Educação Matemática Debate https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/emd <p style="text-align: justify;"><em>Educação Matemática Debate</em>, eISSN 2526-6136, é editada pelo Grupo de Pesquisa em Educação Matemática (GPEMat) e pelo Grupo de Pesquisa Currículos em Educação Matemática (GPCEEM). Objetiva contribuir com a reflexão e a socialização de conhecimento sobre os processos de ensino e de aprendizagem da Matemática, sobre diferentes elementos do desenvolvimento profissional docente e sobre aspectos epistemológicos, filosóficos, didáticos, metodológicos e conceituais da Matemática e da Educação Matemática. Tem como propósito, ainda, divulgar processos e resultados de pesquisas e de experiências de práticas pedagógicas que tem como foco de análise as teorizações do campo da Educação Matemática.</p> Editora Unimontes pt-BR Educação Matemática Debate 2526-6136 Elaboração/Formulação/Proposição de Problemas em Matemática: percepções a partir de pesquisas envolvendo práticas de ensino https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/emd/article/view/4726 <p>O presente artigo refere-se à apresentação de um metaestudo que tem como objetivo verificar e analisar como são realizadas as práticas educativas que tratam da criação de problemas matemáticos, pelos estudantes, disseminadas na produção científica brasileira. Para tanto, foi realizado um estudo bibliográfico na modalidade de revisão sistemática, a fim de constituir novas compreensões acerca do objeto de estudo. Os resultados indicam que existem diversos pontos de partida e diferentes finalidades educativas para as atividades de elaboração, formulação e proposição de problemas pelos estudantes, realizadas em distintos momentos pedagógicos, conforme relatado nas pesquisas que analisamos. Cabe ressaltar, ainda, que este metaestudo revela fragilidades na constituição de um corpo teórico pelas pesquisas analisadas. Tal corpo teórico permitiria orientar um caminho metodológico mais consistente para implementação de práticas de criação de problemas em aulas de Matemática</p> Janaína Poffo Possamai Norma Suely Gomes Allevato Copyright (c) 2022 https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0/deed.pt_BR 2022-02-22 2022-02-22 6 12 1 28 10.46551/emd.v6n12a01 Uma revisão sobre pesquisas brasileiras que abordam o ensino de Estatística no Ensino Fundamental https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/emd/article/view/4753 <p>Este artigo tem como objetivo analisar o que é investigado nas produções científicas brasileiras sobre o ensino de Estatística no Ensino Fundamental publicadas entre os anos de 2015 e 2020. Os procedimentos metodológicos seguiram os pressupostos de uma revisão bibliográfica. Identificaram-se 15 teses e 24 dissertações. Foram apresentadas e descritas cada uma das produções organizadas por temas, ressaltando os objetivos de cada conjunto de pesquisas e discutindo os principais resultados e contribuições para o campo de conhecimento. Notou-se a preocupação na formação de professores, principalmente na formação inicial, tendo em vista que os autores ressaltam a existência de uma lacuna no que se refere à Educação Estatística em cursos de licenciatura e de formação continuada. Percebe-se que há uma crescente tendência de trabalhos que versam sobre o uso de tecnologias, sobretudo computacionais, assim como a necessidade de ampliar estudos sobre os documentos oficiais e Educação Especial</p> Loise Tarouquela Medeiros Edda Curi Copyright (c) 2022 https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0/deed.pt_BR 2022-04-12 2022-04-12 6 12 1 24 10.46551/emd.v6n12a03 Professores/as que ensinam Matemática e o trabalho docente remoto: a experiência do presente e o olhar para o futuro https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/emd/article/view/4920 <p>Investigamos o que representa/significa o ensino remoto para os/as professores/as que ensinam Matemática no Distrito Federal (DF). O estudo qualitativo, de cunho exploratório, teve como participantes 42 professores/as que atuam em escolas públicas do DF. Os dados foram coletados por meio de um questionário aberto cujas respostas foram submetidas à análise de conteúdo. Os resultados mostraram que a maior parte dos/as professores/as lidou com dedicação e empenho no ensino remoto, acreditam que este é um momento de possibilidades de ressignificação e mudanças do/no processo de ensino-aprendizagem e reconhecem limitações no atendimento aos estudantes, na mesma proporção em que reconhecem, também, as potencialidades do uso de recursos tecnológicos para o ensino da Matemática, além de uma pequena parcela que se mostrou menos confiante sobre as possíveis contribuições que o ensino remoto pode oferecer quanto ao uso de tais recursos.