HIDROGINÁSTICA NA MELHOR IDADE

Autores

  • Matheus de Queiroz Silqueira Universidade Estadual de Montes Claros - Unimontes
  • Alenice Aliane Fonseca
  • Wellington Danilo Soares

DOI:

https://doi.org/10.46551/rn2022131900068

Palavras-chave:

Melhor Idade. Hidroginástica. Idoso.

Resumo

Os exercícios de hidroginástica para idosos, em sua maioria, têm como objetivo a melhoria da qualidade de vida, incluindo aspectos psicológicos, sociais e biológicos. Além disso, promovem mudanças de forma significativa na marcha, postura, flexibilidade, coordenação motora, percepção corporal, equilíbrio e composição corporal. O presente estudo teve como objetivo analisar os efeitos da hidroginástica na terceira idade. Trata de uma revisão de literatura de cunho qualitativo. Desenvolvido com artigos científicos publicados nas principais bases indexadas como PubMed, Google Academic e SciELO, publicados de 2018 a 2021. Utilizando os descritores: Hidroginástica; idosos; benefícios saúde; exercícios físicos, agrupados pelo modulador Booleano ¨and¨. Uma leitura seletiva foi realizada para selecionar as informações mais importantes para o trabalho. A partir dessas buscas, foram selecionados alguns textos que expunham as características importantes acerca da hidroginástica e o impacto dessa prática nos idosos. Por meio da leitura e interpretação do texto selecionado, foi construído o referencial teórico. Foi possível verificar que a literatura encontrada sobre hidroginástica ainda é muito limitada, principalmente considerando a prática de idosos. Faltam pesquisas que investiguem a relação entre os exercícios de hidroginástica e aspectos mais subjetivos da qualidade de vida, como a satisfação com a vida, e pesquisas experimentais que esclareçam as melhores condições para temperatura da água e esforço em idosos. Além disso, mesmo que outras atividades físicas também sejam adequadas aos idosos, a hidroginástica é realizada em grupos e em diferentes ambientes, o que pode proporcionar a este grupo maior motivação para manter a regularidade dos exercícios. Ao final, concluiu-se que a hidroginástica constitui um importante recurso para auxiliar a qualidade de vida e saúde de pessoas idosas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ABRAAO J. V.; et al.; Conceito, definição e diferença – prática de exercícios físicos, atividade física e esporte. 10º Seminário de Iniciação Científica 1º Seminário de Pesquisa e Pós-Graduação Stricto Sensu. 2019.

ALEXANDRE, T. S.; et al.; Prevalência e fatores associados à sarcopenia, dinapenia e sarcodinapenia em idosos residentes no Município de São Paulo - Estudo SABE. Rev. Bras. Epidemiol. v.21, n.02, p.1-13, 2019.

ALVARENGA, L.T.; et al.; Fatores motivacionais em idosos pela prática da hidroginástica. Rev. Carioca de Ed física. v.14, n.1., 2019.

ASSIS, H. R. C.; et al.; O efeito da hidroginástica sobre a pressão arterial: uma revisão de literatura. Rev. Diálogos em Saúde, v. 1, n. 1, 2019.

CAVALLI, A. S.; et al.; Fatores motivacionais de idosos participantes em projeto social universitário de educação física. Estudos Interdisciplinares sobre o Envelhecimento, [S. l.], v. 24, 2019. DOI: 10.22456/2316-2171.97660. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/RevEnvelhecer/article/view/97660. Acesso em: 10 maio. 2022.

COSTA, R.R.; et al.; O treinamento aeróbico aquático melhora os parâmetros de força e os resultados cardiorrespiratórios em mulheres idosas. Gerontologia Experimental, v. 108, p. 231-239, 2018.

DE SOUSA MARQUES, L.N.; et al.; Quais efeitos da fisioterapia aquática com exercícios resistidos na dor, fadiga, capacidade funcional e força muscular em mulheres com fibromialgia? Brazilian Journal of Development, v. 8, n. 1, p. 3529-3548, 2022.

