A ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL E A COVID-19

O CONTEXTO DAS UNIVERSIDADES FEDERAIS PAULISTAS

Autores

  • Eduardo Henrique Moraes Santos Universidade Federal do ABC - UFABC
  • Raquel de Oliveira Mendes Universidade Federal do ABC - UFABC
  • Ana Carolina Gonçalves da Silva Santos Moreira UNIFESP
  • Cíntia Karim dos Santos UFBA

DOI:

https://doi.org/10.46551/rssp.202121

Palavras-chave:

Assistência estudantil, COVID-19, Pandemia, Universidades Federais, São Paulo

Resumo

Este artigo objetiva relacionar os impactos da pandemia da COVID-19 com a organização das principais ações afetadas na assistência estudantil das universidades federais presentes no estado de São Paulo, diante do horizonte da permanência universitária em um contexto de intensificação das vulnerabilidades sociais. Utiliza como fontes de coleta a pesquisa bibliográfica e documental, através de um banco de dados pré-existente e informações buscadas em sites e documentos oficiais institucionais. Identifica a mencionada pandemia como um elemento externo, de fora à assistência estudantil, desencadeante de mudanças na oferta destas ações para a atualidade que, por sua vez, são desenvolvidas de diferentes formas para cada instituição, com seus pontos sólidos e frágeis perante a viabilização do direito estudantil no cenário de crise sanitária, que, em seu turno, apresenta forte relação à disposição de estrutura e de recursos que precedem a própria pandemia. Ademais a inclusão digital e os auxílios emergenciais institucionais no cenário da assistência estudantil paulista apresentam-se como os principais destaques no contexto contemporâneo, uma vez que antes da pandemia estas dimensões não eram pautadas de forma prioritária dentre as estratégias de permanência universitária.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eduardo Henrique Moraes Santos, Universidade Federal do ABC - UFABC

 Assistente Social, Graduação em Serviço Social pela Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Mestre em Serviço Social e Políticas Sociais pela Universidade Federal de São Paulo, doutorando no Programa de Estudos Pós-Graduados em Serviço Social da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e doutorando no Programa de Políticas Públicas da Universidade Federal do ABC (UFABC), Assistente Social na Prefeitura de Osasco. Compõe o Grupo de estudos Grupo de Estudos e Pesquisas em Fundamentos, Formação e Exercício Profissional em Serviço Social (GEFEPSS) e o Núcleo de Estudos e Pesquisa em Ações Afirmativas e Assistência Estudantil.

Raquel de Oliveira Mendes, Universidade Federal do ABC - UFABC

Graduação em Geografia (UFMA) e em Serviço Social (UFS). É assistente Social da Universidade Federal de Sergipe, mestra em Educação Profissional e tecnológica (IFS) e Doutoranda do Programa de Políticas Públicas da UFABC. Compõe o Núcleo de Estudos e Pesquisa em Ações Afirmativas e Assistência Estudantil e o Núcleo em Inovação Tecnológica e Metodológica do IFS.  É coordenadora de promoção de políticas sociais e enfrentamento às opressões - Gênero, Etnia e Diversidade Sexual do sindicato dos trabalhadores/as Técnicos administrativos/as da UFS (SINTUFS). 

Ana Carolina Gonçalves da Silva Santos Moreira, UNIFESP

Assistente social, Graduação em Serviço Social pela Universidade do Vale do Paraíba (Univap), Especialista em Políticas Públicas em Educação, com aperfeiçoamento em Educação Ambiental, Mestra em Desenvolvimento Humano pela Universidade de Taubaté (Unitau). Assistente Social na Universidade Federal de São Paulo, Docente no Curso de Serviço Social da Univap. Compõe o Núcleo de Estudos e Pesquisa em Ações Afirmativas e Assistência Estudantil.  

Cíntia Karim dos Santos, UFBA

Graduação em Serviço Social pela Universidade Tiradentes, Mestranda em Serviço Social pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), Assistente Social na UFBA. Compõe o Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Serviço Social na área de Educação (GEPESSE/BA) e o Núcleo de Estudos e Pesquisa em Ações Afirmativas e Assistência Estudantil. 

