QUANDO SURGE A CIDADE, NÃO MORRE O CAMPO: SOBRE A EMERGÊNCIA DE NOVAS RURALIDADES

Autores

  • Pâmela Daniele Ramos Tuller Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES
  • Maria da Luz Alves Ferreira Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES
  • Andréa Maria Narciso Rocha de Paula Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES

Palavras-chave:

Urbanização, Ruralidades, Urbanidades

Resumo

O presente trabalho cuida tratar da emergência de novas formas rurais e citadinas de
vida a partir do estudo do surgimento das cidades (e sua evolução até a sociedade industrial,
como também das bases fundamentais dessa estrutura), em paralelo ao estudo da urbanização
e do avanço dessa última sobre as cidades, o campo e a sociedade, como um todo. As
conclusões alcançadas ao final permitiram compreender a importância das cidades, enquanto
agente transformador, mais do que simplesmente palco, como também que a urbanização, a
produção social das formas espaciais, pela industrialização, provocou severas modificações na
sociedade. A urbanização ultrapassou as fronteiras da cidade em direção ao campo, que,
aparentemente contraditório à cidade, passou a ter uma dependência da cidade, de modo que
suas fronteiras vêm sendo, marcadamente, mitigadas; ademais de reproduzidas novas formas,
próprias, citadinas e rurais, de vida que refletem todas essas modificações ocorridas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

CARNEIRO. Maria José. Ruralidades: novas identidades em construção. In: anais do Congresso da Sociedade Brasileira de Sociologia e Economia Rural. Natal: 1997.
CASTELLS, Manuel. A questão urbana. São Paulo: Paz e Terra, 2000.
ENDLICH, Ângela Maria. Perspectivas sobre o urbano e o rural. In: ENDLICH, Ângela Maria, SPOSITO, Maria E. B. e WHITACKER, Arthur M. Cidade e Campo: relações entre urbano e rural. São Paulo: Expressão Popular, 2006.
LEFEBVRE, Henri. El derecho a La ciudad. Barcelona: Ediciones Península, 1969.
________________. A cidade do capital. A cidade do capital. Rio de Janeiro: DP&Aeditora, 1999.
MARX, Karl. Formações econômicas pré-capitalistas. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1991.
PLASSARD, François. L'espace produit. In: Economie spatiale. Lyon: Université Lyon 2, 2000.
SILVA, José Graziano. O novo rural brasileiro. In. Revista Nova Economia. Belo Horizonte, 1997.
SINGER, Paul. A economia política da urbanização. 12. Ed.. Brasília: Brasiliense, 1990.
WEBER. Max. Conceito e Categorias da Cidade. In VELHO, Otavio Guilherme (org.) O Fenômeno Urbano. Rio de Janeiro: Zahar, 1967.
____________. Origem do capitalismo moderno. São Paulo: Abril Cultural,1980.

Downloads

Publicado

2020-04-06

Como Citar

Daniele Ramos Tuller, P. ., da Luz Alves Ferreira, M., & Maria Narciso Rocha de Paula, A. . (2020). QUANDO SURGE A CIDADE, NÃO MORRE O CAMPO: SOBRE A EMERGÊNCIA DE NOVAS RURALIDADES. Revista Desenvolvimento Social, 11(1), 67-76. Recuperado de https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/rds/article/view/1828

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)