O SISTEMA PENAL BRASILEIRO E O TRATAMENTO DISPENSADO AOS DELINQUENTES PSICOPATAS

Autores

  • Izabela Cristina Alves Barbosa Faculdades Integradas do Norte de Minas – FUNORTE
  • Ronilson Ferreira Freitas Faculdade Verde Norte - FAVENORTE

Resumo

Este estudo tem como objetivo discutir a ineficiência do Sistema Penal Brasileiro referente à aplicabilidade da pena em face dos psicopatas. Parte da premissa que o sistema punitivo, não constitui o meio mais eficaz no que se refere à ressocialização e consequentemente na diminuição da incidência de crimes cometidos pelos indivíduos com personalidade psicopática que foram submetidos ao método. O tratamento que se aplica ao criminoso que possui personalidade psicopática é o mesmo aplicado ao criminoso comum, no entanto nota-se que este tratamento não produz nenhum efeito ressocializador em face dos psicopatas. O ordenamento jurídico não traz distinção entre os condenados, sendo essa a principal falha inerente ao processo de ressocialização dos psicopatas criminosos. É necessário se discutir a implementação de tratamento diferenciado destes indivíduos, com uma legislação específica, assim como se tem feito em outros países, impossibilitando assim que os psicopatas tenham contato com outros criminosos, para não manipularem nem incentivarem os demais a continuarem praticando crimes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-04-07

Como Citar

Alves Barbosa, I. C., & Ferreira Freitas, R. (2020). O SISTEMA PENAL BRASILEIRO E O TRATAMENTO DISPENSADO AOS DELINQUENTES PSICOPATAS. Revista Desenvolvimento Social, 20(1), 67–82. Recuperado de https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/rds/article/view/1859

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)