DIAS, F.M. Fisioterapia e saúde. São Paulo: Editora Cajuína, 2021.

DOS SANTOS, J.J.L.; DE SOUZA.S.P.H. Os benefícios da hidroginástica para idosos. 2021.Disponível em: https://repositorio.alfaunipac.com.br/publicacoes/2021/730_os_beneficios_da_hidroginastica_para_idosos.pdf. Acesso: 15/04/22.

DUMITH, S. C., MACIEL, F.V., BORCHARDT, J.L., ALAM, V.S., SILVEIRA, F.C., E PAULITSCH, R.G. Preditores e condições de saúde associados à prática de atividade física moderada e vigorosa em adultos e idosos no sul do Brasil. Revista Brasileira de Epidemiologia, v.22, p.1-13, 2019.

FARIAS; S.M. Aspectos motivacionais do idoso para a prática de exercício físico em um complexo esportivo de Palhoça-SC. UFSC. Santa Catarina. 2018. Disponível em:< https://www.riuni.unisul.br/handle/12345/6033. Acesso em: 03/11/21.

FERNANDES, M.M. Formação profissional em educação física para atuação com a população idosa. Rio Claro- SP, 2021. Disponível em: http://hdl.handle.net/11449/204634. Acesso: 15/04/22.

FERNANDES-ELOI, J.; LOURENÇO, J.R.C. Suicídio na Velhice: um Estudo de Revisão Integrativa da Literatura. Revista CES Psicologia, v.12, n.1, p.80-95, 2019.

FERRAZ, I.N.; et al.; Impactos dos fatores extrínsecos no envelhecimento precoce: uma reflexão teórica. Pesquisa, Sociedade e Desenvolvimento, v.10, n.6, p. 212, 2021.

FORNER, F. C.; ALVES, C. F. Uma revisão de literatura sobre os fatores que contribuem para o envelhecimento ativo na atualidade. Revista Universo Psi, v.1, n.1, p.150-174, 2019.

GUERREIRO, M.C.A. Trajetos de vida longa–um estudo sobre estratégias face aos constrangimentos do processo de envelhecimento. 2021. 122f. Dissertação (Mestrado em Gerontologia Social). Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas. Lisboa, Portugal, 2021.

GOMES, A.A.; et al.; Análise da Qualidade de Vida de Idosos Praticantes de Hidroginástica. Epitaya E-books, v.1, n.8, p.30-36, 2021.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Número de idosos cresce 18% em 5 anos e ultrapassa 30 milhões em 2017. 2018. Disponível em: https://agenciadenoticias.ibge.gov.br/agencia-noticias/2012-agencia-de notícias/noticias/20980-numero-de-idosos-cresce-18-em-5-anos-e-ultrapassa-30-milhoesem 2017. Acesso em: 03 nov. 21.

LEÃO, L.A.; LUCIANO, G.A.S.; SANTANA, Y.B.; BONFIM, M.R. Benefícios das atividades aquáticas para idosos. Revista de atenção à saúde, v.17, n.61, p.127-134, 2019.

LIMA, F.A.S. Relação entre memória de trabalho e capacidade física: um estudo com idosos praticantes de hidroginástica. 2021. 99f. Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2021.

MACHADO, L. Transtornos psiquiátricos. São Paulo: FEB Editora, 2021.

MAGALHAES, L.; Sedentarismo. Toda matéria. Disponível em https://www.todamateria.com.br/sedentarismo/: 2018. Acesso: 03/11/21.

MENEGALDO, F.R.; BORTOLETO, M. A. C. Ginástica para todos e coletividade: nos meandros da literatura científica. Motrivivência, v.32, n.61, p.1-17, Jan-Mar, 2020.

MINAYO, M.C.S. O imperativo do cuidado ao idoso dependente. Ciência & Saúde Coletiva, v. 24, p. 247-252, 2019.

MIRANDA, M. J. C.; MONTEIRO, E. R. Exercício Físico como Ferramenta Adjuvante para Prevenção da Saúde. Epitaya E-books, [S. l.], v.1, n.8, p.1-67, 2021.

