Desafios e aprendizados frente ao cyberbullying em crianças e adolescentes LGBT’S no ambiente escolar

Conflito real em um mundo virtual

Autores

  • Vanessa Andriani Maria Universidade Tiradentes (UNIT/Sergipe)

DOI:

https://doi.org/10.46551/issn2179-6807v27n1p30-47

Palavras-chave:

Cyberbullying, Internet, Diversidade, LGBT

Resumo

Na contemporaneidade, por meio do uso das tecnologias de comunicação e de informação e dos dispositivos agregados, o cyberbullying possui o potencial para extrapolar os obstáculos de tempo e espaço do bullying tradicional entre crianças e adolescentes LGBT’s causando sérias consequências na vida destas pessoas. Neste sentido, o objetivo deste trabalho é apresentar a temática do cyberbullying, suas repercussões provocadas nas vítimas e as formas de prevenção. Trata-se de uma pesquisa do tipo exploratória, que utilizou procedimentos de coleta de dados bibliográficos em publicações periódicas de cunho científico. Os resultados ressaltaram que as medidas para combater ou minimizar o cyberbullying serão mais eficientes se cada usuário da internet adotar a ética no ambiente virtual. É fundamental salientar que o cyberbullying deve ser amplamente estudado, pois é através da problematização do assunto, que será possível a elaboração de ações preventivas e medidas de combate ao problema; permitindo à população uma maior elucidação sobre o tema e, por conseguinte, maior qualidade nas relações sociais entre crianças e adolescentes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vanessa Andriani Maria, Universidade Tiradentes (UNIT/Sergipe)

Graduada em Agronomia pela UFSM e Mestre em Ciência e Tecnologia Agroindustrial pela UFpel, graduada em Direito pela ULBRA,  Graduanda em Formação Pedagógica em Geografia (UNIASSELVI). Doutoranda em Educação UNIT/Sergipe. ORCID: https://orcid.org/0000-0003-3492-8512 E-mail: vanessamariaadvs@gmail.com

Referências

ANTÓNIO, R.; PINTO, T.; PEREIRA, C.; FARCAS, D.; MOLEIRO, C. Bullying homofóbico no contexto escolar em Portugal. Psicologia, 26, 17-32. 2012. Disponível em: http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0874 20492012000100002. Acesso em: 08 de dezembro de 2020.

AVILÉS, J. M. Bullying: Guia para educadores. 1 ed. Campinas-SP. Mercado de Letras, 2013.

BALDRY, A. C., FARRINGTON, D. P., SORRENTINO, A. (2015). “Am I at risk of cyberbullying”? A narrative review and conceptual framework for research on risk of cyberbullying and cybervictimization: The risk and needs assessment approach. Aggression and Violent Behavior, 23, 36–51.

BUELGA, S.; CAVA, M.; MUSITU, G. Cyberbullying: victimización entre adolescentes a través del teléfono móvil y de Internet. Psicothema. v. 22, n. 4, p. 784-789. 2010.

CANDAU, V. M. Memórias, Diálogos e Buscas: aprendendo e ensinando. Educação Unisinos. v. 12, n.3, p. 174-181. 2018.

CARPENTER L.M.; HUBBARD G.B. Cyberbullying: Implications for the Psychiatric Nurse Practitioner. Journal of Child and Adolescent Psychiatric Nursing. v. 27 n. 3, p.142–8. 2014

CASSIDY,W; FAUCHER C; JACKSON, M. Cyberbullying among youth: A comprehensive review of current international research and its implications and application to policy and practice. Sch Psychol Int. v. 34, n. 6, p. 575–612. 2013 May 8. Disponível em <http://spi.sagepub.com/content/34/6/575.full > Acessado em 19 de julho de 2020.

COOPER, R., BLUMENFELD, W. (2012). Responses to cyberbullying: A descriptive analysis of the frequency of and impact on LGBT and allied youth. Journal of LGBT Youth, 9(2), 153-177.

DAVI, D.E.H.; BRUNS M.A.T. Mundo-vida travesti: abordagem fenomenológica das travestilidades. Temas Psicol. v .23, n.3, p. 521-533. 2015

EL ASAM, A., SAMARA, M. Cyberbullying and the law: A review of psychological and legal challenges. Computers in Human Behavior. v. 65, p.127-141. 2016.

