PROGRAMA RESIDÊNCIA PEDAGÓGICA DA UNIMONTES

UMA APROXIMAÇÃO ENTRE UNIVERSIDADE E ESCOLA

Autores

  • Mânia Maristane Neves Silveira Maia
  • Luiz Henrique Gomes Silva
  • Luciele Gonçalves Maciel

Palavras-chave:

Educação. Escola. Formação. Residência Pedagógica. Universidade.

Resumo

Este artigo apresenta os resultados de uma pesquisa monográfica que foi realizada com os participantes do Programa Residência Pedagógica nos anos 2018/2019, da Cidade de Paracatu – Minas Gerais, e teve como principal objetivo verificar como o Programa Residência Pedagógica da Unimontes proporcionou uma aproximação entre Universidade e Escola no processo formativo dos acadêmicos do curso de Pedagogia. A pesquisa é de cunho qualitativo, descritivo e exploratório. O instrumento de coleta de dados foi um questionário estruturado, aplicado no mês de Novembro de 2019. A amostra contou com nove participantes do programa que estão matriculados na Universidade Estadual de Montes Claros – Campus Paracatu.  Para referendar os estudos, foi realizada uma pesquisa bibliográfica baseada na Legislação Brasileira e em autores como Fávero (1992), Libâneo (1994) e Imbernón (2014). Como resultado, pode-se afirmar que o Programa Residência Pedagógica tem sido um grande aliado na formação dos graduandos dos cursos de pedagogia, aliando teoria e prática e aproximando Universidade e Escola.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BARREIRO, Iraíde Marques de F; GEBRAN, Raimunda Abou. Prática de ensino e estágio supervisionado na formação de professores. São Paulo: Avercamp, 2006.

BRASIL. Constituição Federal. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivilit Acesso em: 10/11/2019.

CANÁRIO, R. A escola: o lugar onde os professores aprendem. In: MOREIRA, A. et al. Supervisão na formação: Actas do I Congresso Nacional de Supervisão. Aveiro: Ed. da Universidade, 1998.

CAPES. Programa Residência Pedagógica. Disponível em: https://capes.gov.br/educacao-basica/programa-residencia-pedagogica. Acesso em 16 de Outubro de 2019.

CASTRO, C. M. Estrutura e apresentação de publicações científicas. São Paulo: McGraw-Hill, 2004.

EDUCERE. O estágio supervisionado e sua importância para a formação docente frente aos novos desafios de ensinar. Disponível em: https://educere.br2232522340_11115.pdf . Acesso em: 15 de outubro de 2019.

FÁVERO, Maria L. A. Universidade e estágio curricular: subsídios para discussão. In: ALVES, Nilda (org.) Formação de professores: pensar e fazer. São Paulo: Cortez, 1992. p. 53-71.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: Saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1993.

HILDEBRANDO de Castro (2004 : São Paulo, SP). In: enciclopédia Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2019. Disponível em: http://enciclopedia.itaucultural.org.br/evento407160/hidebrando-de-castro-2004-sao-paulo-sp. Acesso em: 16 de novembro de 2019.

INBERNÓM, Francisco. Formação continuada de professores. Porto Alegre: Artmed, 2014.

LIBÂNEO, J. C. Adeus professor, adeus professora? São Paulo: Cortez, 1994.

LIMA, M. S. L. Estágio e docência. 7. ed. São Paulo: Cortez, 2012.

NÓVOA, Antônio. Formação de professores e profissão docente. In: Nóvoa, Antônio (org.). Os professores e a sua formação. Lisboa: publicações Dom Quixote, 1992.

NÓVOA, Antônio. Os professores e a sua formação. Lisboa: Dom Quixote, 2003.

PPP. Projeto Político Pedagógico de Pedagogia. Unimontes. Disponível em: http://unimontes.br/curso/pedagogia/ Acesso em: 15 de outubro de 2019.

Downloads

Publicado

2020-03-25

Como Citar

Maristane Neves Silveira Maia, M., Henrique Gomes Silva, L., & Gonçalves Maciel, L. (2020). PROGRAMA RESIDÊNCIA PEDAGÓGICA DA UNIMONTES: UMA APROXIMAÇÃO ENTRE UNIVERSIDADE E ESCOLA. Revista Ciranda, 4(1), 144-155. Recuperado de https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/ciranda/article/view/1580

Edição

Seção

Artigos