Práticas pedagógicas com uso de materiais manipuláveis: a formação inicial do Pedagogo para ensinar Matemática em tempos de Covid-19

Autores

DOI:

https://doi.org/10.46551/emd.v6n12a13

Palavras-chave:

Formação do Pedagogo, Ensino de Matemática, Materiais Manipuláveis, Pandemia

Resumo

Este artigo apresenta reflexões acerca das possibilidades de trabalho com materiais manipuláveis na formação do Pedagogo, no contexto da pandemia de Covid-19. As considerações apresentadas são fruto do Estágio Docência realizado na disciplina de Saberes e Metodologias do Ensino de Matemática 1, turno Noturno, no curso de licenciatura em Pedagogia da Universidade Federal de Alagoas, em período remoto emergencial. Como aporte teórico foram utilizados os escritos de Lorenzato (2012), dentre outros. De caráter qualitativo, os dados foram coletados por meio da observação participante e análise do diário de bordo da primeira autora, bem como dos alunos matriculados na disciplina. Os resultados mostram que foi possível, em meio ao ensino remoto, proporcionar aulas práticas que contemplaram a confecção e utilização dos materiais manipuláveis, estimulando a criatividade e a apropriação de conceitos matemáticos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BARRETO, Cristiane Santos. Laboratório de Ensino de Matemática: conhecendo, avaliando e construindo. 2014. 112f. Dissertação (Mestrado em Matemática) — Departamento de Ciências Exatas. Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia. Vitória da Conquista.

BOGDAN, Robert; BIKLEN, Sari Knopp. Investigação qualitativa em Educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Tradução de Maria João Alvarez, Sara Bahia dos Santos, Telmo Mourinho Baptista. Portugal: Porto Editora, 1994.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Base Nacional Comum Curricular: Educação Infantil e Ensino Fundamental. Brasília: MEC/SEB, 2017.

CALDEIRA, Maria Filomena. A importância dos materiais para uma aprendizagem significativa da Matemática. 2009. 826f. Tese (Doctorado en Educación) — Facultad de Ciencias de la Educación. Universidade de Málaga. Málaga.

CAMPOS, Mylena Simões; GUALANDI, Jorge Henrique. Os reflexos de uma oficina na mudança das concepções de professores: um estudo no contexto dos materiais manipuláveis. Educação Matemática Debate, Montes Claros, v. 4, n. 10, p. 1-22, 2020.

CARVALHO, Mercedes. Problemas? Mas que problemas?!: estratégias de resolução de problemas matemáticos em sala de aula. 3. ed. Petrópolis: Vozes, 2007.

CARVALHO, Mercedes. Saberes provenientes: diálogos entre professor de Matemática e o pedagogo que ensina Matemática. In: CARVALHO, Mercedes; SILVA, Alice Estefanie Pereira da; SANTOS, Edlene Cavalcanti; MEDEIROS, Juliane dos Santos; FREITAS, Raphael de Oliveira. (Org.). Investigações em Educação Matemática. São Paulo: Livraria da Física, 2021, p. 13-26.

CURI, Edda. A Matemática e os professores dos Anos Iniciais. São Paulo: Musa, 2005.

KNITTEL, Tânia; GARCIA, Marilene S. S.;IGLESIAS, Karen; TRUJILLO, Diego Spitaletti. Scratch: uma linguagem de construção interativa de competências Matemáticas. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE JOGOS E ENTRETENIMENTO DIGITAL, 16, 2017, Curitiba. Anais do XVI SB Games. Curitiba, 2017, p. 1016-1019.

LORENZATO, Sergio. (Org.). O Laboratório de Ensino de Matemática na formação de professores. Campinas: Autores Associados, 2012.

MACHADO, Aparecida Itamara. O lúdico na aprendizagem da Matemática. 2011. 58f. Monografia (Especialização em Desenvolvimento Humano, Educação e Inclusão Social) — Universidade de Brasília. Brasília.

NACARATO, Adair Mendes; MENGALI, Brenda Leme da Silva; PASSOS, Carmen Lúcia Brancaglion. A Matemática nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental: tecendo fios do ensinar e do aprender. 2 ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2014.

OLIVEIRA, Carloney Alves de. O laboratório de ensino de Matemática na formação de professores: (re)construções de sentidos e práticas educativas. Revista Educação, Guarulhos, v. 14, n. 1, p. 25-35, 2019.

OLIVEIRA, Vânia Sara Doneda de; BASNIAK, Maria Ivete. O planejamento de aulas assentes no ensino exploratório de Matemática desenvolvidas no ensino remoto de emergência. Educação Matemática Debate, Montes Claros, v. 5, n. 11, p. 1-29, 2021.

RÊGO, Rômulo Marinho do.; RÊGO, Rogéria Gaudêncio do. Desenvolvimento e uso de materiais didáticos no ensino de Matemática. In: LORENZATO, Sérgio. Laboratório de Ensino de Matemática na formação de professores. Campinas: Autores Associados, 2012, p. 39-56.

RIZZI, Marcelo Pereira; CONTI, Keli Cristina. O Laboratório de Ensino de Matemática na formação do professor que ensina Matemática: seu uso por diferentes sujeitos. Momentum, Atibaia, v. 1, n. 16, p. 1-13, 2018.

RODRIGUES, Fredy Coelho; GAZIRE, Eliane Scheid. Reflexões sobre uso de material didático manipulável no ensino de Matemática: da ação experimental à reflexão. Revemat, Florianópolis, v. 7, n. 2, p. 187-196, jul./dez. 2012.

RODRIGUES, José Maria Soares. O uso de materiais manipuláveis no entendimento de alunos de Pedagogia: estudos de espaço e forma. In: CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO, 6, 2019. Campina Grande: Realize Editora, 2019, p. 1-8.

ROLIM, Lorena; FRANÇA, Solange de Andrade da Costa; RABELO, Josefa Jackline. Trabalho docente e o ‘ensino remoto’ no contexto da pandemia COVID-19: um registro de experiência de estágio supervisionado. Arma da Crítica, Fortaleza, v. 10, n. 14, p. 221-231, dez. 2020

SARMENTO, Alan Kardec Carvalho. A utilização dos materiais Manipulativos nas aulas de Matemática. In: ENCONTRO DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO DA UFPI, 6, 2010, Teresina. Anais... Teresina: UFPI, 2010, p 1-12.

SILVA, Alice Estefanie Pereira da. O uso da calculadora na compreensão do padrão matemático do Sistema de Numeração Decimal. 2020. 34f. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Pedagogia) — Centro de Educação. Universidade Federal de Alagoas. Maceió.

SILVA, Juliana Lins da; COSTA, Michel da; SILVA, Aparecido Fernando da; TAVARES, Elisabeth dos Santos. Práticas Pedagógicas com uso de materiais manipuláveis: possibilidades nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental sob a ótica da BNCC. Ágora, Santos, v. 3, n. 6, p.1-17, 2020.

Downloads

Arquivos adicionais

Publicado

09-09-2022

Edição

Seção

Dossiê — Implicações da pandemia à pesquisa em Educação Matemática