Training of teachers who teach Mathematics with DICT in the Elementary School: a systematic review of the SBEM publications

Autores

DOI:

10.46551/emd.v8n14a03

Palavras-chave:

Teachers Training, Training Models, DICT, Teaching of Mathematics

Resumo

This bibliographic survey identifies teachers training models that address the teachers training for assignments in mathematics in the Elementary School with DICT. We use, as a theoretical foundation, the training models of José Contreras, and the documentary research methodology of the chronicle type. We have investigated a total of ten articles which were published between 2013 and 2022, in the SBEM journals, and in articles from the ENEM annals. The analysis showed the implicit predominance of the reflective training model for teachers. Thus, we point out the need for research that theoretically explains the training models being used and that addresses the use of DICT from the perspective of the critical intellectual model of mathematics teachers training.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BELLONI, Maria Luiza. Tecnologia e formação de professores: rumo a uma pedagogia pós-moderna? Educação & Sociedade, v. 19, n. 65, p. 143-162, 1998. https://doi.org/10.1590/S0101-73301998000400005

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Base Nacional Comum Curricular: Educação Infantil e Ensino Fundamental. Brasília: MEC/SEB, 2017.

BRITO, Glaucia da Silva; COSTA, Maria Luisa Furlan. Apresentação — Cultura digital e educação: desafios e possibilidades. Educar em Revista, v. 36, p. 1-7, 2020. https://doi.org/10.1590/0104-4060.76482

BUENO, Denise Cristina; PEIXOTO, Joana. Formação de professores para uso de tecnologia. In: ECHALAR, Adda Daniela Lima Figueiredo; ARAÚJO, Cláudia Helena dos Santos; SOUSA, Daniela Rodrigues; PEIXOTO, Joana; SANTOS, Júlio Cesar. (Org.). Matutando: diálogos formativos. Ijuí: Editora Unijuí, 2022, p. 60-67.

BUZATO, Marcelo El Khouri. Letramentos digitais e formação de professores. In: Anais do III Congresso Ibero-Americano Educarede. São Paulo, 2006, p. 1-14.

CANDAU, Vera Maria. Oficinas pedagógicas de direitos humanos. 2. ed. Petrópolis: Vozes, 1995.

CONTRERAS, José. A autonomia dos professores. Tradução de Sandra Trabuco Valenzuela. São Paulo: Cortez, 2012.

D’AMBROSIO, Ubiratan. Educação Matemática: da teoria à prática. Campinas: Papirus, 1996.

GIROUX, Henry. Os professores como intelectuais: rumo a uma pedagogia crítica da aprendizagem. Tradução de Daniel Bueno. Porto Alegre: Artmed, 1997.

KENSKI, Ivani Moreira. Cultura Digital. In: MILL, Daniel. Dicionário crítico de Educação e tecnologias e de educação a distância. Campinas: Papirus, 2018, p. 139-144.

KENSKI, Ivani Moreira. Tecnologias e Ensino Presencial e a Distância. Campinas: Papirus, 2012.

KIRSCHNER, Paul A.; BRUYCKERE, Pedro. The myths of the digital native and the multitasker. Teaching and Teacher Education, v. 67, p. 135-142, oct. 2017. https://doi.org/10.1016/j.tate.2017.06.001

LEONTIEV, Aleksei Nokolaievitch. Activity, consciousness and personality. Englewood Cliffs: Prentice-Hall, 1978.

MARX, Karl. ENGELS, Friedrich. A Ideologia Alemã. Tradução de Rubens Enderle, Nélio Schneider, Luciano Martorano. São Paulo: Boitempo, 2007.

MORAN, José Manuel. A educação que desejamos: novos desafios e como chegar lá. 29. ed. Campinas: Papirus, 2019.

MORIN, Edgar. Introdução ao pensamento complexo. Tradução de Eliane Lisboa. Porto Alegre: Sulina, 2011.

NOGUEIRA, Silvia Cristina Gomes. Do currículo oficial do estado de São Paulo ao Currículo+: o (multi)letramento digital na formação dos professores de Língua Inglesa do Ensino Médio. 2017. 251f. Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade Federal de São Paulo. Guarulhos.

PESCE, Lucila. O Programa Um Computador por Aluno no estado de São Paulo: confrontos e avanços. In: Anais da XXXVI Reunião Anual da ANPEd. Goiânia, 2013, p. 1-31.

PRENSKY, Marc. Digital natives digital immigrants. On the Horizon, v. 9, n. 5, p. 1-6, 2001.

QUEIRÓS, Wellington Pereira. A articulação das culturas humanística e científica por meio do estudo histórico-sociocultural dos trabalhos de James Prescott Joule: contribuições para a formação de professores universitários em uma perspectiva transformadora. 2012. 355f. Tese (Doutorado em Educação para a Ciência). Universidade Estadual Paulista. Bauru.

ROSA, Paulo Ricardo da Silva. Uma introdução à Pesquisa Qualitativa em Ensino. Campo Grande: Editora da UFMS, 2015.

SANTOS, Taís Wojciechowski; SA, Ricardo Antunes. O olhar complexo sobre a formação continuada de professores para a utilização pedagógica das tecnologias e mídias digitais. Educar em Revista, Curitiba, v. 37, p. 1-20, 2021. https://doi.org/10.1590/0104-4060.72722

SCHÖN, Donald. A. Formar professores como profissionais reflexivos. Tradução de Graça Cunha, Cândida Hespanha, Conceição Afonso, José Antônio Souza Tavares. In: NÓVOA, António. (Coord.). Os professores e sua formação. 2. ed. Lisboa: Dom Quixote, 1992, p 77-91.

SILVA, Solimar Patriota. Letramento digital e formação de professores na era web 2.0: o que,

como e porque ensinar? Hipertextus, v. 8, n. 8, p. 1-13, 2012.

TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional. Tradução de Francisco Pereira. 17. ed. Petrópolis: Vozes, 2014.

Arquivos adicionais

Publicado

02-07-2024

Como Citar

SILVA, Judith Ferreira da; QUEIRÓS, Wellington Pereira de. Training of teachers who teach Mathematics with DICT in the Elementary School: a systematic review of the SBEM publications. Educação Matemática Debate, Montes Claros, v. 8, n. 14, p. 1–17, 2024. DOI: 10.46551/emd.v8n14a03. Disponível em: https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/emd/article/view/6415. Acesso em: 14 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos