Percepções e ações avaliativas na pandemia da Covid-19: o que relataram alguns professores de Matemática, Física, Química e Biologia

Autores

DOI:

https://doi.org/10.46551/emd.v6n12a16

Palavras-chave:

Avaliação, Percepções Avaliativas, Ações Avaliativas, Ensino Remoto Emergencial, Pandemia de Covid-19

Resumo

Este artigo tem como objetivo relatar as percepções e ações avaliativas de um grupo de professores durante a Pandemia da Covid-19. Com a expansão da maior crise sanitária desde a gripe espanhola, diversas mudanças sociais e educacionais ocorreram, as aulas foram adaptadas, tornando-se remotas. Diante desse quadro extremo, temos por desafio: investigar temas educacionais essenciais como a avaliação em contextos remotos, marcados por uma grande desigualdade social e de acesso a tecnologias móveis e digitais. Por fim, esse artigo foi elaborado por meio de levantamento bibliográfico em livros e artigos e de um questionário online, envolvendo professores de diversos níveis de ensino e variada experiência no magistério, tendo por objetivo responder à seguinte questão de pesquisa: Quais são as percepções e ações avaliativas mobilizadas por professores da área de Ciências da Natureza e de Matemática durante a pandemia da Covid-19?

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALMEIDA, Fernanda Garcia; ARRIGO, Viviane; BROIETTI, Fabiele Cristiane Dias. Relatos de pós-graduandos em Ensino de Ciências e Educação Matemática a respeito de aspectos da formação em tempos de pandemia. Revista Docência do Ensino Superior, v. 10, p. 1-21, 2020.

AMANTE, Lúcia; OLIVEIRA, Isolina. Avaliação das aprendizagens: perspectivas, contextos e práticas. Lisboa: Universidade Aberta Editora, 2016.

ARROYO, Miguel González. Os coletivos empobrecidos repolitizam os currículos. In: SACRISTÁN, José Gimeno. Saberes e incertezas sobre o currículo. Tradução de Alexandre Salvaterra. Porto Alegre: Penso, 2013, p. 108- 125.

BORBA, Marcelo de Carvalho. The future of Mathematics Education since Covid-19: humans-with-media or humans-with-non-living-things. Educational Studies in Mathematics, v. 108, n. 1-2, p 385-400, oct. 2021.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional da Educação. Parecer CNE/CP n. 5, de 28 de abril de 2020. Reorganização do Calendário Escolar e da possibilidade de cômputo de atividades não presenciais para fins de cumprimento da carga horária mínima anual, em razão da Pandemia da COVID-19. Brasília: Diário Oficial da União, 1 jun. 2020.

BREDA, Ana; CRUZ, Catarina Maria Neto. Abordagens interdisciplinares: contexto pandemia Covid-19. In: SANTOS, Vanda; CABRITA, Isabel; NETO, Teresa; PINHEIRO, Margarida; LOPES, Joaquim Bernardino. Matemática com vida: diferentes olhares sobre a Tecnologia. Aveiro. UA Editora, 2021, p. 87-91.

CAZORLA, Irene Maurício; SAMÁ, Suzi; VELASQUE, Luciane de Souza; NASCIMENTO, Leandro Mendonça; DINIZ, Leandro do Nascimento. Reflexões sobre o papel da Educação Estatística na formação de professores no contexto da pandemia da Covid-19. Jornal Internacional de Estudos em Educação Matemática, Londrina, v. 13, n. 4, p. 437-449, 2020.

COSTA, Ana Sofia Amaral. Avaliação holística do desempenho potencial do gestor de sistemas de informação. 2017. 61f. Dissertação (Mestrado em Gestão de Informação) — Instituto Superior de Estatística e Gestão de Informação. Universidade Nova de Lisboa. Lisboa.

CUNHA, Maria Isabel. O professor universitário na transição de paradigmas. São Paulo: Junqueira & Marin Editores, 2005.

FERNANDES, Domingos. Avaliação das aprendizagens: desafios às teorias, práticas e políticas. Lisboa: Texto Editores, 2005a.

FERNANDES, Domingos. Avaliação das aprendizagens: reflectir, agir e transformar. In: CONGRESSO INTERNACIONAL SOBRE AVALIAÇÃO NA EDUCAÇÃO, 3, 2005, Curitiba. Anais do 3º CISAE. Curitiba: Futuro Eventos, 2005b, p. 65-78.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. São Paulo: Paz e Terra, 1968.

GERONIMO, Rafael Rix; ARAÚJO, José Ronaldo Alves; GIORDANO, Cassio Cristiano. Concepções de professores acerca de aulas remotas, durante a pandemia de Covid-19: análise de uma pesquisa de opinião. In: KISTEMANN JÚNIOR, Marco Aurélio; FARIA, Fernanda Sevarolli Creston. (Org.). Pandebook: cabeças pensantes na pandemia. v. 2. Taubaté: Akademy, 2021, p. 269-293.

HADJI, Charles. Avaliação, regras do jogo: das intenções aos instrumentos. Tradução de Júlia Lopes Ferreira e José Manuel Cláudio. Porto: Porto Editora, 1994.

HADJI, Charles. Avaliação desmistificada. Tradução de Patrícia Chittoni Ramos. Porto Alegre: Artes Médicas, 2001.