</p> Cristina de Jesus Teixeira Weberson Campos Ferreira Joeanne Neves Fraz Geraldo Eustáquio Moreira Copyright (c) 2022 https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0/deed.pt_BR 2022-05-23 2022-05-23 6 12 1 17 10.46551/emd.v6n12a06 Possibility of using Information Literacy, Mathematical Literacy and Problem-Solving methodology to teach mathematical concepts related to the contents of Spatial Geometry and Matrices to High School students https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/emd/article/view/4754 <p>This research aimed to investigate methodological possibilities for teaching Mathematics, in High School, based on the triad Informationl Literacy, Mathematical Literacy and Problem-Solving methodology. To this end, it was carried out bibliographic and field research, with predominantly qualitative results. The suggested methodological proposal was validated with 2nd year high school classes of a public school in Alexânia (GO). In the proposed approach, the teacher acted as a mediator of the teaching and learning process, and it was noticed that the research practice in the classroom served as a foundation for the construction of new concepts. The proposed problems were starting points, that is, introductory to the contents covered in the didactic sequences and did not aim at fixing or finalizing a content. We emphasize that Information Literacy directly influences the achievement of Mathematical Literacy, which is about giving students subsidies to understand mathematics in the modern world.</p> Mayckon Dimas Cardoso Silva Roberto Barcelos Souza Sabrina do Couto de Miranda Copyright (c) 2022 https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0/deed.pt_BR 2022-05-23 2022-05-23 6 12 1 24 10.46551/emd.v6n12a07 A Matemática por trás da escala das cordas contida no Setor de John Worgan (1697) https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/emd/article/view/5120 <p>Este artigo tem como objetivo apresentar a Matemática envolvida na construção da escala das cordas inscrita no instrumento matemático Setor, exposto no tratado <em>A short treatise of the description of the sector</em>, de John Worgan, de 1697. O Setor de Worgan possui nove escalas, a saber: das linhas iguais, dos senos, das tangentes, das secantes, dos polígonos, dos números artificiais, dos senos artificiais, das tangentes artificiais e das cordas. A última é utilizada para a resolução de problemas de natureza geométrica, principalmente, para encontrar ângulos e dividir a circunferência em partes iguais. Como metodologia de pesquisa, fez-se uso de uma abordagem qualitativa descritiva, utilizando documentos históricos como fonte principal de consulta. Sua construção possibilita o desenvolvimento de alguns conhecimentos geométricos, que podem auxiliar na compreensão de conceitos, tais como raio, diâmetro, arco de circunferência, ângulo e corda, entre outros, para alunos da Educação Básica.</p> Francimar Miguel da Silva Junior Andressa Gomes dos Santos Ana Carolina Costa Pereira Copyright (c) 2022 https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0/deed.pt_BR 2022-09-16 2022-09-16 6 12 1 16 10.46551/emd.v6n12a15 A produção do GT13 em Educação Matemática para surdos a partir dos anais do SIPEM https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/emd/article/view/4981 <p>O objetivo deste estudo é analisar as tendências nas pesquisas sobre Educação Matemática de surdos nos Anais dos VI e VII Sipem a partir da criação do GT13, situando as relações desses estudos com as reivindicações do movimento surdo. Para tanto, foram selecionadas oito pesquisas do VI Sipem (2015) e dez do VII Sipem (2018), totalizando 