EPIDEMIOLOGIA DOS PACIENTES COM HIV/AIDS ATENDIDOS EM UM CENTRO DE REFERÊNCIA EM DOENÇAS INFECCIOSAS

Autores

  • Samuel da Silva Gomes Universidade Estadual de Montes Claros - Unimontes
  • Letícia de Melo Mota Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - FMRP-USP

DOI:

https://doi.org/10.46551/ruc.v23n2a10

Resumo

A infecção pelo vírus HIV e sua forma sindrômica manifestada na AIDS são um grave problema de saúde pública, que afeta populações em diferentes estratos sociais, com manifestações clínicas e sistêmicas inversamente proporcionais à contagem de Linfócitos T CD4+. Objetivo: Avaliar dados epidemiológicos em um centro de referência para tratamento de paciente vivendo com HIV/AIDS. Método: Trata-se de um estudo descritivo retrospectivo, baseado na coleta de dados feita através da revisão dos prontuários dos pacientes ativos, em seguimento ambulatorial regular, sobre a população de portadores de HIV/AIDS atendidos em um centro de referência em Montes Claros – MG. Resultados: Verificou-se, do total de pacientes avaliados que, quanto à terapia antirretroviral (TARV), 94,2% estava em uso de TARV; que 66% dos pacientes possuíam carga viral indetectável e que as doenças oportunistas apresentadas por portadores de HIV/AIDS foram documentadas em 158 pacientes (51% do total de pacientes), sendo a pneumocistose a condição mais prevalente. Conclusão: A taxa de pacientes sem TARV alerta para uma revisão desses no intuito de iniciar a introdução de terapia antirretroviral o mais precoce possível, bem como identificar os
esquemas antirretrovirais utilizados e adequá-los de acordo com as novas recomendações.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Samuel da Silva Gomes, Universidade Estadual de Montes Claros - Unimontes

Médico pela Universidade Estadual de Montes Claros (UNIMONTES). Montes Claros/MG-Brasil.

Letícia de Melo Mota, Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - FMRP-USP

Médica pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU) – Uberlândia/MG - Brasil. Doutorado em Clínica Médica pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP-USP) – Ribeirão Preto/SP - Brasil.

Referências

BRITO, Ana Maria de et al. AIDS e infecção pelo HIV no Brasil: uma epidemia multifacetada. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical [online]. 2001, v. 34, n. 2 [Acessado 1 Setembro 2021] , pp. 207-217.

VERAS, Renato Peixoto et al. Epidemiologia: contextos e pluralidade [online]. Rio de Janeiro: Editora FIOCRUZ. 1998;4:172p.

FAGUNDES, Vinicius Henrique Veraldo et al. Infecções Oportunistas em indivíduos com infecção pelo HIV e relação com uso de terapia antirretroviral. Acta Scientiarum Health Sciences. 2010;32(2):141-5.

ARAÚJO, Vera Lúcia Borges de et al. Características da Aids na terceira idade em um hospital de referência do Estado do Ceará, Brasil. Revista Brasileira de Epidemiologia [online]. 2007, v. 10, n. 4 [Acessado 1 Setembro 2021] , pp. 544-554.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretária de Vigilância Saúde. Programa Nacional de DST e AIDS. Boletim Epidemiológico - AIDS e DST.2013;2.

BRUNELLO, Maria Eugênia Firmino et al. Áreas de vulnerabilidade para co-infecção HIV-aids/TB em Ribeirão Preto, SP. Revista de Saúde Pública [online]. 2011, v. 45, n. 3 [Acessado 1 Setembro 2021] , pp. 556-563.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Programa Nacional de DST e Aids. Critérios de definição de casos de aids em adultos e crianças./ Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde, Programa Nacional de DST e Aids. Brasília :

Ministério da Saúde, 2003.

