Gramática da Matemática e seus usos

Autores

DOI:

https://doi.org/10.46551/emd.e202020

Resumo

Este artigo tem o objetivo de analisar o uso da gramática da Matemática em situações de ensino e de aprendizagem. Tal análise é feita com base na filosofia da linguagem, segundo Wittgenstein e por alguns de seus comentadores. Para tanto, nesse texto teórico, discutimos a universalidade da linguagem matemática; a necessidade da tradução da linguagem matemática para a linguagem natural; e o uso da gramática da Matemática e alguns de seus desdobramentos. A gramática da Matemática é o conjunto de regras que determinam o uso correto de símbolos e palavras do vocabulário matemático e é na aplicação dessas regras que o aprendiz compreende o sentido dos conceitos matemáticos.

Palavras-chave: Linguagem. Matemática. Universalidade. Gramática. Wittgenstein.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BENOIST, Jocelin. Les limites de l’interprétation. In: CHAUVIRÉ, Christiane (Org.). Wittgenstein et les questions du sens. Paris: L’art du comprendre, 2011, p. 147-162.

CAVEING, Maurice Louis Frederich Emile. Le problème des objets dans la pensée Mathématique. Paris: Librairie Philosophique J. Vrin, 2004.

CHAUVIRÉ, Christiane. Le moment anthropologique de Wittgenstein. Paris: Kimé, 2008.

CUNHA, Sueli. Considerações sobre a aprendizagem contínua do matematiquês: a linguagem matemática. In: MAIA, Madeline Gurgel Barreto; BRIÃO, Gabriela Félix. (Org.). Alfabetização matemática: perspectivas atuais. Curitiba: CRV, 2017, p. 45-59.

MEIRA, Janeisi de Lima. Labirintos da compreensão de regras em Matemática: um estudo a partir da regra de três. 2012. 99f. Dissertação (Mestrado em Educação em Ciências e Matemáticas) — Instituto de Educação Matemática e Científica. Universidade Federal do Pará. Belém.

MLIKA, Hamdi. La contribuition de Maurice Caveing dans la mise au jour de l’universalisme omniculturel des Mathématiques. In: COLLOQUE HUMANISMES, MATHÉMATIQUES, POSITIVISMES,‎ Peyresq, 2007. Actes du Colloque. Peyresq, 2007.

OLIVEIRA, Marcelo Sousa; SILVEIRA, Marisa Rosâni Abreu. Falar e mostrar para provar: uma contribuição teórica sobre a utilização dos gestos ostensivos wittgensteinianos como auxiliares como auxiliares na prova Matemática. Alexandria, Florianópolis, v. 9, n. 2, jul./dez. 2016.

OLIVEIRA, Rodolfo Ronaldo Nobre. “Ver como”: uma vivência do olhar para a aprendizagem de Geometria. 2012. 109f. Dissertação (Mestrado em Educação em Ciências e Matemáticas) — Instituto de Educação Matemática e Científica. Universidade Federal do Pará. Belém.

SILVA, Paulo Vilhena da. O aprendizado de regras matemáticas: uma pesquisa de inspiração wittgensteiniano com crianças da 4ª série no estudo da divisão. 2011. 102f. Dissertação (Mestrado em Educação em Ciências e Matemáticas) — Instituto de Educação Matemática e Científica. Universidade Federal do Pará. Belém

SILVEIRA, Marisa Rosâni Abreu; SILVA, Paulo Vilhena da. O cálculo e a escrita matemática na perspectiva da filosofia da linguagem: domínio de técnicas. Educação Matemática Pesquisa, São Paulo, v. 18, n. 1, p. 469-483, jan./abr. 2016.

SIMÕES, Eduardo. Wittgenstein e o problema da verdade. Belo Horizonte: Argvmentvm, 2008.

WITTGENSTEIN, Ludwig. Escrito a máquina. Traducción de Jesús Padilla Gálvez. Madri: Trotta, 2014.

WITTGENSTEIN, Ludwig. Fichas (Zettel). Tradução de Ana Berhan da da Costa. Lisboa: Edições 70, 1989.

WITTGENSTEIN, Ludwig. Gramática filosófica. Tradução de Luis Carlos Borges. 2. ed. São Paulo: Edições Loyola, 2003.

WITTGENSTEIN, Ludwig. Investigações Filosóficas. Tradução de Marcos Montagnoli. 6. ed. Petrópolis: Vozes, 2009.

WITTGENSTEIN, Ludwig. Le Cahier bleu et le Cahier brun. Gallimard: Mesnil-sur-l’Estrée, 2010.

WITTGENSTEIN, Ludwig. Observaciones sobre la Filosofía de la Psicología. Traducción de Luis Felipe Segura. México: Instituto de Investigaciones Filosóficas, 2006.

WITTGENSTEIN, Ludwig. Observaciones sobre los fundamentos de la Matemática. Traducción de Isidoro Reguera. Madrid: Alianza Editorial, 1987.

WITTGENSTEIN, Ludwig. Remarques sur les fondements des mathématiques. Mayenne: Éditions Gallimard, 1983.

WITTGENSTEIN, Ludwig. Vocabulaire à l’usage des écoles primaires. Tradução de Jean-Pierre Cometti. Revue Litteraire Bimestrielle. Marseille, p. 233-234, 1986.

Arquivos adicionais

Publicado

2020-06-15