18 publicações. Inicialmente, os resumos dos 18 trabalhos selecionados foram organizados em um único <em>corpus</em> textual para serem processados no <em>software</em> Iramuteq, gerando graficamente uma nuvem de palavras que possibilitou a definição das categorias emergentes: i) a atuação do intérprete na aula de Matemática; ii) formação do professor de Matemática; e iii) ensino, em Libras, de conceitos matemáticos. O ensino de Matemática em Libras foi o tema mais enfocado nas pesquisas analisadas, evidenciando que a mediação didática diretamente em Libras pode favorecer aspectos da cognição visual dos estudantes surdos, o que está em conformidade com a perspectiva da Pedagogia surda.</p> Tamillis Silva de Andrade Vigas Jurema Lindote Botelho Peixoto Flaviana dos Santos Silva Copyright (c) 2022 https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0/deed.pt_BR 2022-11-16 2022-11-16 6 12 1 15 10.46551/emd.v6n12a18 Processo formativo envolvendo professoras dos Anos Iniciais que ensinam Matemática e uma coordenadora pedagógica no contexto da pandemia da Covid-19 https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/emd/article/view/4863 <p>Este artigo apresenta a potencialidade de um processo formativo e suas reflexões, envolvendo quatro professoras dos Anos Iniciais e uma coordenadora pedagógica da Rede Estadual de Ensino de São Paulo, com base nas ações iniciadas em junho de 2021. Faz parte de uma pesquisa em nível de Pós-Doutoramento. Utilizamos a abordagem qualitativa, com análise documental permeada pelo estudo de dois volumes de materiais curriculares de Matemática da Rede produzidos para o momento pandêmico. Considera que a formação proporcionou contribuições para o conhecimento curricular docente e o ensino de Matemática. Identifica, ainda, a necessidade de um aprofundamento nas discussões em algumas escolas sobre os materiais de Matemática produzidos pela Rede. Além disso, foi apontado pelas participantes que o uso das ferramentas tecnológicas nas escolas e nas formações pós-pandemia é importante, desafiador e contribui na rotina entre o trabalho e as horas de estudo.</p> <p> </p> Grace Zaggia Utimura Edda Curi Copyright (c) 2022 https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0/deed.pt_BR 2022-03-25 2022-03-25 6 12 1 19 10.46551/emd.v6n12a02 Formação de professores da Educação Básica no contexto da pandemia da Covid-19: as vulnerabilidades da Educação Especial https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/emd/article/view/4713 <p>A Covid-19 foi especificada como uma pandemia com grande poder de disseminação que agregou grandes obstáculos. No âmbito educacional, professores, gestores e a sociedade convivem com um verdadeiro impasse ocasionado pelo ensino remoto. Professores e estudantes foram desafiados a adentrar em um novo campo mediado por tecnologias necessitando de uma formação, sobretudo para os que atuam com a Educação Especial. Este trabalho visa analisar as concepções de professores que atuam no ensino remoto no que diz respeito ao seu trabalho com estudantes com Necessidades Educativas Específicas (NEE). Realizamos uma pesquisa por intermédio de um questionário com 174 professores de diferentes estados brasileiros a fim de compreender sua formação para atuar no contexto remoto com os estudantes da Educação Especial. Os resultados apontaram para a necessidade de formação dos professores que atuam com estudantes com Necessidades Educativas Específicas; repensar na formação continuada e que seja capaz de romper o olhar de incapacidade frente ao trabalho com estudantes com NEE, bem como repensar a educação inclusiva no contexto do ensino remoto de modo a incluir todos os estudantes</p> Paulo Vinícius Pereira de Lima Luciane Alves Rodrigues de Sousa Geraldo Eustáquio Moreira Copyright (c) 2022 https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0/deed.pt_BR 2022-04-20 2022-04-20 6 12 1 25 10.46551/emd.v6n12a04 Movimentos de integração de tecnologias digitais em tempos de pandemia: diálogos com professores que ensinam Matemática https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/emd/article/view/4921 <p>Este artigo tem como objetivo analisar movimentos de integração de tecnologias digitais ao