O FUNDAMENTO TRÁGICO DA METAFÍSICA EM HEIDEGGER

  • Daniel da Silva Toledo
Palavras-chave: Heidegger; Tragédia; Metafísica; Precariedade

Resumo

O propósito maior desse artigo consiste em apontar para uma possível relação histórico-existencial entre a dimensão originariamente trágica da história do ser e o horizonte metafísico delineado pelo pensamento do filósofo alemão Martin Heidegger. A partir disso, aquilo que também tentaremos evidenciar é que a condição originariamente trágica do mortal deverá ser compreendida como essencialmente metafísica basicamente pelo seu comprometimento existencial com uma fratura de sentido que lhe sobrepuja e lhe escapa. De maneira complementar, devemos poder afirmar que a metafísica é essencialmente trágica, caso possamos localizar o gérmen do seu eixo de força radicado no elemento da precariedade humana.

Biografia do Autor

Daniel da Silva Toledo
Bacharel em Filosofia pela UFJF, mestre, doutor e pós-doutor pelo PPCIR-UFJF e pós-doutor pela PUC-MG
Publicado
2019-12-26
Seção
Artigos