A INFLUÊNCIA DA ATIVIDADE AERÓBICA ZUMBA NA QUALIDADE DE VIDA DOS SEUS PRATICANTES

Autores

  • Maike Thelison de Oliveira Lima Universidade estadual de montes Claros Unimontes
  • Alenice Aliane Fonseca Universidade estadual De Montes Claros - UNIMONTES
  • Wellington Danilo Soares Universidade estadual De Montes Claros - UNIMONTES

Resumo

O ensino e a aprendizagem da dança, como processo educativo, proporcionam ao educando uma oportunidade em todos os âmbitos, além de possibilitar manifestações de alegria, sendo um canal de expressão das emoções que condiciona a integração no meio social para a aprendizagem no mundo, como: vivenciar, refletir, incorporar, tornar-se consciente de seus atos e desenvolver a autonomia. O objetivo deste trabalho é avaliar a influência da zumba na qualidade de vida dos seus praticantes. Trata-se de um estudo de cunho qualitativo. Foram incluídos os artigos publicados na língua portuguesa, entre os anos de 2018 e 2022, com disponibilidade de texto completo em suporte eletrônico de forma gratuita, publicado em periódicos nacionais. Foram excluídos artigos de revisão de literatura que divergiam da temática proposta. Utilizou-se dos descritores: zumba na qualidade de vida, benefícios da zumba, zumba como prática de exercício físico. Foram usados os descritos, agrupados pelo modulador Booleano “and”. Uma leitura seletiva foi realizada para selecionar as informações mais importantes para o trabalho. A partir dessas buscas, selecionamos alguns textos que acreditamos esclarecer as características importantes para explicar e compreender a dinâmica das relações sociais por meio da significação. Ao final, conclui-se que a zumba é um ótimo estilo de dança que interagem todos, ela é atrativa, alegre, quebra os paradigmas da sociedade, acontece a mistura de raça e mostra a igualdade de todos os envolvidos. Além disso, é uma ótima atividade física para ser desenvolvida nas aulas de Educação Física, a fim de trabalhar a coordenação motora, agilidade e a flexibilidade dos alunos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALMEIDA, A. L. A. D. et al. O Impacto da realização de atividade física orientada e sua importância na qualidade de vida, dor e depressão para indivíduos portadores de fibromialgia: uma revisão narrativa. 2021. 40 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Educação Física) - Universidade de Brasília, Brasília, 2021.

BARBOZA, N. M.; et al. Efetividade da fisioterapia associada à dança em idosos saudáveis: ensaio clínico aleatório. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, v.17, n.1, p.87-98, 2018.

PEREIRA JÚNIOR, A.A.; BASSO, A.S. Os efeitos da modalidade zumba na saúde de mulheres. Revista Observatório Del Deporte, v.4, n.4, p.7-16, Ago., 2018.

BORDONI, M.V. et al. Perfil socioeconômico de gestores de assessorias esportivas: o caso da região de Jacarepaguá, zona oeste do Rio de Janeiro. Temas em Saúde, v. 21, n.3, p.135-168, 2021.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília, 2018

BRITO, Raul Santos. Práticas de cuidado em saúde numa comunidade quilombola do agreste alagoano. 2022. 114 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Instituto de Psicologia, Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Universidade Federal de Alagoas, Maceió, 2021. Disponível:

http://www.repositorio.ufal.br/jspui/handle/123456789/8620. Acesso: 24/05/22.

CORDEIRO, F.D. A Influência da Atividade Aeróbica Zumba na Qualidade de Vida de seus Praticantes. 41f. Trabalho de Conclusão de Curso. Curso Bacharelado em Educação Física. Universidade Tecnóloga Federal de Paraná. Curitiba, 2018.

FRANÇA, S.; MORALES, P.J.C. A dança na prática pedagógica dos docentes de educação física da rede pública municipal de Joinville. Pensar a Prática, v.24, n. e59264, 2021.

DE MELO, S.A.; et al. Comparação do gasto calórico e da frequência cardíaca em mulheres nas aulas de zumba presenciais e virtuais. Pesquisa, Sociedade e Desenvolvimento, v.10, n.13, p.e86101320908-e86101320908, 2021.

