ENSAIO ACERCA DA ANUNCIADA TRAGÉDIA BRASILEIRA

A CRISE DO CAPITAL E O APROFUNDAMENTO DAS DESIGUALDADES EM TEMPOS-ESPAÇOS DE PANDEMIA

Autores

  • Anny Karollyne Costa da Silva Universidade Federal do Rio Grande do Norte
  • Adriana Cristina Deiga Xavier Ferreira Universidade Federal do Rio Grande do Norte

DOI:

https://doi.org/10.46551/rssp.202101

Palavras-chave:

Crise do Capital. Pandemia. Luta de Classes. Raça. Gênero.

Resumo

Este artigo tem como objetivo fazer algumas reflexões sobre a crise do capital e o aumento das desigualdades para a classe-que-vive-do-trabalho em contexto de pandemia, em suas dimensões sociais, políticas e econômicas, levando em consideração a interseccionalidade das relações de classe, gênero e raça/etnia no Brasil. Foram realizadas análises por meio do método histórico-dialético da bibliografia e das produções recentemente socializadas. Verificou-se que a ideologia professada de que “estamos no mesmo barco”, como um grande equalizador de classes no enfrentamento da pandemia, na verdade, exacerba e aprofunda ainda mais as desigualdades, e deixa claro quem está pagando os custos da crise. Diante disso, o que fica notório, ao longo da discussão proposta, é que estamos vivendo a mesma tempestade, mas não no mesmo barco. Por trás da pandemia, há uma verdadeira guerra de classes em andamento. Portanto, a luta em defesa da vida é uma luta de classes, é uma luta anticapitalista.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ANTUNES, Ricardo. Prefácio. In: RAICHELIS, Raquel; VICENTE, Damares;

ALBUQUERQUE, Valéria (Orgs.). A nova morfologia do trabalho no Serviço Social. São Paulo: Cortez Editora, 2018.

________. O privilégio da servidão: o novo proletariado de serviços na era digital. São Paulo: Boitempo, 2018.

________. O trabalho sob fogo cruzado. E-Book. São Paulo, Boitempo, 2020.

________. Ricardo (org.). Riqueza e Miséria do Trabalho no Brasil (Trabalho digital, autogestão e expropriação da vida), vol. IV. São Paulo, Boitempo.

ÁVILA, Maria Betânia e FERREIRA, Verônica. Feminismo e Marxismo: Uma relação dialética. In: Os desafios do feminismo marxista na atualidade / Danilo Enrico Martuscelli (org.) - 1. ed. - Chapecó, Coleção marxismo21, 2020.

Brasil. Ministério da Saúde (MS). Brasil confirma primeiro caso da doença. Brasília: MS; 2020. Disponível em: <https://www.gov.br/saude/pt-br/assuntos/noticias/brasil-confirma-primeiro-caso-de-novo-coronavirus>. Acesso em 01 de outubro de 2020.

CHAUÍ, Marilena. 2016. Sociedade brasileira: violência e autoritarismo por todos os lados - depoimento. Entrevista concedida a Juvenal Savian Filho e Laís Modelli. Revista Cult. 2016. Disponível em: www.revistacult.uol.com.br/home/2016/02/sociedade-brasileira-violencia-e-autoritarismo-portodos-os-lados. Acesso em: 12 de agosto de 2020.

CHESNAIS, François. A Mundialização do Capital. Rio de Janeiro; Xamã, 1996.

DARDOT, Pierre e LAVAL, Christian. A nova razão do mundo: ensaios sobre a sociedade neoliberal. Tradução: Mariana Echalar. São Paulo: Boitempo, 2016.

DAVIS, Mike. “A crise do coronavírus é um monstro alimentado pelo capitalismo”. In. Davis, M. et.al (orgs). Coronavírus e a luta de classes. Brasil: Terra sem Amos,2020

DEMIER, Felipe. Depois do golpe: a dialética da democracia blindada no Brasil. Rio de Janeiro: Mauad X, 2017.

ESTRELA, Fernanda Matheus. et al. Pandemia da covid 19: Refletindo as vulnerabilidades a luz do gênero, raça e classe. Ciência & Saúde Coletiva, 2021.

Disponível em: https://scielosp.org/pdf/csc/2020.v25n9/3431-3436/pt>. Acesso em: 02 de outubro de 2020.

FRANCO, Fábio Luís Ferreira Nobrega. Da biopolítica à necrogovernamentalidade: um estudo sobre os dispositivos de desaparecimento no Brasil. 2018. Tese (Doutorado em Filosofia) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo. São Paulo, 2018. Disponível em: https://teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8133/tde-25022019-112250/pt-br.php. Acesso em: 3 de outubro de 2020.

HARVEY, David. 17 contradições e o fim do capitalismo. São Paulo, SP: Boitempo, 2016.

________. Política anticapitalista em tempos de COVID- 19. In. Davis, M. et.al (org). Coronavírus e a luta de classes. Brasil: Terra sem Amos,2020.

