EDUCAÇÃO E HÁBITOS DE HIGIENE: ONDE E COMO INTERVIR?

Intervention Of Educational And Hygiene Habits: Where And How?

Autores

  • Ana Tereza Silva e Diogo faculdade de Ciências odontológicas-FCO
  • Igor Souto Xavier Universidade Estadual do Norte de Minas-Unimontes
  • Odarah Loren Medeiros Dias faculdade de Ciências odontológicas-FCO
  • Janinne Maria Alves da Silva faculdade de Ciências Odontológicas -FCO

DOI:

https://doi.org/10.46551/ruc.v24n2a9

Palavras-chave:

Higiene; Educação em saúde; Promoção de saúde.

Resumo

Resumo: Objetivo: Identificar qual o melhor público e quais as estratégias para incorporar ao indivíduo hábitos de higiene que atuem na prevenção de doenças individuais e coletivas. Método: a revisão foi realizada através de busca bibliográfica usando descritores Decs de interesse nas bases de dados Biblioteca Virtual de Saúde e Scielo. Após aplicação dos critérios de inclusão e exclusão, um total de 18 trabalhos foram selecionados para análise. Resultados: os hábitos de higiene têm relação com prevenção de doenças e a instituição escolar é local de práticas voltadas para o disciplinamento infantil e pode colaborar para o sucesso de campanhas que visam o combate de endemias e epidemias. A educação sanitária é preferencialmente endereçada à criança, pois ela é realmente educável, reservando ao adulto a instrução. Para melhorar o panorama da Saúde Pública é necessário educar as grandes massas. Conclusão: as estratégias de prevenção através da educação são propostas pelo Estado e aplicadas por diversos profissionais, mas o professor fica com a maior parte do trabalho a ser realizado com crianças na escola, pois a criança é o melhor alvo para a propagação dos hábitos de higiene na promoção de saúde para si e para a comunidade

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Higiene e Segurança nas Escolas. Brasília, DF, 2008. 75p.

GONDRA, J.G. Homo hygienicus: educação higiene e reinvenção do homem. Caderno Cedes, Campinas, v. 23, n.59, p. 25-38, abril 2003. https://doi.org/10.1590/S0101-32622003000100003

ARTEGA RODRIGUEZ, C.; KOLLING, M. G.; MESQUIDA, P. Educação e saúde: um binômio que merece ser resgatado. Rev. Bras. Educ. Med., Rio de Janeiro, v.31, n.1, apr. 2007. doi: 10.1590/S0100-55022007000100009

CANDEIAS, N. M. F. Conceito de educação e de promoção em saúde: mudanças individuais e mudanças organizacionais. Revista de Saúde Pública, v.31, n.2, São Paulo, abr. 1997. doi 10.1590/S0034-89101997000200016.

ROCHA, H. H. P. Educação escolar e higienização da infância. Cad. CEDES, Campinas, v. 23, n. 59, Apr. 2003 . doi: 10.1590/S0101-32622003000100004

PEDROTTI, S.P.; SILVA, C. A. D.; JUNQUEIRA, D. DA R.; WITCZC, C. T.; DALTROSO, F.; AQUINO, M.; MALHEIROS, M. D.; GARLET, C. C. M.; Abordagem e Aplicação de Hábitos de Higiene na Educação Infantil. XVII Seminário Ciência, Pesquisa e Extensão. UNICRUZ. RS, 2012. Disponível em: https://home.unicruz.edu.br/seminario/downloads/anais/ccs/abordagem%20e%20aplicacao%20de%20habitos%20de%20higiene%20na%20educacao%20infantil.pdf

VALLA, V.V. Educação popular e conhecimento: a monitoração civil dos serviços de saúde e educação nas metrópoles brasileiras. In: VALLA, V.V. e STOTZ, E.N. Participação Popular, Educação e Saúde: Teoria e Prática, Rio de Janeiro: Relume- Dumará, 1997. p. 105-116. https://doi.org/10.1590/S0102-311X1999000600002

BRASIL. Ministério da Educação. 2004.