PIMENTEL, M.H.; et al.; Importância da rede social para o envelhecimento bem sucedido e a saúde do idoso. Journal of aging and innovation, v.8, n.1, p.68-84, 2019.

PINTO, Ê.B. Dialogar com a ansiedade: uma vereda para o cuidado. São Paulo/SP: Summus Editorial, 2021.

PORTO, E.; COSTA, S. S.; PORTO, E.; CAVALCANTE, YM. Indicadores de saúde do idoso no nordeste brasileiro. Pesquisa, Sociedade e Desenvolvimento, v. 11, n.2, p. 244.

RAMOS, E. M. O.; NOVAES, A. L.; SANTOS, V. V. Os benefícios da hidroginástica na visão dos participantes do Programa Universidade Aberta à Terceira Idade/UEFS – BA. Concilium, v.22, n.2, p.343–357, 2022.

RAMOS, C; MATOS, P. Comparação da qualidade de vida em idosos praticantes e não praticantes de exercício físico. Universidade do Sul de Santa Catarina - UNISUL. 2019.

RAI, R.; JONGENELIS, M.I.; JACKSON, B.; NEWTON, R.U.; PETTIGREW, S. Fatores que influenciam a participação em atividade física entre idosos com baixos níveis de atividade. Envelhecimento Soc. v.40, n.12, p.2593-613, 2020.

ROCHA, C. A. Q. C.; et al.; Marcha de Idosos: um estudo em instituições asilares. Rev Cient FAGOC – Saúde. v.3, n.1, p.26-34, 2018.

ROMANO, T. A.; FERREIRA, E. F.; GOMES, A. K. V.; OLIVEIRA, R. A. R. Prática de exercício físico na meia e terceira idade: um estudo comparativo dos níveis de capacidade funcional em praticantes de ginástica localizada e não praticantes. Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício, v.12, n.74, p.370- 376, 2018.

SIEDLER, M. R.; et al.; A qualidade das diretrizes de atividade física, mas não a especificidade de suas recomendações, melhorou ao longo do tempo: uma revisão sistemática e avaliação crítica. Fisiologia Aplicada, Nutrição e Metabolismo, v. 46, n. 1, pág. 34-45, 2021.

SILVA, C.R.L. Medicalização da saúde e estetização da vida: cultura fitness e política de saúde no Brasil. 2021. Dissertação (Mestrado em Serviço Social) – Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2021.

SPAGNOL, A.; SIVIERO, J.; BERNARDI, J.R.. Estado nutricional e consumo alimentar de idosas ativas e sedentárias do Programa de Extensão UCS Sênior. Estudos interdisciplinares sobre o envelhecimento. v.26, n.2, p.35-58, 2021.

SOUZA, F.S. A padronização da beleza como imposição social e sua relação com o feminino. 2018. 40 f. Monografia (Título de Psicólogo) - Departamento de Humanidades e Educação. Universidade do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul, Ijuí.

TEIXEIRA; V.R. LIMA; S.W. ANDRADE; N.L. FRANÇA; Q.C.F. Fatores que levam os idosos a prática da hidroginástica. Centro Universitário Estácio do Ceará. v.14, p.175-178, 2018.

XAVIER S.C, DATI L.M.M. Gentologia: A influência da hidroterapia na qualidade de vida dos idosos. Rev. Longeviver, v.3, n.12, Out-Dez, 2021.

ZANIN, N. B. et al.; Influência da prática de hidroginástica no equilíbrio e independência funcional de mulheres idosas. Revista Científica da Faminas, v.14, n.1, 2019.

Publicado

2023-05-03

Como Citar

SILQUEIRA, M. de Q.; ALIANE FONSECA, A.; DANILO SOARES, W. HIDROGINÁSTICA NA MELHOR IDADE. RENEF, [S. l.], v. 14, n. 21, p. 45–56, 2023. DOI: 10.46551/rn2022131900068. Disponível em: https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/renef/article/view/5211. Acesso em: 22 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

<< < 1 2