HOFFMANN, Jussara. Avaliação: mito & desafio. Uma perspectiva construtivista. 45. ed. Porto Alegre: Mediação, 2017.

KISTEMANN JUNIOR, Marco Aurélio; ROSA, Milton; OREY, Daniel Clark. A Educação Matemática na Educação Básica em tempos pandêmicos: incertezas e ações de educadores matemáticos. In: KISTEMANN JÚNIOR, Marco Aurélio; FARIA, Fernanda Sevarolli Creston. (Org). Pandebook: cabeças pensantes na pandemia. v. 3. Taubaté: Akademy, 2022, p. 1-35.

KRIPKA, Rosana Maria Luvezute; BOITO, Paula; VALÉRIO, Juliana. Formação de professores de Matemática em projeto de extensão: percepções docentes em tempos da pandemia da Covid-19. BoEM, Florianópolis, v. 9, n. 18, p. 85-102, out. 2021.

LUCKESI, Cipriano Carlos. Avaliação da aprendizagem escolar: estudos e proposições. 22. ed. São Paulo: Cortez, 2011.

MIARKA, Roger; MALTEMPI, Marcus Vinicius. O que será da Educação Matemática depois do Coronavírus? Bolema, Rio Claro, v. 34, n. 67, p. 3-4, ago. 2020.

MONTEIRO, Alexandrina; SENICATO, Renato Bellotti. Educação (Matemática) em tempos de pandemia: efeitos e resistências. Revista Latinoamericana de Etnomatemática, Cauca, v. 13, n. 1, p. 317-333, jan./abr. 2020.

NEVES, José Luis. Pesquisa qualitativa: características, usos e possibilidades. Caderno de Pesquisas em Administração, São Paulo, v. 1, n. 3, p. 1-5, 1996.

PERRENOUD, Philippe. Formar professores em contextos sociais em mudança: prática reflexiva e participação crítica. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, n. 12, p. 5-21, 1999.

SKOVSMOSE, Ole. Cenários para investigação. Tradução de Jonei Cerqueira Barbosa. Bolema, Rio Claro, v. 13 n. 14, p. 1-24, 2000.

PERRENOUD, Philippe. La construcción del éxito y del fracaso escolar: hacia un análisis del éxito, del fracaso y de las desigualdades como realidades construidas por el sistema escolar. Traducción de Pablo Manzano Bernárdez. Madrid: Ediciones Morata, 1990.

PERRENOUD, Philippe. Pedagogia diferenciada. Tradução de Patrícia Chittoni Ramos. Porto Alegre: Artmed, 2000.

SANTOS, Guilherme Mendes Tomaz. Internacionalização em casa: reflexões para o contexto da Educação Matemática em tempos de pandemia da Covid-19. BOCA: Boletim de Conjuntura, Boa Vista, v. 5, n. 14, p. 110-115, fev. 2021.

SAVIANI, Dermeval; GALVÃO, Ana Carolina. Educação na pandemia: a falácia do “ensino” remoto. Universidade e Sociedade, Brasília, v. 31, n. 67, p. 36-49, jan. 2021.

SCALABRIN, Ana Maria Mota Oliveira; MUSSATO, Solange. Estratégias e desafios da atuação docente no contexto da pandemia da Covid-19 por meio da vivência de uma professora de Matemática. Revista de Educação Matemática, São Paulo, v. 17, p. 1-19, nov. 2020.

SILVA, Alexandre Sousa; BARBOSA, Maria Tereza Serrano; VELASQUE, Luciane de Souza; ALVES, Davi da Silveira Barroso; MAGALHÃES, Marcos Nascimento. The Covid-19 epidemic in Brazil: how Statistics Education may contribute to unravel the reality behind the charts. Educational Studies in Mathematics, v. 108, n. 1-2, p. 269-289, oct. 2021.

SOARES, Carlos José Ferreira. Google Meet no ensino e na aprendizagem da Matemática em tempos da pandemia da Covid-19 em uma turma de licenciatura de Matemática. BoEM, Florianópolis, v. 9, n. 18, p. 103-121, out. 2021.

SOUSA, Sandra Maria Zákia Lian. O significado da avaliação da aprendizagem na organização do ensino em ciclos. Pro-Posições, Campinas, v. 9, n. 3, p. 84-93, 1998.

SOUSA, Sandra Maria Zákia Lian; STEINVASCHER, Andréa; ALAVARSE, Ocimar Munhoz; ARCAS, Paulo Henrique. Progressão escolar e ciclos: fundamentos e implantação. In: KRUG, Andrea Rosana Fetzner. (Org.). Ciclos em revista: a construção de uma outra escola possível. Rio de Janeiro: Wak, 2007, p. 31-51.

VAZ, Rafael Filipe Novôa; NASSER, Lilian. Em busca de uma avaliação mais “justa”. Com a Palavra, o Professor, Vitória da Conquista, v. 4, n. 10, p. 269-289, set./dez. 2019.

VILLAS BOAS, Benigna Maria de Freitas. Avaliação formativa e formação de professores: ainda um desafio. Linhas Críticas, Brasília, v. 12, n. 22, p. 159-179, 2006.

Downloads

Arquivos adicionais

Publicado

21-09-2022

Edição

Seção

Dossiê — Implicações da pandemia à pesquisa em Educação Matemática