O PROCESSO DE FORMALIZAÇÃO EM UM EMPREENDIMENTO DE ECONOMIA SOLIDÁRIA

Autores

  • Diego Neves de Sousa Embrapa Pesca e Aquicultura
  • Cleiton Silva Ferreira Milagres Universidade Federal do Tocantins - UFT
  • Dayane Rouse Neves Sousa Universidade Federal de Viçosa- UFV
  • Cleverson Silva Ferreira Milagres Universidade Federal de Viçosa- UFV

Resumo

O presente trabalho tem como objetivo descrever as informações necessárias para a formalização de um empreendimento comunitário autogestionário, que tem como caso empírico a Padaria Artesanal Comunitária "Mãos de Fibra", localizada na zona rural de Viçosa – MG, utilizando do apoio de técnicas participativas. O processo de formalização consistiu nas seguintes etapas: assembleia de fundação, elaboração do Estatuto Social, formação de chapa, ata de fundação, requerimento, registro da Associação no cartório e, por fim, aquisição do CNPJ. Entre os resultados, verificou-se que a formalização do empreendimento coletivo, como organização comunitária, passa a ser uma instituição importante na promoção da participação social dos envolvidos na comunidade e na condução de suas ações e decisões, a fim de promover o desenvolvimento local.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-04-07

Como Citar

Neves de Sousa, D. ., Silva Ferreira Milagres, C. ., Neves Sousa, D. R. ., & Silva Ferreira Milagres, C. . (2020). O PROCESSO DE FORMALIZAÇÃO EM UM EMPREENDIMENTO DE ECONOMIA SOLIDÁRIA. Revista Desenvolvimento Social, 20(1), 115-120. Recuperado de https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/rds/article/view/1864

Edição

Seção

Artigos