FANTE, C., PEDRA, J. A. (2008). Bullying escolar: perguntas & respostas. Porto Alegre: Artmed.

FERREIRA, T.R.S.C.; DESLANDES, S.F. Ciência & Saúde Coletiva. Cyberbulling: conceituações, dinâmicas, personagens e implicações à saúde. v. 23, n. 10, p. 3369-3379. 2018.

FREITAS, Riva Sobrado de; CASTRO, Matheus Felipe de. Liberdade de Expressão e Discurso do Ódio: um exame sobre as possíveis limitações à liberdade de expressão. Sequência, v. 34, n. 66, p. 327-355, jul. 2013.

GARCEZ, A. M. Representações sociais do cyberbullying na mídia e na escola.2014. 186p. Tese doutorado. Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

GINI, G.; ESPELAGE, D. L. Peer Victimization, Cyberbullying, and Suicide Risk in Children and Adolescents. v. 312, n. 5, p.545-546. 2014.

GRAHAM, S.; JUVONEN, J. Self-blame and peer victimization in middle school: an attributional analysis. Developmental Psychology, Washington, v. 34, n. 3, p. 587-599, 1998.

HINDUJA, S.; PATCHIN, J. W. Cyberbullying: An Exploratory Analysis of Factors Related to Offending and Victimization, Deviant Behavior. v. 29, n. 2, p.129-156. 2008.

HINDUJA, S.; PATCHIN, J. W. Bullying beyond the schoolyard: Preventing and responding to Cyberbullying. .Thousand Oaks, CA: Corwin Press. 2009. Disponível em:< https://cyberbullying.org/bullying-beyond-the-schoolyard-preventing-and-responding-to-cyberbullying> Acesso em 22 de julho de 2020.

HINDUJA, S.; PATCHIN, J. Cyberbullying: A Review of the Legal Issues Facing Educators. Preventing School Failure: Alternative Education for Children and Youth. v. 55, n. 2,p. 71-78. 2011.

Korenis, P., Billick, S. B. Forensic Implications: Adolescent Sexting and Cyberbullying, Psychiatr Q, 85 (1), 97-101. 2014.

LANGOS, C. Cyberbullying: The challenge to define. Cyberpsychology, Behavior, and Social Networking. v.15, n. 6, p. 285-289. 2012.

LEE, S. J.; CHAE, Y. G. Children's internet use in a family context: Influence on family relationships and parental mediation. CyberPsychology & Behavior. v. 10, n. 5, p. 640-644. 2011

LI, Q. Cyberbullying in Schools: A research of gender differences. School Psychology International. v. 27, n. 2, p.157-170. 2006.

MATOS, A.; PESSOA, T.; AMADO, J.; JÄGER, T. Agir contra o cyberbullying – Manual de formação. Congresso Nacional “Literacia, Media e Cidadania”. 2011. p. 183-196.

MAZZOTTI, Tarso Bonilla. Análise retórica: por que e como fazer. In: SOUZA, Clariza Prado et al. (org.). Representações Sociais. Estudos metodológicos em Educação. Curitiba: Champagnat; São Paulo: Fundação Carlos Chagas, 2011.

NATIVIDADE, M.T.; OLIVEIRA, L. Sexualidades ameaçadoras: religião e homofobia(s) em discursos evangélicos conservadores. Sexualidad, Salud y Sociedad - n.2 - 2009 - p.121-161. Disponível em: <https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/SexualidadSaludySociedad>Acesso em: 15/08/2020.

PESCITELLI, A. MySpace or yours?: Homophobic and transphobic bullying in cyberspace. (Dissertação de doutoramento). 2013. Simon Fraser University, Canadá.

RODRIGUES, L.; Grave, R.; OLIVEIRA, J.; NOGUEIRA, C. (2015). Estudio sobre bullying homofóbico en Portugal con recurso al Analisis de Correspondencias Multiples (ACM). Revista Latinoamericana de Psicología, 48, 191-201. 2015.

