Socioterritorialidade no Norte de Minas: lugar de vida – tradição e modernidade

Autores

  • Ana Ivânia Alves Fonseca Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES
  • Ellen Vieira Santos Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES

Palavras-chave:

Norte de Minas. Modernização agrícola. Populações tradicionais. Socioterritorialização.

Resumo

A política agrária que assistimos vem formulando propostas para amenizar conflitos de cunho agrário, sendo substituída por políticas públicas de desenvolvimento rural’ sustentável, que foi responsável pela modernização e dinamização do campo, no qual, contornos territoriais foram criados e recriados pelo capital industrial e financeiro. Assim, a leitura do campo brasileiro e especificamente do Norte de Minas se referenciam no paradigma da modernização agrícola. Neste contexto, a concentração fundiária no Brasil possui raízes históricas, uma vez que, a formação e a ocupação do território ainda no período colonial foram realizadas pelas sesmarias. Inicialmente foi introduzida a monocultura da cana-de-açúcar e, posteriormente já na década de 1970, a monocultura de eucalipto, grãos, algodão, detentores de grandes extensões de terra, com alta produtividade destinada ao abastecimento do mercado externo. Dessa forma, pequenos produtores rurais, remanescentes de quilombos, índios, populações tradicionais foram e vêm sendo expropriados de suas terras em função da necessidade de apropriação de novas terras pelo capital hegemônico. Neste sentido, procurou-se neste artigo fazer algumas considerações acerca do processo de socioterritorialização vivenciada pelas populações tradicionais do Norte de Minas, enquanto lugar de vida, pertencimento e identidade. A metodologia utilizada baseia-se em referencial teórico, observação empírica, respaldada na Geografia Cultural.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Ivânia Alves Fonseca, Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES

Professora do Departamento de Geociências Unimontes. Coordenadora do Curso de Geografia da Rede Soebras. Mestre pela UFU.

Ellen Vieira Santos, Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES

Graduada em Geografia pela Unimontes. Pós-Graduada em Sociologia e Política pela Unimontes.

Referências

DAYRELL, Carlos Alberto. Os Geraizeiros Descem a Serra ou a Agricultura de Quem Não Aparece nos Relatórios dos Agrobusness. DAYRELL, Carlos Alberto. LUZ, Cláudia (Orgs). Cerrado e Desenvolvimento: Tradição e Atualidade.

Montes Claros: CAA, 2000.

FELICIANO, Carlos Alberto. Movimento Camponês Rebelde: A Reforma Agrária no Brasil. São Paulo:Contexto, 2006.

FEITOSA, Antônio Maurílio Alencar. BARBOSA, Rômulo Soares. Tendências e Desafios Regionais da Luta pela Posse da Terra e da Reforma Agrária no Brasil. FEITOSA, Antônio Maurílio Alencar. ZUBA, Janete Aparecida Gomes, JÚNIOR, João Cléps. Debaixo da Lona. Goiânia: Editora Goiás da UCG, 2006.

GONÇALVES, Carlos Walter Porto. As Minas e os Gerais: Breve Ensaio Sobre o Desenvolvimento e Sustentabilidade a partir da Geografia do Norte de Minas. In: DAYRELL, Carlos Alberto. LUZ, Cláudia (Orgs). Cerrado e Desenvolvimento:

Tradição e Atualidade. Montes Claros: CAA, 2000.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO: Diretrizes Operacionais para a Educação Básica nas escolas do Campo, 2004.

OLIVEIRA, Ariovaldo Umbelino. A Agricultura Camponesa no Brasil. 4. ed. São Paulo: Contexto, 2001.

OLIVEIRA, Juciara Mendonça. O Processo de Industrialização no Brasil nas Décadas 60-70 e seus Efeitos sobre a Agricultura. Monografia apresentada à Universidade Estadual de Montes Claros. Montes Claros, 1996.

SHAMA, Simon. Paisagem e Memória: tradução Hildergard Feist.- SÃO Paulo: Companhia das Letras, 1996.

SILVA, Carlos Eduardo Mazzetto. Desenvolvimento e Sustentabilidade nos Cerrados: O Caso do Sertão Norte-Mineiro. In: DAYRELL, Carlos Alberto. LUZ, Cláudia (Orgs). Cerrado e Desenvolvimento: Tradição e Atualidade. Montes Claros: CAA, 2000.

Downloads

Publicado

2007-12-31

Como Citar

FONSECA, A. I. A.; SANTOS, E. V. Socioterritorialidade no Norte de Minas: lugar de vida – tradição e modernidade. Revista Cerrados, [S. l.], v. 5, n. 01, p. 85–94, 2007. Disponível em: https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/cerrados/article/view/2928. Acesso em: 14 jun. 2024.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)