Repensando a formação docente a partir da troca de saberes entre professores na busca pela Geografia Sensível

Autores

DOI:

10.22238/rc2448269220191702193211

Palavras-chave:

Geografia Sensível. Formação de professores. Educação Visual.

Resumo

Neste estudo relacionado com o ensino de Geografia na escola básica, o principal objetivo é  explorar experiências em sala de aula cujos sentidos sejam definidos como relevantes para a aprendizagem junto ao contexto de vivência de educadores e educandos. Propomos uma reflexão sobre o ensino de Geografia, destacando aspectos centrais para realizar uma aprendizagem mais efetiva junto às dimensões do cotidiano. Inspirado pelas ideias de educação espacial de Kaercher e no estudo que relaciona imagens e Geografia de Oliveira Jr., nós definimos como Geografia Sensível o modo para aprender o espaço a partir da valorização do compartilhamento de nossas percepções. Desenvolvemos duas edições de um curso de formação para os professores com o objetivo de promover essa Geografia Sensível através da troca de saberes docentes entre educadores que trabalham em disciplinas de Geografia nas escolas públicas de São Leopoldo, cidade do sul do Brasil. Como conclusões é possível traçar três linhas principais: primeiro, a Geografia Sensível parece ser eficaz, uma vez que a partir das experiências docentes, se mostraram mais dinâmicas e interessantes as aulas em que se consideraram os entendimentos espaciais e as referências dos estudantes e dos professores como centrais em termos de conteúdos; segundo, o desempenho dos professores é muito exposto a problemas sociais, apesar disso, eles são muito capazes de trocar experiências de aprendizado de Geografia e com isso melhorar suas aulas; finalmente, as ferramentas tecnológicas são muito consideradas como expectativa para melhor refletir no ensino os aspectos de nossos espaços de vivência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Juliano da Costa Timmers, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil

Possui Graduação, Mestrado e Doutorado em Geografia, todos cursados pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Atualmente é Professor da rede municipal de Educação de São Leopoldo (RS).

Nestor André Kaercher, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil

Possui Graduação em Geografia e Mestrado em Educação, ambos cursados pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), e Doutorado em Geografia (Geografia Humana) pela Universidade de São Paulo (USP). Atualmente é Professor do Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Referências

BARTHES, Roland. Elementos de semiologia. São Paulo: Cultrix / USP, 1971.

CRAIA, Eladio. O virtual: destino da ontologia de Gilles Deleuze. Rev. Filos, Aurora: Curitiba. Vol. 21 n. 18. p 107-123, jan/jun, 2009. Disponível em <https://periodicos.pucpr.br/index.php/aurora/article/viewFile/1150/1075> Acessado em maio de 2019.

GOMES, Paulo Cesar da Costa. O lugar do olhar: elementos para uma geografia da visibilidade. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2013.

FREIRE, Paulo. Extensão ou comunicação? tradução de Rosisca Darcy de Oliveira. Prefácio de Jacques Chonchol 7ª ed. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1983.

________. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: 26° ed. Paz e Terra, 1996.

KAERCHER, Nestor André. Práticas geográficas paralerpensaromundo, converentendersarcom o outroeentenderscobrira si mesmo. IN:REGO, Nelson, CASTROGIOVANNI, Antonio Carlos e KAERCHER, Nestor André. (orgs.) Geografia: Práticas pedagógicas para o ensino médio. Porto Alegre: Artmed, 2007. p.15-33

KAERCHER, Nestor André. TONINI, Ivaine Maria. ARTESANIA, FELICIDADE, EMPATIA: ASSUNTOS NÃO GEOGRÁFICOSPARA O ESTAGIÁRIO DE GEOGRAFIA CONSTRUIR SUA IDENTIDADEDOCENTE. Em: Geographia Meridionalis - Revista Eletrônica do Programa dePós-Graduação em Geografia da Universidade Federal dePelotas. V. 3 n. 2, 2017. p. 251-273. Disponível em <http://periodicos.ufpel.edu.br/ojs2/index.php/Geographis/index> Acessado em julho de 2018.

LIPOVETSKY, G.; SERROY, J. A tela mundo. In: ___. A tela global: mídias culturais e cinema na era hipermoderna. Porto Alegre: Sulina, 2009. p.255-298.

LUKÁCS, G. Prolegômenos: para a ontologia do ser social. Obras de Georg Lukás, Volume 13. Maceió: Coletivo Veredas, 2018.

MASSEY, Doreen. For space. London: Sage publications, 2008.

MORIN, Edgar. Os sete saberes necessários a educação do futuro. 2 ed. São Paulo: Cortez, 2000.

OLIVEIRA JR. Wenceslao Machado de. Entrevista com o professor Wenceslao M. de Oliveira Junior [entrevista concedida em 2013] Entre-lugar, Dourados, MS, p. 113-122. Ano 4, n.7, 1 semestre 2013. Entrevistador: Claudio Benito O. Ferraz.

________. Grafar o espaço, educar os olhos. Rumo a geografias menores.Pro-Posições, Campinas, v. 20, n. 3 (60), p. 17-28, set./dez. 2009. Disponível em <http://www.scielo.br/pdf/pp/v20n3/v20n3a02.pdf> Acessado em maio de 2018.

REGO, Nelson. Geografia, educação, linguagem: elementos de uma reconstrução ontológica? Revista da Anpege, v. 5, 2009.

SANTOS, Milton. A natureza do espaço: técnica e tempo, razão e emoção. 4 ed. São Paulo: Editora da USP, 2012.

________. Por uma outra Globalização: do pensamento único à consciência universal. 26°ed. Rio de Janeiro: Record, 2017.

SARTRE, J. P. L’existentialisme est un humanisme. Paris: Nagel 1952. Texto base disponível em: Antologia de texto filosóficos. Curitiba: Secretaria Estadual de Educação do Paraná, 2009. p. 616-639.

SOUZA, Jessé. A construção social da subcidadania: para uma sociologia política da modernidade periférica. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 1° reimpressão 2006.

Downloads

Publicado

2019-10-29

Como Citar

TIMMERS, Juliano da Costa; KAERCHER, Nestor André. Repensando a formação docente a partir da troca de saberes entre professores na busca pela Geografia Sensível. Revista Cerrados, [s. l.], v. 17, n. 02, p. 193–211, 2019. DOI: 10.22238/rc2448269220191702193211. Disponível em: https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/cerrados/article/view/115. Acesso em: 24 jul. 2024.