(Re)invenções de tradições: apropriações políticas e econômicas nas cavalgadas, vaquejadas, pegas de boi e cavalhadas de Sergipe

Autores

DOI:

https://doi.org/10.46551/rc24482692202211%20

Palavras-chave:

Manifestações culturais, Tradições, Ressignificações, Animais de montaria

Resumo

O artigo aborda a (re)invenção de tradições tomando as formas de apropriação como centralidade analítica e a memória como condutora para a compreensão das inovações ocorridas em expressões da cultura. Tem por objetivo compreender a ressignificação e a (re)invenção de tradições no processo de apropriação de manifestações culturais em Sergipe que se fazem com animais de montaria, a saber: cavalgada, vaquejada, pega de boi e cavalhada. Para isso, está ancorado em autores que tratam de território, cultura, memória, tradição e economia da cultura na expectativa de contribuir para a compreensão das motivações e relações engendradas na (re)invenção dessas manifestações culturais no estado de Sergipe.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daniele Luciano Santos, Universidade Federal de Sergipe – UFS, São Cristóvão (SE), Brasil

É Graduada em Geografia pela Universidade Federal de Sergipe (UFS) e Mestre em Geografia pela Universidade Federal de Sergipe (UFS). Atualmente é Doutoranda em Geografia pela Universidade Federal de Sergipe (UFS).

 Endereço: Avenida Marechal Rondon Jardim s/n - Rosa Elze, São Cristóvão - SE, 49100-000.

Maria Augusta Mundim Vargas, Universidade Federal de Sergipe – UFS, São Cristóvão (SE), Brasil

É Graduada em Geografia pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Mestre em Geografia pela Universidade Federal de Sergipe (UFS) e Doutora em Geografia pela Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP). Atualmente é Professora do Programa de Pós-Graduação da Universidade Federal de Sergipe (UFS).

Endereço: Avenida Marechal Rondon Jardim s/n - Rosa Elze, São Cristóvão - SE, 49100-000.

Referências

AIRES, Francisco Jânio Filgueira. O "espetáculo do cabra-macho": um estudo sobre os vaqueiros nas vaquejadas no Rio Grande do Norte. 2008. 182 f. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social), Instituição de Ensino: Universidade Federal do Rio Grande Do Norte, Natal Biblioteca Depositária: BCZM - Biblioteca Central Zila Mamede, 2008.

ALMEIDA, Maria Geralda. Geografia Cultural – Um modo de ver. Goiânia: Gráfica UFG, 2018.

ALMEIDA, Maria Geralda. Uma leitura etnogeográfica do Brasil sertanejo. In: SERPA, Ângelo (Org.). Espaços Culturais: vivências, imaginações e representações. Salvador: EDUFBA, 2008. p.313-336.

ARANTES, Antônio Augusto. O que é Cultura Popular. 14. ed.. São Paulo. Editora Brasiliense, 1998.

BONNEMAISON, Joël. Viagem em torno do território. In: CORREA, Roberto L.; ROSENDAHL, Zeny. Geografia Cultural: um século (3). Rio de Janeiro: Eduerj, 2002. p. 83-132.

BURKE, Peter. Cultura popular na Idade Moderna. São Paulo: Companhia das Letras, 2010.

CLAVAL, Paul. Cultura, vida social e domínio do espaço. In: A Geografia Cultural. Florianópolis, Editora UFSC, 2007, pp.63-183.

CLAVAL, Paul. Festa Religiosa. Ateliê Geográfico, Goiânia, v.8, n.1, p.06-29, abr/2014.

CLAVAL, Paul. O território na transição da pós-modernidade. In: ALMEIDA, Maria Geralda de; ARRAIS, Tadeu Alencar. É Geografia É Paul Claval. Goiania: FUNAPE, 2013. pp. 122 -143.

COSTA, Ricardo Maciel Da. A Cavalgada do Santo Guerreiro: duas festas de São Jorge em São Gonçalo, Rio De Janeiro. 1997. 89 f. Dissertação (Mestrado em Antropologia), Instituição de Ensino: Universidade Federal Fluminense, Niterói Biblioteca Depositária: Biblioteca Central do Gragoatá/UFF, 1997.

FARIAS, Edson. Economia e cultura no circuito das festas populares brasileiras. Sociedade e Estado, [S./l.], v.20, n.3, p.647-688, 2005.

FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda. Miniaurélio Século XXI Escolar: o minidicionário da língua portuguesa. 4. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2001.

GEERTZ, Clifford. A Interpretação das culturas. São Paulo: LTC, 1989.

GIBSON, Chris. Cultural Economy: Achievements, Divergences, Future Prospects. Geographical Research. Institute of Australian Geographers, [S./l.], v. 50, n. 3, p. 282-290, Aug 2012.

HAESBAERT, Rogério. O mito da desterritorialização: do “fim dos territórios” à multiterritorialidades. 7. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2012.

HALBWACHS, M. Memória individual e memória coletiva. (Capítulo I) In: A Memória coletiva. São Paulo: Centauro, 2006.