Referências

ANTUNES, R. O privilégio da servidão. O novo proletariado de serviços na era digital. São Paulo: Boitempo, 2018

AMARAL, G. A; VIEIRA, A. A Mulher e a Tripla Jornada de Trabalho: a Arte de Ser Beija-Flor. Disponível em: http://www.anpad.org.br/admin/pdf/EOR324.pdf. Acesso em: 27/03/2021.

BARBOSA, A. L. N. H; COSTA, J. S.; HECKSHER, M. Mercado de trabalho e pandemia da covid-19: ampliação de desigualdades existentes. In: Mercado de Trabalho: conjuntura e análise, n. 69, p. 55-63, 2020. Disponível em:

http://repositorio.ipea.gov.br/bitstream/11058/10186/1/bmt_69_mercdetrabalho.pdf. Acesso em: 25/02/2021.

BOLORINO, E.; FREIRE, A. A pandemia do covid-19 e os impactos para a educação brasileira . Portal eletrônico UNESP. Franca, 28 abr 2020. Disponível em :

https://www.franca.unesp.br/#!/noticia/355/a-pandemia-do-covid-19-e-os-impactos-para-a-educacao-brasileira. Acesso em: 17/03/2021.

BRAH. A. Diferença, diversidade, diferenciação. In: Cadernos Pagu, Campinas, n. 26, 329-376, jun. 2006. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-83332006000100014&lng=pt&nrm=iso. Acesso em: 11/02/2021.

BRASIL. Decreto Federal nº 6.096, de 24 de abril de 2007. Institui o Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais – REUNI. Disponível em:https://www2.camara.leg.br/legin/fed/decret/2007/decreto-6096-24-abril-2007-553447-publicacaooriginal-71369-pe.html. Acesso em 08/03/2021.

BRASIL. Medida Provisória nº 1.039 de 18 de março de 2021. Institui o auxílio emergencial para o enfrentamento da emergência de saúde pública de importância internacional decorrente do coronavírus (covid 19). Disponível em:

<http://www.planalto.gov.br/CCIVIL_03/_Ato2019-2022/2021/Mpv/mpv1039.htm > Acesso em: 08 abr 2021.

CAPONI, S. Covid-19 no Brasil: entre o negacionismo e a razão neoliberal. In: Estudos avançados. São Paulo, v. 34, n. 99, pág. 209-224, agosto de 2020. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0103-40142020000200209&script=sci_arttext&tlng=pt. Acesso em: 18/03/2021

DIAS, M. de J. S.; SOARES, B. V. P. Creche nas Universidades: Um debate necessário para o ingresso e permanência de estudantes - Mães na graduação. Anais do 16° Encontro Nacional de Pesquisadores em Serviço Social - ENPESS. ABEPSS: Vitória, 2018.

FERNANDES, J. H. P. Acesso à educação e combate à desigualdade: o papel da educação no âmbito do plano Brasil sem miséria. In: Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. O Brasil sem miséria. Tereza Campello, Tiago Falcão, Patrícia Vieira da Costa (organizadores). Brasília: MDS, 2014.

FERREIRA, A. C. D. X.; SILVA, A. K. C. S. Ensaio acerca da anunciada tragédia brasileira: a crise do capital e o aprofundamento das desigualdades em tempos-espaços de pandemia. In: Serviço Social em Perspectiva. Montes Claros (MG), volume 5, número 1, jan./jun. 2021. Disponível em:

https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/sesoperspectiva/article/view/3405/3513. Acesso em: 13/03/2021

FONAPRACE. V Pesquisa Nacional de Perfil Socioeconômico e Cultural dos (as) Graduandos (as) das IFES - 2018. UFU, 2018. Disponível em: https://www.andifes.org.br/wp-content/uploads/2019/05/V-Pesquisa-do-Perfil-Socioecon%C3%B4mico-dos-Estudantes-de-Gradua%C3%A7%C3%A3o-das-Universidades-Federais-1.pdf. Acesso em: 08/03/2021.