ESTRELA, A.P.S.; et al. Fatores motivacionais que levam mulheres adultas a frequentarem aulas de zumba de um programa social. Revista Saberes Acadêmicos, v.4, n.1, p.15-23, 2020.

FERREIRA, N.R.S. Motivos de adesão e aderência de mulheres praticantes de Zumba em Curitiba/PR. 63f. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso. Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

LAMASSA JÚNIOR, F.; SILVA, A.C.; LUDORF, S.M.A. Mulheres, aparência corporal e saúde: estudo qualitativo sobre atividade física na Baixada Fluminense. Caderno Espaço Feminino, v.34, n.2, P.281-303, Jul-Dez, 2021.

LOPES, A.F.A Representação da dança e os seus benefícios na saúde: percepção dos idosos. 19f. 2020. Dissertação de Mestrado. Universidade de Évora.

MARTINS, L.; et al. Mensuração da perda hídrica em praticantes de zumba fitness. Revista de Trabalhos Acadêmicos–Universo Juiz de Fora, v.1, n.12, 2021.

MELO, S. A.; et al. Comparison of caloric expenditure and heart frequency in women in the presence and virtual Zumba classes. Research, Society and Development, [S. l.], v.10, n.13, p. 86101320908, 2021

MIGUEL, J.F. Transferência da responsabilidade pessoal e social através da educação física na educação pré-escolar. 2018. Dissertação de Mestrado. Disponível em: http://hdl.handle.net/20.500.11960/2040. Acesso: 24 maio 22.

MONTEIRO, B.C.; et al. Zumba, uma ferramenta estimulante e duradoura de exercício físico para mulheres. Biológicas & Saúde, v.8, n.27, 2018.

PACHECO, G.F.S.; et al. Dança como motivação nas aulas de educação física para o ensino médio. Brazilian Journal of Health Review, v.4, n.4, p.18199-18210, 2021.

RIBEIRO, C.H.V; TELLES, S.C.C.; CAVALCANTE, E.; DELGADO, H.E. Assessorias Esportivas em Áreas Públicas da Cidade do Rio de Janeiro: Perfil Socioeconômico dos Gestores e Oportunidades Empreendedoras. Podium Sport, Leisure and Tourism Review, v.7, n.1, p.46-63, Jan./Abr., 2018.

ROSOLEM, J.M.; et al. Influência do ciclo menstrual no monitoramento de aulas de zumba®. Brazilian Journal of Development, v.7, n.2, p.17482-17493, 2021.

SÁ, R.C.S. A Música na educação infantil na Escola Rute da Silva Neves. 49f. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Formação Pedagógica para Graduados não Licenciados) Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amapá, Pedra Branca do Amaparí, 2022.

SANTOS, E.N. Ganho de força de membros superiores utilizando exercícios de Zumba Toning. 43f. Trabalho de Conclusão de Curso do curso de Educação Física e Ciências do Esporte. Universidade Federal de Pernambuco. 2019.

TOMICKI, C. (2021). Programa VAMOS na promoção da atividade física e alimentação saudável na atenção primária à saúde: a influência da renda e do ambiente construído. 191f. Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Desportos, Programa de Pós-Graduação em Educação Física, Florianópolis, 2021.Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/bitstream/handle/123456789/227009/PGEF0583-T.pdf?sequence=-1&isAllowed=y. Acesso: 24 maio 22.

VARGAS, A.S.; et al. Arborização e conforto térmico no espaço urbano. Anais do Seminário Científico do UNIFACIG, n.7, 2022.

Publicado

2022-07-06

Como Citar

LIMA, M. T. de O.; ALIANE FONSECA, A.; DANILO SOARES, W. . A INFLUÊNCIA DA ATIVIDADE AERÓBICA ZUMBA NA QUALIDADE DE VIDA DOS SEUS PRATICANTES. RENEF, [S. l.], v. 5, n. 5, p. 202–212, 2022. Disponível em: https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/renef/article/view/5255. Acesso em: 1 dez. 2022.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>