HOBSBAWM, Eric; RANGER, Terence (org.). A invenção das tradições. São Paulo: Paz e Terra, 2008.

JAMESON, Fredric. Pós-Modernismo: a lógica cultural do capitalismo tardio. 2.ed. São Paulo: Ática, 1997.

LINS, Hoyêdo Nunes. Economia da Cultura e Ambiente Urbano: termos do debate e ensaio de análise sobre Florianópolis. Revista Paranaense de desenvolvimento, Curitiba: UFSC, v.1, n. 120, p. 225-250, jan/jun. 2011.

LISBOA, Camila Pereira. Renovando a Tradição: o caso da cavalhada mirim na comunidade de Morro Vermelho. 2014. 182 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia), Instituição de Ensino: Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte Biblioteca Depositária: fafich, 2014.

MACHADO, Rosi Marques. Da Indústria Cultural à Economia Criativa. ALCEU, [S./l.], v9, n.18, p. 83 – 95, Jan/Jun. 2009.

MADEIRA, Jean Michael Leandro. As Cavalhadas de Nova Lima: entre tradição, transformação e revitalização. 2017. 190 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais), Instituição de Ensino: Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Belo Horizonte Biblioteca Depositária: PUC Minas, 2017.

MENEZES, Sônia de Souza Mendonça. A força dos laços de proximidade na tradição e inovação no/do território sergipano das fabriquetas de queijos. 2009. 359 f. Tese (Doutorado em Geografia) – Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão: 2009.

MENEZES, Sônia de Souza Mendonça; ALMEIDA, Maria Geralda. Vaquejada: a pega de boi na Caatinga resiste no sertão sergipano. Revista Vivência, Natal, n. 34, p.181-193, 2008.

NUNES, Verônica Maria Meneses; SANTOS, Fabrícia de Oliveira. Cavalhada de Poço Redondo. In: CENDOP: História e memória na busca da preservação cultural. Aracaju: Bicen/UFS, 2001.

PEREIRA, Edimilson de Almeida; GOMES, Núbia Pereira de Magalhães. Flor do não esquecimento: cultura popular e processos de transformação. Belo Horizonte: Autêntica, 2002.

POLLAK, M. Memória, esquecimento, silêncio. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, vol. 2, n. 3, p. 3-15, 1989.

RAFFESTIN, Claude. Por uma Geografia do poder. São Paulo: Ática, 1993.

RATTS, Alecsandro J. P. A geografia entre as aldeias e os quilombos: territórios etnicamente diferenciados In: AlLMEIDA, Maria Geralda de; RATTS, Alecsandro J. P. Geografia: leituras culturais. Goiânia: Alternativa, 2003.p.29-48.

SANTOS, Daniele Luciano. As sócio-espacialidades e ressignificações das cavalgadas - Itaporanga d’Ajuda/SE. 2018. 136 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) – Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão: 2018.

SANTOS, Jose Adeilson Dos. “Um Boi Zepelim Enfeitiçado…”: trajetória de vida do vaqueiro Doutor de Vito” e as vaquejadas “pega-de-boi no mato” no sertão sergipano dos anos 1950. 2018. 143 f. Dissertação (Mestrado em História), Instituição de Ensino: Fundação Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão Biblioteca Depositária: Repositório Institucional da Universidade Federal de Sergipe (RIUFS), 2018.

SILVA, Cícero Nilton Moreira da; BEZERRA, Josué Alencar. Desenvolvimento e território: usos e coexistências entre o rural e o urbano interiorizado. In: SILVA, José Borzacchiello da; SILVA, Cícero Nilton Moreira da; DANTAS, Eustógio Wanderley Correia. Território. Fortaleza: Edições UFC, 2016.

SILVA, Gilnara Karla Nicolau Da. O espaço do consumo e o consumo do espaço no município de Macaíba-RN a partir das festas de vaquejada (1980-2012). 2013. 171 f. Dissertação (Mestrado em Geografia), Instituição de Ensino: Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal Biblioteca Depositária: Biblioteca Central Zila Mamede, 2013.

STEINGRABER, Ronivaldo. Economia da cultura e da criatividade: uma abordagem da indústria cinematográfica brasileira pelo capital social e cultural. Acta Scientiarum. Human and Social Sciences, Maringá: UEM: v. 35, n. 2, p. 175-187, July-Dec. 2013.

VARGAS, Maria Augusta Mundim; NEVES, Paulo Sergio da Costa. Inventario Cultural dos territórios de Sergipe e elaboração de um atlas da cultura sergipana. Relatório. Seplan/SE: Aracaju, 2009.

Downloads

Publicado

2022-06-01

Como Citar

SANTOS, D. L.; VARGAS, M. A. M. . (Re)invenções de tradições: apropriações políticas e econômicas nas cavalgadas, vaquejadas, pegas de boi e cavalhadas de Sergipe. Revista Cerrados, [S. l.], v. 20, n. 01, p. 255–278, 2022. DOI: 10.46551/rc24482692202211 . Disponível em: https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/cerrados/article/view/4890. Acesso em: 20 ago. 2022.