GARRIDO, E. N. A. Experiência da Moradia Estudantil Universitária: impactos sobre seus moradores. Psicol. cienc. prof. Brasília, v. 35, n. 3, pág. 726-739, setembro de 2015. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-98932015000300726&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 08/03/2021.

GUIMARÃES, K. C. G ; PINHEIRO, S. S. M. O Desgoverno Bolsonaro e o Novo Coronavírus: uma análise preliminar sobre o impacto social dessa combinação no Brasil. In: Serviço Social em Perspectiva. Montes Claros (MG), volume 5, número 1, jan./jun. 2021. Disponível em: https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/sesoperspectiva/article/view/3347/3514. Acesso em: 12/03/2021.

IMPERATORI, T. K. A trajetória da assistência estudantil na educação superior brasileira. In: Serviço Social e Sociedade, São Paulo, n. 129, p. 285-303, maio/ago. 2017. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/sssoc/n129/0101-6628-sssoc-129-0285.pdf. Acesso em 09/04/2021.

KOWALSKI, A. V. Os (des)caminhos da política de assistência estudantil e o desafio na garantia de direitos. 2012. 180 p. Tese de Doutorado. Programa de Pós Graduação em Serviço Social - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, 2012. Disponível em: https://repositorio.pucrs.br/dspace/handle/10923/5137. Acesso em 09/04/2021.

LIMA, R. C. Distanciamento e isolamento social pela Covid-19 no Brasil: Impactos na saúde mental. In: Physis: Revista de Saúde Coletiva, [s. l.], v. 30, ed. 2, 2020. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312020000200313. Acesso em 09/04/2021.

MAGALHÃES, R. P. Assistência Estudantil e o seu papel na Permanência dos Estudantes de Graduação: a experiência da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Dissertação de Mestrado. Programa de Pós-Graduação em Serviço Social do Departamento de Serviço Social, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, PUC- Rio, Rio de Janeiro, 2013.

MARTINS, P. F. M; JUNIOR, C. A. M. A e RODRIGUES, J. A. Orçamento público para financiamento da assistência estudantil no ensino superior sob a perspectiva do direito humano fundamental à educação. In: Argumentos, vol. 16, n. 2, jul./dez. 2019. Departamento de Ciências Sociais, UNIMONTES – MG. Disponível em: https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/argumentos/article/view/214. Acesso em: 09/04/2021.

PACHECO, J.A. As Metamorfoses do ENEM: De avaliação coadjuvante para protagonista chave das políticas públicas de acesso à Educação Superior. Tese de Doutorado, Programa de Pós-Graduação em Educação da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, PUC-SP, 2013.

PAURA, S. G. O Serviço Social na Educação Superior. In: Serviço Social e Educação. Larissa Dahmer Pereira, Ney Luiz Teixeira de Almeida (organizadores). 2ª edição. Rio de Janeiro: Lumen Juris, 2013.

PEREIRA, T.I.; SILVA, L.F.S.C. As Políticas Públicas do ensino superior no Governo Lula: expansão ou democratização? In: Revista Debates, Porto Alegre, v.4, n.2, p.10-31, jul/dez, 2010. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/debates/article/view/16316. Acesso em: 09/04/2021.

SANTOS, E. H. M. As configurações da assistência estudantil no Brasil: O cenário do PNAES. 2020. 170 p. Dissertação de Mestrado. Programa de Pós-Graduação em Serviço Social e Políticas Sociais. Universidade Federal de São Paulo. Santos, 2020. Disponível em: https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/60792. Acesso em: 09/04/2021.

UNIFESP. Universidade Federal de São Paulo. Desigualdades e Vulnerabilidades na epidemia de COVID-19: Monitoramento, análise e recomendações. Fundação Tide Setubal. São Paulo, 2020.

Downloads

Publicado

2021-07-24

Como Citar

Santos, E. H. M., Mendes, R. de O., Moreira, A. C. G. da S. S., & Santos, C. K. dos. (2021). A ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL E A COVID-19: O CONTEXTO DAS UNIVERSIDADES FEDERAIS PAULISTAS. Serviço Social Em Perspectiva, 5(02), 106–134. https://doi.org/10.46551/rssp.202121