Bioimpedância VS Absortometria Radiológica de Dupla Energia na Avaliação da Composição Corporal em Crianças

Autores

  • Cláudio R. Escovar Paiva
  • Adroaldo C. de Araujo Gaya
  • Martim Bottaro
  • Jaime Tolentino Miranda Neto

Palavras-chave:

Criança, bioimpedância, composição corporal, DXA

Resumo

O objetivo deste estudo foi determinar a aplicabilidade e a precisão das equações de
bioimpedância na avaliação da composição corporal em 31 meninas brasileiras com idade entre
10 e 14 anos. Absortometria radiológica de dupla energia (DXA, LunarÒ, DPX-IQ, Versão 4.6
A) foi usada para a obtenção da gordura relativa (%G) e da massa livre de gordura (MLG) de
referência. A resistência corporal total foi medida pelo analisador Biodynamics modelo 310. Os
resultados encontrados foram que a equação de Jenkins & Heyward estimou de forma precisa a
média da MLG com um erro de predição aceitável (EPE = 1,69 kg). A equação de Jenkins &
Heyward também estimou aproximadamente 87% dos indivíduos da amostra dentro de ± 2,8 kg.
Embora a equação de Houtkooper obtivesse um erro de predição aceitável (EPE = 1,77 kg), a
equação superestimou de forma significativa a MLG em 1,15 kg (p < 0,05). Baseando-se nesses
resultados, aconselha-se o uso da equação de BIA de JENKINS & HEYWARD (1999), para
crianças na avaliação da composição corporal de meninas brasileiras (10 a 14 anos).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ABRAHAM, S.; NORDSIECK, M. Relationship of excess weight in children and adults. Public Health Reports, 75, 263-273, 1960.
BAUMGARTNER, R. N. et al. (1991). Body composition in elderly people: effect of criterion estimates on predictive equations. American Journal of Clinical Nutrition, 53, 1-9,1960.
BLAND, J. M. & ALTMAN, D.G. Statistical methods for assessing agreement between two methods of clinical measurements. The Lancet, 12, 307-310,1986.
BOTTARO, M. M.; HEYWARD, V. H. & PAIVA C. E. Validação Cruzada de Equações de Bioimpedância em Mulheres Brasileiras por Meio de Absortometria Radilógica de Dupla Energia (DXA). Revista Brasileira de Ciência e Movimento, 8 (4): 14-20,2000.
BROZEK. J.; GRANDE, F.; ANDERSON, J. T.; KEYS, A. Densitometric analysis of body composition: Revision of some quantitative assumptions. Annals of the New York Academy of Sciences, 110(1), 113-140,1963.
FOSTER, W. R. & BUTRON, E. (Eds). National Institutes of Health consesus conference: health implications of obesity. Annals of Internal Medicine, 103, 977-1077,1985
FRIEDL, K. E.; DELUCA, J. P.; MARCHITELLI, L. J. & VOGEL, J. A.. Reliability of body-fat Estimations from a four-component model by using density, body water, and bone mineral measurements. American Journal of Clinical Nutrition, 55, 764-770,1992.
FULLER, N. J.; JEBB, S. A.; LASKEY, M. A.; COWARD, W. A. & ELIA M. Four-component model for the assessment of body composition in humans: comparison with alternative methods and evaluation of the density and hydration of fat-free mass. Clinical Science, 82, 687-693,1992.
HANSEN, J. N.; ET AL. (1993). Prediction of body composition in pre-menopausal females from dual energy x-ray absorptiometry. Journal of Applied Physiology, 75(4), 1637-1641, 1993
HEYWARD, V. H. & STOLARCZYK, L. M. Applied body composition assessment. Champaign, IL: Human Kinetics. 1996
HOUTKOOPER, L. B.; GOING, S. B.; LOHMAN, T. G.; ROCHE, A. F.; VAN LOAN, M. Bioelectrical impedance estimation of fat-free body mass in children and youth: a cross-validation study. Journal of applied Physiology, 72(1), 366-373,1992.
JENKINS, K., & HEYWARD, V. H. Cross-Validation of Body Compositiom Equations for Children using Dual-Energy X-Ray Absorptiometry. Medicine & Science in Sports & Exercise, 31(5): S202,1999.
LOHMAN, T. G. Advances in Body Composition Assessment. Champaign, IL: Human Kinetics. 1992.
PAIVA, C. E.; BOTTARO, M. Avaliação da composição corporal em meninos em meninos brasileiros: o método de impedância. Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano, 4(1), in press. 2002
RHODES, G. G.; KAGAN, A. The relation of coronary diasease, stroke, and mortality to weight. In youth and middle age. Lancet, 1, 492-495, 1983
SIRI, W. E. Body composition from fluid spaces and density: Analysis of methods. In J. Brozek; A. Henschel. Techniques for Measuring Body Composition, 223-224, Washington, D.C: National Academy of Sciences, 1961
VANITALLIE, T. B.; KRAL, J. G. The dilema of morbid obesity. Journal of American Medical Association, 246, 999-1003,1981

Downloads

Publicado

2020-04-29

Como Citar

R. ESCOVAR PAIVA, C.; C. DE ARAUJO GAYA, A. .; BOTTARO, M. .; TOLENTINO MIRANDA NETO, J. . Bioimpedância VS Absortometria Radiológica de Dupla Energia na Avaliação da Composição Corporal em Crianças. Revista Unimontes Científica, [S. l.], v. 3, n. 1, p. 1–10, 2020. Disponível em: https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/unicientifica/article/view/2212. Acesso em: 26 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos Originais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)