currículo de Matemática de um grupo de professores do Ensino Fundamental em um processo de formação continuada, a partir de ações realizadas durante o período da pandemia, em aulas remotas. A pesquisa utilizou-se do modelo <em>Formação, Ação e Reflexão — F@R</em>. A análise é apresentada em formato de narrativa, para contextualizar os diálogos realizados com os professores durante a formação. Os resultados evidenciaram que o processo de integração foi vivenciado a partir da (des)construção de modos de uso das tecnologias digitais para o ensino. Dessa forma, é essencial que os professores estejam em constante formação e dispostos a dialogar e refletir sobre suas práticas pedagógicas.</p> Stelamara Souza Pereira Suely Scherer Copyright (c) 2022 https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0/deed.pt_BR 2022-04-27 2022-04-27 6 12 1 21 10.46551/emd.v6n12a05 Metodologia WebQuest nas aulas de Matemática em contexto de pandemia da Covid-19 https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/emd/article/view/5045 <p>O ensino de Matemática no cenário de aulas remotas, em virtude da pandemia da Covid-19, tem implicado em “arranjos” nos fazeres docentes, desde o “como ensinar” ao “como avaliar” as aprendizagens dos alunos. Este trabalho trata-se de uma investigação qualitativa do tipo exploratória, que definiu por objetivo investigar como o uso da metodologia WebQuest pode auxiliar o professor de Matemática. Os resultados indicam, por um lado, que fazer uso da metodologia WebQuest contribui no processo de aprendizagem dos alunos. Por outro lado, possibilita a comunicação deles com o professor e desenvolve a capacidade de aprendizado a partir da investigação e colaboração com outros alunos.</p> Vítor Marinho Silva Carloney Alves de Oliveira Copyright (c) 2022 https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0/deed.pt_BR 2022-05-24 2022-05-24 6 12 1 16 10.46551/emd.v6n12a08 Análise de perfil de futuros docentes de Matemática em face das implicações da Pandemia https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/emd/article/view/4916 <p>A pandemia do coronavírus causou a interrupção de períodos letivos e o ensino remoto emergencial tornou-se um método adotado por instituições para dar continuidade aos currículos escolares. O tema gerou debate quanto à preparação de docentes para atuar nesse novo formato, trazendo implicações para o modo de ensinar e aprender. Nesse sentido, propõe-se verificar os perfis de futuros professores de Matemática que estão em formação inicial; para tanto, foi aplicado um questionário elaborado em escala Likert. Após análise fatorial no <em>software</em> PSPP, efoi realizado o agrupamento, localizando seis perfis que mostram o bom suporte institucional e a motivação para discutir Matemática independentemente do formato de ensino.</p> Otávio Paulino Lavor Elrismar Auxiliadora Gomes Oliveira Copyright (c) 2022 https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0/deed.pt_BR 2022-05-25 2022-05-25 6 12 1 15 10.46551/emd.v6n12a09 Que narrativas elaboram Professores de Matemática sobre o contexto da pandemia da Covid-19? https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/emd/article/view/5040 <p>Este artigo traz um recorte de uma pesquisa de mestrado, tendo como objetivo apresentar a discussão produzida a partir da unidade temática <em>Contexto de Pandemia e o Trabalho Docente</em>. Como aportes teóricos, debruçamo-nos, principalmente, sobre autores que tematizam o cenário educacional durante esse período, recorrendo às discussões sobre as especificidades do trabalho docente nesse contexto. Como metodologia, optamos pela pesquisa (auto)biográfica. Dessa forma, os dados foram produzidos com seis professores egressos, inspirados na técnica das entrevistas narrativas autobiográficas e analisados sob a perspectiva da análise compreensiva-interpretativa. Em destaque ao período de pandemia, os depoimentos dos professores apontam para a complexidade em atuar frente a um contexto para o qual eles não foram preparados. Por isso, enfrentaram (e seguem enfrentando) desafios com relação ao ensino de Matemática, à formação de professores, à precarização e desvalorização do trabalho docente no Brasil e às desigualdades sociais refletidas nas condições de acesso.