Modelagem na Educação Matemática para o desenvolvimento de conceitos de Análise Combinatória

Autores

DOI:

https://doi.org/10.24116/emd.e202012

Resumo

Esse artigo tem como base uma pesquisa de mestrado que teve como objetivo identificar como a perspectiva sociocrítica da Modelagem Matemática poderia contribuir para o desenvolvimento de conceitos de Análise Combinatória. A pesquisa foi realizada com 17 alunos do 2º ano do Ensino Médio de uma escola particular no vale do Rio Doce, na região leste do estado de Minas Gerais e com um professor de Educação Física. A abordagem metodológica utilizada nesse estudo foi qualitativa e os dados foram produzidos por meio de quatro blocos de atividades, dois questionários e uma entrevista semiestruturada, que foram conduzidos no período de setembro a novembro de 2018. Os resultados mostraram que as contribuições desse estudo estavam relacionadas com o desenvolvimento ativo da aprendizagem de conceitos combinatórios por meio de um olhar crítico sobre as práticas de treinamentos de musculação nas academias pesquisadas.

Palavras-chave: Modelagem Matemática. Perspectiva Sociocrítica. Análise Combinatória. Ensino Médio. Fichas de Treino em Academias.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALMEIDA, Lourdes Maria Werle; SILVA, André. Por uma educação matemática crítica: a modelagem matemática como alternativa. Educação Matemática Pesquisa, São Paulo, v. 12, n. 2, p. 221-241, maio/ago. 2010.

ALVES, Renato de Carvalho. O ensino de Análise Combinatória na Educação Básica e a formação de professores. 2012. 161f. Dissertação (Mestrado Ensino de Matemática) — Instituto de Matemática. Universidade Federal do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro.

AMBROZI, Luiz. Jogos em uma sequência didática para o ensino de Análise Combinatória. 2017. 162f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências e Matemática) — Área do Conhecimento de Ciências Exatas e Engenharias. Universidade de Caxias do Sul. Caxias do Sul.

BARBOSA, Jonei Cerqueira. Mathematical modelling in classroom: a social-critical and discursive perspective. ZDM, v. 38, n. 3, p. 293-301, 2006.

BARBOSA, Jonei Cerqueira. Modelagem matemática e a perspectiva sócio-crítica. In: II SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE PESQUISAS EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA, 2003, Santos. Anais do II SIPEM. Santos: SBEM, 2003, p. 1-13.

BARBOSA, Jonei Cerqueira. Modelagem matemática na sala de aula. In: VIII ENCONTRO NACIONAL DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA, 2004, Recife. Anais do VIII ENEM — Educação Matemática: um compromisso social. Recife: SBEM, 2004, p. 1-10.

BARBOSA, Jonei Cerqueira. Modelagem na Educação Matemática: contribuições para o debate teórico. In: 24ª REUNIÃO ANUAL DA ANPED, 2001, Caxambu. Anais da 24ª ANPED. Santos: ANPED, 2001, p. 1-15.

BASSANEZI, Rodney Carlos. Ensino-aprendizagem com Modelagem Matemática. 4. ed. São Paulo: Contexto, 2016.

BASTOS, Ticiano Azevedo; ROSA, Milton. Uma experiência de Modelagem Matemática no desenvolvimento de conceitos de Análise Combinatória. In: XI CONFERÊNCIA NACIONAL SOBRE MODELAGEM NA EDUCAÇÃO MATEMÁTICA, 2019, Belo Horizonte. Anais do XI CNMEM — Modelagem Matemática na Educação Matemática e a escola brasileira: atualidades e perspectivas. Belo Horizonte: UFMG, 2019, p. 1-15.

BRUMANO, Cleuza Eunice Pereira. A Modelagem Matemática como metodologia para o estudo de Análise Combinatória. 2014. 151f. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática) — Instituto de Ciências Exatas. Universidade Federal de Juiz de Fora. Juiz de Fora.

GENTIL, Paulo. Bases científicas do treinamento de hipertrofia. Rio de Janeiro: SPRINT, 2005.

JACOBINI, Otávio Roberto; WODEWOTZKI, Maria Lúcia. Uma reflexão sobre a modelagem matemática no contexto da educação matemática crítica. Bolema, Rio Claro, v. 19, n. 25, p. 71-88, 2006.

MIRANDA, Marilia Gouveia de. O professor pesquisador e sua pretensão de resolver a relação entre a teoria e a prática na formação de professores. In ANDRÉ, Marli (Org.). O papel da pesquisa na formação e na prática dos professores. Campinas: Papirus, 2006, p. 129-143.

ROA, Rafael; BATANERO, Carmen, GODINO, Juan Díaz; CAÑIZARES, María Jésus. Estrategias en la resolución de problemas combinatorios por estudiantes con preparación matemática avanzada. Epsilon, v. 33, p. 433-446, 1997.

ROSA, Milton. A mixed-methods study to understand the perceptions of high school leaders about English Language Learners (ELL) students: the case of Mathematics. 2010. 583f. Dissertation (Doctorate of Education) — College of Education. California State University. Sacramento.

ROSA, Milton. Currículo e Matemática: algumas considerações na perspectiva etnomatemática. Plures Humaninades, Ribeirão Preto, v. 6, n. 6, p. 91-96, 2005.

ROSA, Milton. Desmitificando a análise combinatória. In: VI ENCONTRO NACIONAL DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA, 1998, São Leopoldo. Anais do VI ENEM. São Leopoldo: SBEM, 1998, p. 323-324.

ROSA, Milton; OREY, Daniel Clark. A dimensão crítica da modelagem matemática: ensinando para a eficiência sociocrítica. Horizontes, Bragança Paulista, v. 25, n. 2, p. 197-206, 2007.

ROSA, Milton; OREY, Daniel Clark. A modelagem como um ambiente de aprendizagem para a conversão do conhecimento matemático. Bolema, Rio Claro, v. 26, n. 42A, p. 261-290, abr. 2012.

ROSA, Milton; OREY, Daniel Clark. Ethnomodelling as a creative insubordination approach in mathematics education. Journal of Mathematics and Culture, v. 10, n. 3, p. 111-134, 2016.

ROSA, Milton; OREY, Daniel Clark. Vinho e queijo: Etnomatemática e Modelagem! Bolema, Rio Claro, v.16, n. 20, p. 1-16, 2003.

SABO, Ricardo Dezso. Sabores docentes: a Análise Combinatória no Ensino Médio. 2010. 208f. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática) — Faculdade de Ciências Exatas e Tecnologia. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. São Paulo.

SANTOS, Rafael Henrique dos. Uma abordagem do ensino da Análise combinatória sob a ótica da Resolução de Problemas. 2011. 174f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências e Matemática) — Universidade Cruzeiro do Sul. São Paulo.

SILVA, Cintia da; KATO, Lilian Akemi; PAULO, Iramai Jorge Cabral de. A perspectiva sociocrítica da modelagem matemática e a aprendizagem significativa crítica: possíveis aproximações. Investigações em Ensino de Ciências, Porto Alegre, v. 17, n. 1, p. 109-123, jan./abr. 2012.

SKOVSMOSE, Ole. Cenários para investigação. Tradução de Jonei Cerqueira Barbosa. Bolema, Rio Claro, v. 13, n. 14, p. 66-91, 2000.

Arquivos adicionais

Publicado

2020-04-10

Edição

Seção

Dossiê — Modelagem Matemática e Resolução de Problemas