PIERRE, Flávia Meneguetti, LAURENTI, Ruy. HIV/AIDS: Perfil epidemiológico de adultos internados em hospital universitário. Cienc Cuid Saude. 2012; 11: 144-152.

RODRIGUES NETO, João Felício et al. Perfil de adultos infectados pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV) em ambulatório de referência em doenças sexualmente transmissíveis no norte de Minas Gerais. Rev. Med. Minas Gerais. 2010;20(1):22-29.

SCHUELTER-TREVISOL, Fabiana et al . Perfil epidemiológico dos pacientes com HIV atendidos no sul do Estado de Santa Catarina, Brasil, em 2010. Epidemiol. Serv. Saúde, Brasília , v. 22, n. 1, p. 87-94, mar. 2013 .

PEREIRA, João Alves et al. Infecção pelo hiv e aids em município do norte de Minas Gerais. Rev. APS. 2011;14(1).

BLAIR, Janet et al. Clinical and behavioral characteristics of adults receiving medical care for HIV infection - Medical 243 Monitoring Project, United States, 2007. MMWR Surveill Summ. 2011; 60(11):1-20.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais. Protocolo clinico e diretrizes terapêuticas para manejo da infecção pelo HIV em adultos. Brasília. 2013.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais. Adesão ao tratamento antirretroviral no Brasil: coletânea de estudos do Projeto Atar: Projeto Atar / Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância em

Saúde, Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais. – Brasília: Ministério da Saúde, 2010.

CARVALHO, Flávia Helena Pontes de et al. Co-infecção por HIV/HCV em hospital universitário de Recife, Brasil. Revista de Saúde Pública [online]. 2009, v. 43, n. 1 [Acessado 1 Setembro 2021] , pp. 133-139.16.

FARIAS, Norma et al . Coinfecção pelos vírus das hepatites B ou C e da imunodeficiência adquirida: estudo exploratório no Estado de São Paulo, Brasil, 2007 a 2010. Epidemiol. Serv. Saúde, Brasília , v. 21, n. 3, p. 475-486, set. 2012 .

PINTO, Agnes Caroline et al. Compreensão da pandemia da AIDS nos últimos 25 Anos. DST – J Bras Doenças Sex Transm. 2007;19(1):45-50.

SINGH, Sarman. Changing trends in the epidemiology, clinical presentation, and diagnosis of Leishmania–HIV co-infection in India, International Journal of Infectious Diseases. 2004. Volume 29.103-112.

BAUTISTA-AMOROCHO, Henry et al. Epidemiology, Risk Factors and Genotypes of HBV in HIV-Infected Patients in the Northeast Region of Colombia: High Prevalence of Occult Hepatitis B and F3 Subgenotype Dominance. Blackard J, ed. PLoS ONE. Dez.

SOUSA-GOMES, Marcia Leite de et al . Coinfecção Leishmania-HIV no Brasil: aspectos epidemiológicos, clínicos e laboratoriais. Epidemiol. Serv. Saúde, Brasília , v. 20, n. 4, p. 519-526, dez. 2011 .

XAVIER, Graciela Augusto et al. Evaluation of seroepidemiological toxoplasmosis in HIV/AIDS patients in the south of Brazil. Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo [online]. 2013, v. 55, n. 1 [Accessed 1 September 2021] , pp. 25-30.

Downloads

Publicado

2021-11-09

Como Citar

GOMES, S. da S.; MOTA, L. de M. EPIDEMIOLOGIA DOS PACIENTES COM HIV/AIDS ATENDIDOS EM UM CENTRO DE REFERÊNCIA EM DOENÇAS INFECCIOSAS. Revista Unimontes Científica, [S. l.], v. 23, n. 2, p. 01–14, 2021. DOI: 10.46551/ruc.v23n2a10. Disponível em: https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/unicientifica/article/view/4717. Acesso em: 8 dez. 2021.

Edição

Seção

Artigos Originais - Dossiê Doenças Infecciosas e Parasitárias