</p> Gerson dos Santos Farias Patrícia Sandalo Pereira Copyright (c) 2022 https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0/deed.pt_BR 2022-08-01 2022-08-01 6 12 1 23 10.46551/emd.v6n12a10 Práticas pedagógicas com uso de materiais manipuláveis: a formação inicial do Pedagogo para ensinar Matemática em tempos de Covid-19 https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/emd/article/view/5038 <p>Este artigo apresenta reflexões acerca das possibilidades de trabalho com materiais manipuláveis na formação do Pedagogo, no contexto da pandemia de Covid-19. As considerações apresentadas são fruto do Estágio Docência realizado na disciplina de Saberes e Metodologias do Ensino de Matemática 1, turno Noturno, no curso de licenciatura em Pedagogia da Universidade Federal de Alagoas, em período remoto emergencial. Como aporte teórico foram utilizados os escritos de Lorenzato (2012), dentre outros. De caráter qualitativo, os dados foram coletados por meio da observação participante e análise do diário de bordo da primeira autora, bem como dos alunos matriculados na disciplina. Os resultados mostram que foi possível, em meio ao ensino remoto, proporcionar aulas práticas que contemplaram a confecção e utilização dos materiais manipuláveis, estimulando a criatividade e a apropriação de conceitos matemáticos.</p> Alice Estefanie Pereira da Silva Mercedes Carvalho Copyright (c) 2022 https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0/deed.pt_BR 2022-09-09 2022-09-09 6 12 1 19 10.46551/emd.v6n12a13 Percepções e ações avaliativas na pandemia da Covid-19: o que relataram alguns professores de Matemática, Física, Química e Biologia https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/emd/article/view/5041 <p>Este artigo tem como objetivo relatar as percepções e ações avaliativas de um grupo de professores durante a Pandemia da Covid-19. Com a expansão da maior crise sanitária desde a gripe espanhola, diversas mudanças sociais e educacionais ocorreram, as aulas foram adaptadas, tornando-se remotas. Diante desse quadro extremo, temos por desafio: investigar temas educacionais essenciais como a avaliação em contextos remotos, marcados por uma grande desigualdade social e de acesso a tecnologias móveis e digitais. Por fim, esse artigo foi elaborado por meio de levantamento bibliográfico em livros e artigos e de um questionário online, envolvendo professores de diversos níveis de ensino e variada experiência no magistério, tendo por objetivo responder à seguinte questão de pesquisa: Quais são as percepções e ações avaliativas mobilizadas por professores da área de Ciências da Natureza e de Matemática durante a pandemia da Covid-19?</p> Marco Aurélio Kistemann Junior Cristiane Corrêa Amaral Cassio Cristiano Giordano Copyright (c) 2022 https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0/deed.pt_BR 2022-09-21 2022-09-21 6 12 1 25 10.46551/emd.v6n12a16 Sofía Kovalesvkaia su historia a través del género y las Matemáticas https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/emd/article/view/5035 <p>El presente artículo tiene como objetivo destacar las aportaciones matemáticas de Sofía Kovalevskaia en un contexto histórico-científico, en donde la vida intelectual y dialógica trascendieron notablemente. Se analiza la relación entre el género y las Matemáticas en función de un siglo caracterizado por cambios sociales y culturales, a los cuales respondió un gremio de profesionales y académicos de la Ciencia, dentro del cual tuvo una significativa participación la mujer en la toma de decisiones metodológicas, técnicas y experimentales. El trabajo se presenta en tres secciones; se contextualiza la teoría de la complejidad, después se explica la importancia del nihilismo, y finalmente todo nos lleva a visibilizar los logros y aportaciones de Sofía en las Matemáticas.