SANTANA, A. M. de. Relações de gênero, trabalho e formação docente: experiências de mulheres da Escola Estadual Professor Valnir Chagas, Aracaju/SE. Dissertação (Mestrado em Educação). São Cristóvão/SE, 2014. Núcleo de Pós-graduação em Educação. Universidade Federal de Sergipe, 2014. SCHNEIDER, S. K.; O'DONNELL, L.; STUEVE, A.;

COULTER, R. W. S. Cyberbullying, School Bullying, and Psychological Distress: A Regional Census of High School Students. American Journal of Public Health. v. 102, n. 1, p. 171-177. 2012. Acesso em: 14 jul 2020.

SHARIFF, S. Ciberbullying: Questões e Soluções para a Escola, a Sala de Aula e a Família. Porto Alegre, RS. ArtMed. 2011.

SILVA, R. A.; HORTA, B. L.; PONTES, L. M.; FARIA, A. D.; SOUZA L. D. M.; CRUZEIRO, A. L. S.; PINHEIRO, R. T. Bem-estar psicológico e adolescência: fatores associados. Caderno de Saúde Pública. v. 23, n. 5, p. 1113-1118. 2007

SILVA, Ana. Bullying: Mentes perigosas nas escolas. Rio de janeiro: Objetiva, 2010.

SIVASHANKER K. Cyberbullying and the digital self. J. Am. Acad. Child Adolesc. Psychiatry. 2013 fev;52(2):113-5. Disponível em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23357436 Acesso em 08 de dezembro de 2020.

SMITH, P. K.; MAHDAVI, J.; CARVALHO, M.; TIPPETT, N. An investigation into cyberbullying, its forms, awareness and impact, and the relationship between age and gender in cyberbullying. London. 2006. Disponível em: <http://webarchive.nationalarchives.gov.uk/20130323025443/https://www.education.gov.uk/publications/eOrderingDownload/RBX03-06.pdf> Acesso em 19 julho 2020.

SPEARS, B.; SLEE, P.; OWENS, L.; JOHNSON, B. Behind the scenes and screens. Zeitschrift für Psychologie / Journal of Psychology. v. 217, n. 4, p. 189-196. 2009.

TOOMEY, R., RYAN, C., DIAZ, R., CARD, N., RUSSELL, S. (2010). Gender-nonconforming lesbian, gay, bisexual, and transgender youth: school victimization and young adult psychosocial adjustment. Developmental Psychology, 46(6), 1580.

UNESCO. School-related gender-based violence is preventing the achievement of quality education for all. Paris. 2015. (Policy paper, 17). Disponível em: <https://hivhealthclearinghouse.unesco.org> Acesso em 18 de julho de 2020.

UNESCO. Jogo aberto: respostas do setor de educação a violência com base na orientação sexual e na identidade/expressão de gênero. Brasília – DF. 2017. Disponível em:<http://unesdoc.unesco.org/images/0024/002446/244652por.pdf>. Acesso em: 18 de julho de 2020.

UNESCO. Violência escolar e bullying: relatório sobre a situação mundial. Brasília – DF. 2019. 54 p. Disponível em:< https://prceu.usp.br/wp-content/uploads/2020/10/2018-UNESCO-Relatorio-Violencia-Escolar-e-Bullying.pdf> Acesso em: 08 de dez de 2020.

UNESCO. Violência escolar e bullying: relatório sobre a situação mundial. – Brasília. 2019. 54 p.

VIEIRA, T. M., MENDES, F. D. C., GUIMARÃES, L. C. De Columbine à Virgínia Tech: Reflexões com Base Empírica sobre um Fenômeno em Expansão. In: Psicologia: Reflexão e Crítica, v. 22, n. 3, p. 493-501, 2009.

WIEDERHOLD, B. Cyberbullying and LGBTQ youth: a deadly combination. Cyberpsychology, Behavior, and Social Networking, 17(9), 569-570. 2014.

Downloads

Publicado

2021-08-16

Como Citar

Andriani Maria, V. (2021). Desafios e aprendizados frente ao cyberbullying em crianças e adolescentes LGBT’S no ambiente escolar: Conflito real em um mundo virtual. Revista Desenvolvimento Social, 27(1), 30–47. https://doi.org/10.46551/issn2179-6807v27n1p30-47