Os impactos da lei que instituiu o Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo na execução das Medidas Socioeducativas em Meio Aberto

Autores

  • Erivaldo Santos Morais Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUC/SP

Palavras-chave:

Medidas Socioeducativas; Proteção Integral; Responsabilização

Resumo

O presente estudo tem por objetivo analisar os impactos da lei que instituiu o Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (SINASE) na execução das medidas socioeducativas em meio aberto, sob a ótica dos operadores do sistema socioeducativo e a forma que esta lei orienta suas decisões

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Erivaldo Santos Morais, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUC/SP

Mestrando no Programa de Estudos Pós-Graduados em Serviço Social da Pontifícia Universidade Católica de
São Paulo - PUC-SP (2018). Especialista em Gestão de Políticas Públicas e atendimento às Famílias pela
Universidade Brasil - UNIVBRASIL (2016). Graduado em Serviço Social pela Universidade Camilo Castelo Branco - UNICASTELO (2015), e graduado em Psicologia pela Universidade Ibirapuera - UNIB (2009). Pesquisador do Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre Ensino e questões Metodológicas em Serviço Social - NEMESS COMPLEX- PUC-SP Coordenado pela Profa. Dra. Maria Lucia Rodrigues. Tem experiência na área de Psicologia Social e Serviço Social, com ênfase no campo da Assistência Social, atuando diretamente com crianças, adolescentes e famílias em situação de risco e vulnerabilidade social

Downloads

Publicado

2020-01-15

Como Citar

Santos Morais, E. (2020). Os impactos da lei que instituiu o Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo na execução das Medidas Socioeducativas em Meio Aberto. Revista Serviço Social Em Perspectiva, 2(1), 435–436. Recuperado de https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/sesoperspectiva/article/view/378