FILHO, N.de A.; PAIM, J.S. Saúde coletiva: uma nova saúde pública ou campo aberto a novos paradigmas? Rev. de Saúde Pública, v. 32, n. 4, São Paulo, ago, 1998. doi: 10.1590/S0034-89101998000400001

RICHTER, A. C.; VAZ, A. F. Educar e cuidar do corpo: biopolítica no atendimento à pequena infância. Educ. rev., Belo Horizonte, v. 26, n. 2, Aug. 2010. doi: 10.1590/S0102-46982010000200006.

GONDRA, J.G. A sementeira do porvir: higiene e infância no século XIX. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 26, n. 01, 99-117p, jan/jun 2000. doi: 10.1590/S1517-97022000000100008

MARAGNO, C. A. D. et al. Teste de letramento em saúde em português para adultos. Revista Brasileira de Epidemiologia [online]. 2019, v. 22 [Acessado 16 Março 2022], e190025. Disponível em: <https://doi.org/10.1590/1980-549720190025>. Epub 01 Abr 2019. ISSN 1980-5497. https://doi.org/10.1590/1980-549720190025.

TANAKA, O.Y.; NEMES, M.I.B.; NOVAES, M.D.; BASTOS, M.G.; CÉSAR, C.L.G.; RIEDEL, L.F.; et al., J. Training of local health managers: processo identification of strategic actions. Revista de Saúde Pública, São Paulo, v. 33, n. 3, jun 1999. doi: 10.1590/s0034-89101999000300002

MONTEIRO, C.A.; NAZÁRIO, C.L. Evolução de condicionantes ambientais da saúde na infância na cidade de São Paulo (1984- 1986), Revista de Saúde Pública, São Paulo v. 34, n. 6 supl, p. 13-18, dez 2000. doi: 10.1590/S0034-89102000000700004

UNFER, B.; SALIBA, O. Avaliação do Conhecimento Popular e Práticas Cotidianas em Saúde Bucal. Revista de Saúde Pública, São Paulo, v. 34, n. 2, p. 190-195, abril 2000. doi: 10.1590/S0034-89102000000200014

VASCONCELOS, E.M., Educação popular como instrumento de reorientação das estratégias de controle das doenças infecciosas e parasitárias. Cadernos de Saúde Pública, São Paulo, 2000. doi: 10.1590/S0102-311X1998000600004.

TEIXEIRA, A. T.; FANTINATTI, M.; GONÇALVES, M. P.; SILVA, J. S. Parasitoses intestinais e saneamento básico no Brasil: estudo de revisão integrativa. Braz. J. of Develop., Curitiba, v. 6, n. 5, p. 22867-22890, mai. 2020. DOI:10.34117/bjdv6n5-006

RANCICH, A. M.; FERRARINI, S.O.; PALMA, N.H. Experiência de enseñanza aprendizaje: cambio de creencias y conductas en el manejo del agua de consumo. Revista de Saúde Pública, São Paulo, v.23, n. 3, p. 183-188, jun 1989. doi: 10.1590/S0034-89101989000300002

HANSEN, K. S.; HOFFMAN, M. B.; RODRIGUES, T. L.; FLORES, M. L. T. Hábitos de higiene: é cedo que se começa. Fórum Internacional Integrado de Cidadania. Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das missões, Santo Angelo – RS. Abr. 2006. Disponível em: https://extensao.cecierj.edu.br/material_didatico/sau2201/aula06_HabitosDeHigiene.pdf

FERREIRA, A.G. Higiene e Controlo Médico da Infância e da Escola. Caderno Cedes, Campinas, v.23, n. 59, p. 9-24, abril 2003. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ccedes/a/jrskPyMrLQhhXvb7cjdkkSP/?format=pdf&lang=pt

Downloads

Publicado

2022-11-03

Como Citar

SILVA E DIOGO, A. T. .; SOUTO XAVIER, I. .; MEDEIROS DIAS, O. L. .; ALVES DA SILVA, J. . M. EDUCAÇÃO E HÁBITOS DE HIGIENE: ONDE E COMO INTERVIR? Intervention Of Educational And Hygiene Habits: Where And How?. Revista Unimontes Científica, [S. l.], v. 24, n. 2, p. 1–15, 2022. DOI: 10.46551/ruc.v24n2a9. Disponível em: https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/unicientifica/article/view/5433. Acesso em: 6 dez. 2022.