IAMAMOTO, Marilda Vilela; CARVALHO, Raul. Relações sociais e Serviço Social no Brasil: esboço de uma interpretação histórico-metodológica. 41. Ed. – São Paulo: Cortez, 2014.

Instituto Brasileiro de Geografia e estatística (IBGE). Desigualdades Sociais por Cor ou Raça no Brasil. 41ª ed. Brasília: Estudos e Pesquisas: Informação Demográfica

e Socioeconômica; 2018.Disponível em:<https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv101681_informativo.pdf> Acesso em: 01 de outubro de 2020

JORNAL BRASIL DE FATO: “Pandemia desnuda perversidades do capital contra trabalhadores”. Disponível em: https://www.brasildefato.com.br/2020/06/27/ricardo-antunes-pandemia-desnuda-perversidades-do-capital-contra-trabalhadores. Acesso em 30 de junho de 2020.

KALIL, Isabela.; SANTINI, Rose Marie. Coronavírus, Pandemia, Infodemia e Política. Relatório de pesquisa. Divulgado em 01 de abril de 2020. 21p. São Paulo / Rio de Janeiro: FESPSP/UFRJ. Disponível em: https://www.fespsp.org.br/store/file_source/FESPSP/ Documentos/Coronavirus-e-infodemia.pdf. Acesso em: 12 de agosto de 2020.

LIMA, Clóvis Ricardo Montenegro de et al. Emergência de saúde pública global por pandemia de Covid-19: desinformação, assimetria de informações e validação discursiva. Folha de Rosto, v. 6, n. 2, p. 5-21, 11 maio 2020. Disponível em: <https://periodicos.ufca.edu.br/ojs/index.php/folhaderosto/article/view/490>. Acesso em 29 de setembro de 2020

MÉSZÁROS, István. Para Além do Capital. Tradução de Paulo Cezar Castanheira e Sérgio Lessa. São Paulo: Boitempo, 2002.

_______. Para além do capital: rumo a uma teoria da transição. São Paulo: Boitempo, 2011

MANDEL, E. A Crise do Capital: os fatos e sua interpretação marxista. São Paulo: Ed. Ensaios, 1990.

MARQUES, Rosa. Capitalismo financeiro e as Políticas Sociais: a nova face da contemporaneidade. In: RAICHELIS, Raquel; VICENTE, Damares; ALBUQUERQUE, Valéria (Orgs.). A nova morfologia do trabalho no Serviço Social. São Paulo: Cortez Editora, 2018.

MARX, Karl. Capital: crítica da economia política. Livro III: O processo global da produção capitalista. São Paulo: Boitempo, 2017.

______. O capital: Crítica da economia política. L.1, vol II. 28.ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira,2014

MOTA, Ana Elizabete; RODRIGUES, Mavi. Legado do Congresso da Virada em tempos de conservadorismo reacionário. Rev. Katálysis, Florianópolis, v. 23, n.2. p 199-212, agosto de 2012. Disponível em:<http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S141449802020000200199&lng=en&nrm=iso>. Acesso em 2 de outubro de 2020.

NETTO, José Paulo. Economia política: uma introdução crítica / José Paulo Netto e Marcelo Braz. – 8ª ed. – São Paulo: Cortez, 2012. - (Biblioteca Básica de serviço social; v. 1).

_______. Crise do capital e consequências societárias. Serv. Soc. Soc, São Paulo, n.111, p. 413 429, setembro de 2012. Disponível em <https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S010166282012000300002&lng=en&nrm=iso>. Acesso em 02 de outubro de 2020.

SANTOS, Boaventura de Sousa. A cruel pedagogia do vírus. São Paulo: Boitempo, 2020.

SENHORAS, Eloi Martins. “Coranavírus e Educação”: Análise dos impactos assimétricos”. Boletim de Conjuntura (BOCA), vol. 2, n. 5, 2020.

SOUZA, Jamerson Murillo Anunciação de. Tendências ideológicas do conservadorismo. 2016. Tese (Doutorado em Serviço Social) – Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2016. Disponível em: <https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/18011>. Acesso em 3 de outubro de 2020.

VENTURINI. Ernesto. Em memória de uma mulher maya. Cadernos Brasileiros de Saúde Mental. Florianópolis, v. 4, n.10 p 43-61, 2012

ŽIŽEK, Slavoj. “Um golpe como o de “Kill Bill” no capitalismo”. In. Davis, M. et.al (orgs). Coronavírus e a luta de classes. Brasil: Terra sem Amos. 2020

Downloads

Publicado

2021-01-16

Como Citar

Costa da Silva, A. K., & Deiga Xavier Ferreira, A. C. . (2021). ENSAIO ACERCA DA ANUNCIADA TRAGÉDIA BRASILEIRA : A CRISE DO CAPITAL E O APROFUNDAMENTO DAS DESIGUALDADES EM TEMPOS-ESPAÇOS DE PANDEMIA. Serviço Social Em Perspectiva, 5(1), 09–31. https://doi.org/10.46551/rssp.202101