</p> Claudia Gisela Espinosa Guia Cándido Eugenio Aguilar Aguilar Raciel Vásquez Aguilar Copyright (c) 2022 https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0/deed.pt_BR 2022-08-02 2022-08-02 6 12 1 22 10.46551/emd.v6n12a11 La triada configuración-interacción-emergencia: una mirada compleja a los procesos de aprendizaje en el aula de Matemáticas https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/emd/article/view/5042 <p>El aula de Matemáticas es altamente compleja, organizada en múltiples niveles y con múltiples limitaciones. Dados los retos metodológicos para su investigación, este artículo propone a la triada <em>configuración-interacción-emergencia </em>como una aproximación compleja, sistémica y dinámica al aula. Sus bases teóricas están en las investigaciones de los procesos colectivos permeados por los estudios sobre la cognición humana de Maturana y Varela (1984). Esta investigación cualitativa identificó producciones textuales relacionadas con aspectos de la triada en dos experiencias de aprendizaje: (1) un taller sobre incertidumbre educativa con docentes de Matemáticas y (2) un estudio con estudiantes, de noveno y décimo grados, estudiando el péndulo doble. Los resultados mostraron a la triada como una categoría de análisis que favorece una aproximación sistémica del aula. Concluimos que la triada permite focalizar una mirada que no separa, sino que comprende el carácter sistémico y evolutivo de los procesos de aprendizaje en el aula de Matemáticas.</p> Jesús Enrique Hernández-Zavaleta Eduardo Andrés Carrasco Henriquez Vicente Carrión Velázquez Copyright (c) 2022 https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0/deed.pt_BR 2022-08-03 2022-08-03 6 12 1 22 10.46551/emd.v6n12a12 Trans-didáctica en la Educación Matemática Decolonial Transcompleja https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/emd/article/view/5448 <p>Pese a grandes avances en la didáctica de la Matemática, el des-ligaje y re-ligaje hacia una Matemática decolonial planetaria está lejos de la realidad en la enseñanza. En <em>la línea de investigación Educación Matemática Decolonial Transcompleja </em>(EMDT)<em>,</em> vamos a sustentar la trans-didáctica en la EMDT como objetivo de la indagación. Lo realizamos en el transparadigma complejo con la deconstrucción rizomática como transmétodo. En la reconstrucción construimos estrategias complejas que salvaguardan la etnomatemática-aula mente social-espíritu. La trans-didáctica apertura esencias diatópicas que permiten la conjunción en la Educación Matemática de: abstracto-concreto, teoría-ejemplo, global-local, conocimientos científicos-saberes legos, saberes de las civilizaciones en el Sur- saberes de las civilizaciones en el Occidente-Norte, saberes de las civilizaciones en el Norte — saberes de las civilizaciones en el Sur, mente-alma, razón-emoción, aula física-aula mente social espíritu, entre otros, que en la enseñanza tradicional de la matemática había sido separados.</p> Milagros Elena Rodríguez Copyright (c) 2022 https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0/deed.pt_BR 2022-09-09 2022-09-09 6 12 1 17 10.46551/emd.v6n12a14 John Dewey, Edgar Morin e Educação Matemática https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/emd/article/view/5548 <p>Neste texto, abordam-se aspectos das correntes epistemológicas racionalista e empirista, bem como relações (existentes e/ou engendráveis) entre elas, as quais culminaram e culminam com a concepção filosófica interacionista. Indicam-se aproximações e distanciamentos entre o racionalismo e o empirismo, tomando-se como referencial, para tanto, princípios complexos morinianos. Almeja-se sublinhar elementos da visão interacionista deweyana julgados compatíveis com a teoria do conhecimento defendida por Morin. Busca-se ressaltar, igualmente, a influência de John Dewey no que tange à criação das noções de professor reflexivo e de professor pesquisador, frisando-se que essas duas figuras de professor se voltam para o enfrentamento das incertezas inerentes à complexidade da natureza, da vida, da sociedade e do homem. Advoga-se, enfim, no presente artigo, que o realce de liames entre os ideários de Dewey e de Morin possibilita que a Matemática seja mais bem compreendida, inclusive em termos epistêmicos, por ensinantes e aprendentes. O trabalho exposto nas próximas laudas é de cunho eminentemente teórico.</p> Lênio Fernandes Levy Copyright (c) 2022 https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0/deed.pt_BR 2022-10-24 2022-10-24 6 12 1 16 10.46551/emd.v6n12a17