GESTÃO SOCIAL: CONSIDERAÇÕES DA IMPORTANCIA EM CONSELHOS DE POLITICAS PÚBLICAS

Autores

  • SIMONE TORRES GUSMÃO SANTOS
  • CRISTH ELLEN FERREIRA PINHEIRO

Palavras-chave:

Capital Social, Controle Social, Gestão Social, Políticas Públicas

Resumo

Considerando a relevância do capital social para o fortalecimento do debate nos espaços de discussão coletiva e considerando o controle social como essencial para o fortalecimento da gestão de políticas públicas, este artigo tem como objetivo analisar a importância do capital social para a tomada de decisão no âmbito dos conselhos de políticas públicas. Este estudo tem por sua natureza uma pesquisa qualitativa, sustentada em análises bibliográficas. Utilizou-se como teóricos Putnam, Tenório, Abramovay e Diegues para as reflexões a respeito dos conceitos de capital social, onde se observou a presença de diferentes vertentes. Discutido o assunto, no que tange ao controle social, se pode afirmar que é a capacidade da sociedade decidir/intervir nas políticas públicas e na gestão social, é importante que a tomada de decisão seja coletiva e com objetivos coletivos. Para finalizar, é importante considerar o recente passado de aproximação do país com a democratização e que os Conselhos de Controle Social garantem a discussão paritária das políticas públicas, no entanto o caminho entre o debate e a democratização na tomada de decisão é um caminho ainda a percorrer.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ABRAMOVAY, R. O Capital social dos territórios: repensando o desenvolvimento rural. Economia Aplicada. São Paulo, v. 4, n. 2, p. 379-397, abr/jun 2000.
ARAUJO, Maria Paula; SILVA, Izabel Pimentel da; SANTOS, Desirree dos Reis. Ditadura Militar e Democracia no Brasil: História, Imagem e Testemunho. 1. ed. - Rio de Janeiro : Ponteio, 2013.
BEHRING, Elaine Rossetti e BOSCHETTI, Ivanete. Política Social: fundamentos e história. São Paulo, Cortez, 2008.
BRASIL. Ministério da Transparencia, Fiscalização e Controladoria-Geral da União. Portal da Transparência. Controle Social – Conselhos municipais e controle social Disponível em: http://www.portaldatransparencia.gov.br/controlesocial/ConselhosMunicipaiseControleSocial.asp. Acesso em 13 Dez. 2015.
CANÇADO, Airton Cardoso; Fernando Guilherme,TENÓRIO e PEREIRA, José Roberto. Gestão social: reflexões teóricas e conceituais. Cad. EBAPE.BR, v. 9, nº 3, artigo 1, Rio de Janeiro, Set. 2011 p. 696-703 . Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/cebape/v9n3/a02v9n3 , Acesso em :13 dez. 2015.
CGU, Controladoria Geral da União. Controle Social: Orientações aos cidadãos para participação na gestão pública e exercício do controle social. Brasília, 2012.
CARNEIRO, Carla Bronzo Ladeira. Conselhos de políticas públicas: desafios para sua institucionalização In: SARAVIA, Enrique e FERRAREZI, Elisabete(Org.).
Políticas públicas coletânea – vol. 2. Brasília: ENAP, 2006. Disponível em http://www.ipea.gov.br/participacao/images/pdfsconselhos/carneiro%20c%20b%20l%20conselhos%20de%20polticas%20pblicas%20desfios%20para%20sua%20institucionalizao.pdf, Acesso em 15 de Nov. 2016.
COMERLATTO, Dunia. et al. Gestão de políticas públicas e intersetorialidade: diálogo e construções essenciais para os conselhos municipais. Rev. Katál. Florianópolis v. 10 n. 2 p. 265-271 jul./dez. 2007.
CORREA, Maria Valéria Costa. Dicionário da Educação Profissional em Saúde. Fundação Oswaldo Cruz. Rio de Janeiro, p. 66-72. Disponível em: http://www.epsjv.fiocruz.br/dicionario/verbetes/consoc.html, acesso em 20 jan. 2017.
CRUBELLATE, João Marcelo. Participação como controle social: uma crítica das estruturas organizacionais flexíveis. RAE-eletrônica, v. 3, n. 2, Art. 20, jul./dez. 2004. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/raeel/v3n2/v3n2a04.pdf. Acesso em 03 jan. 2017.
DIEGUES, Geraldo César. O controle social e participação nas políticas públicas: o caso dos conselhos gestores municipais. Revista NAU Social - v.4, n.6, p. 82-93 Maio/Out 2013. Disponível em: http://www.periodicos.adm.ufba.br/index.php/rs/article/viewFile/284/247 Acesso em :13 dez. 2015. HABERMAS, J. Teoría de la acción comunicativa I: racionalidad de la acción y racionalización social. Madrid: Taurus, 1987.
MAIA, Marilene. Gestão Social: Reconhecendo e construindo referenciais. Revista Virtual Textos & Contextos, nº 4, dez. 2005. Disponível em: http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/fass/article/viewFile/1010/790
Acesso em : 13 dez. 2015.
MACIEL, C. A. B. Políticas Públicas e Controle Social: encontros e desencontros da experiência brasileira. Revista Intercâmbio dos Congressos de Humanidades, v. 1, n. 1, 2010. MINAYO, M.C. de S. (Org.) Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 22 ed. Rio de Janeiro: Vozes, 2003.
MOISÉS, José Álvaro. Cultura política, instituições e democracia. Lições da experiência brasileira. revista brasileira de ciências sociais - vol. 23 nº. 66. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbcsoc/v23n66/02.pdf. Acesso em 20 de jan. 2017.
NETTO, José Paulo. Capitalismo Monopolista e Serviço Social. São Paulo: Cortez, 1992.
PUTNAM, R. D. Comunidade e Democracia: a experiência da Itália moderna. Editora: Fundação Getulio Vargas, 5 ed., 2006.

Downloads

Publicado

2020-02-17

Como Citar

TORRES GUSMÃO SANTOS, S., & FERREIRA PINHEIRO, C. E. (2020). GESTÃO SOCIAL: CONSIDERAÇÕES DA IMPORTANCIA EM CONSELHOS DE POLITICAS PÚBLICAS. Revista Serviço Social Em Perspectiva, 1(1), 201–216. Recuperado de https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/sesoperspectiva/article/view/958