-do-sistema-carcerario-e-a-pandemia-do-coronavirus/. Acesso em 29 mai 2020.

MARX, Karl. O Capital. Crítica da Economia Política. Livro 1. São Paulo: Boitempo, 2013.

MELOSSI, Dario; PAVARINI, Massimo. Cárcere e fábrica – As origens do sistema penitenciário (séculos XVI e XIX). 2ª reimpressão. Rio de Janeiro: Revan/ ICC, 2017.

MÉSZÁROS, István. Para além do capital: rumo a uma teoria de transição. São Paulo, Boitempo Editorial, 2002.

NASCIMENTO, Abdias. Democracia racial: mito ou realidade?, 1977. Disponível em: https://www.geledes.org.br/democracia-racial-mito-ou-realidade/ Acesso em 15 de setembro de 2020.

OAB/SE. Relatório: Sistema Prisional do Estado de Sergipe. 26 março 2018. Acesso em 17 jul 2020.

RIOS, Diego. Sistema prisional sergipano registra primeira morte por covid-19. Jornal da cidade. Sergipe. 14 mai 2020. Disponível em: http://www.jornaldacidade.net/cidades/2020/05/317571/sistema-prisional-sergipano-registra-primeira-morte-por-covi.html. Acesso em 20 mai 2020.

SANTOS, Ruth. Conceição. Farias. Representações Sociais de Aprisionados (as) e Técnicos (as), sobre os Programas de Ressocialização (Atividades de Educação e Trabalho) no Sistema Prisional de Sergipe. 2012. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Sergipe (UFS), São Cristóvão, Sergipe, 2012. Disponível em: https://ri.ufs.br/bitstream/riufs/4661/1/RUTH_CONCEICAO_FARIAS_SANTOS.pdf Acesso em 11 de jul 2020.

WACQUANT, Loïc. As prisões da miséria. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2011.

Downloads

Publicado

2021-01-16 — Atualizado em 2021-03-09

Versões

Como Citar

Santos, P. R. F. dos, Lima, I. R. G., & Santos, M. S. (2021). A COVID-19 E SEUS IMPACTOS NO SISTEMA PRISIONAL EM SERGIPE. Serviço Social Em Perspectiva, 5(1), 65-86. https://doi.org/10.46551/rssp.202104 (Original work published 16º de janeiro de 2021)