Povoando a transitoriedade: refletindo Geografias a partir de relatos sobre o budismo tibetano no Brasil

Autores

DOI:

https://doi.org/10.46551/rvg26752395202113752

Palavras-chave:

Budismo. Geografia. Religião. Território. Migração

Resumo

O presente artigo tem por objetivo fornecer subsídios para o desenvolvimento de uma análise geográfica sobre a dispersão do budismo tibetano da tradição Nyingma que chega ao sul do Brasil nos anos 1990 na cidade gaúcha de Três Coroas (RS). Metologicamente, o texto considera estudos de Geografia das Religiões de Zeny Rosendahl (1995) e em algumas idéias de Gomes (2012) e Haesbaert (2007) relações com o território. Quanto ao budismo, encontramos fontes nos escritos de Chagdud Tulku Rinpoche (2015) e em uma entrevista com o artista Alan Capetilla que conviveu com o mestre no Templo. Redes de relação global pautadas pela cultura religiosa e aspectos intrínsecos ao ideário e a prática religiosa budista têm influência na geografia que se materializa no templo Khadro Ling da cidade de Três Coroas (RS).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Juliano da Costa Machado Timmers, Prefeitura Municipal de São Leopoldo

É licenciado em Geografia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2005). Possui também formação como bacharel em Geografia pela mesma universidade (2007). Atuou como professor de Geografia em cursos populares de preparação para o vestibular. Atualmente é professor dos anos finais do Ensino Fundamental no Município de São Leopoldo (RS). Possui mestrado em análise territorial pela UFRGS (2011). É doutor em Ensino de Geografia pela UFRGS (2019).

Referências

CHANDA-VAZ, Urmi.Tibetan buddhism: advent and growth. MA-I. Ancient Indian Culture.#31 St. Xavier’sCollege, Mumbai, 2015. Disponível em <https://www.academia.edu/11647885/TIBETAN_BUDDHISM_Advent_and_growth?auto=download> Acessado em janeiro de 2020.

DINIZ, Alexandre M. A. Surgimento e dispersão do budismo no mundo. Espaço e cultura. UERJ, RJ, N. 27, p. 89-105 jan-jun, 2010.

ELY, Lara. Lama Padma Samten: "Não meditamos para achar a felicidade: ela já está lá". Jornal Zero Hora, 29/08/2015. Disponível em : <https://gauchazh.clicrbs.com.br/comportamento/noticia/2015/08/lama-padma-samten-nao-meditamos-para-achar-a-felicidade-ela-ja-esta-la-4836110.html>. Acesso em: 14 jan. 2021.

Entrevista com Alan Capetilla. 2020. 21 min. 36s. Disponível em <https://www.youtube.com/watch?v=bNdAics8MCY > Acesso em: 14 jan. 2021.

GIL, Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. São Paulo: Ed. Atlas, 2008.

GIL FILHO, S.F. Por uma Geografia do Sagrado. In: MENDONÇA, F.; KOZEL, S. (orgs.). Elementos de epistemologia da geografia contemporânea. 2. Ed. Curitiba: Editora UFPR, 2004.

HAESBAERT, Rogério. Região e rede regional “gaúcha”: entre redes e territórios. Boletim Gaúcho de Geografia, n. 21, p. 15-27, agosto de 1996.

HAESBAERT, Rogério. Território e multiterritorialidade: um debate. GEOgraphia, ano IX, n. 17, 2007.

IBGE. Censo demográfico 2010: Características gerais da população, religião e pessoas com deficiência. Min. do Planejamento, Orçamento e Gestão. Intituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Censo de Demográfico 2010. Rio de Janeiro, 2012.

GOMES, Paulo Cesar da Costa. A condição urbana, ensaios de geopolítica da cidade. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2012.

PADUA, Leticia Carolina Teixeira. A geografia de Yi-Fu Tuan: essências e permanências. São Paulo, tese (doutorado). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP – Dep. de Geografia. [Orientadora: Magda A. Lombardo], 2013

PEW Research Center. The changing religious global landscape. PEW Research Center, 2017. Disponível em <https://www.pewforum.org/2017/04/05/the-changing-global-religious-landscape/>. Acesso em: 10 jan. 2020.

RINPOCHE, Chagdud Tulku. Lord of the dance, the autobiography of a Tibetan Lama. California: e-book. Padma Publishing, 2015.

________. Os portões da prática budista: ensinamentos essenciais de um lama tibetano. Três Coroas: Makara, 2010.

RIBEIRO, Sidarta. O oráculo da noite, a história e a ciência do sonho. São Paulo: Companhia da Letras. 2019.

ROSENDAHL, Zeny. Geografia e religião: uma proposta. Rio de Janeiro: UERJ. Espaço e cultura, ano I, outubro de 1995.

ROSZAK, Theodore. A contracultura. São Paulo: Vozes, 1972.

SILVA, Regina B. Tavares da. O estatuto da família do século XXI na sua redação oficial, é primitivo. Estadão, 21 de agosto de 2019. Disponível em: :<https://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/o-estatuto-das-familias-do-seculo-21-e-primitivo/>. Acesso em: 10 jan. 2020.

UNESCO. Lumbini, the birthplace of Lord Buddha. Disponível em: <https://whc.unesco.org/en/list/666/>. Acesso em: 10 jan. 2020.

USARSKI, Frank. O budismo e as outras: encontros e desencontros entre as grandes religiões mundiais. Aparecida, SP: Editora Idéias & Letras, 2009.

Downloads

Publicado

2021-03-11

Como Citar

da Costa Machado Timmers, J. (2021). Povoando a transitoriedade: refletindo Geografias a partir de relatos sobre o budismo tibetano no Brasil. Revista Verde Grande: Geografia E Interdisciplinaridade, 3(01), 37-52. https://doi.org/10.46551/rvg26752395202113752