MONTES CLAROS ANOS 50: ENTRE A ESPERANÇA E A FRUSTRAÇÃO

Autores

  • Laurindo Mékie Pereira

Palavras-chave:

Desenvolvimentismo, coronelismo, industrialização, relações políticas

Resumo

Este artigo analisa as relações sociais e as práticas políticas predominantes em Montes Claros na década de 1950 dentro do contexto das políticas de desenvolvimento levadas a efeito pelos Governos Estadual e Federal. Enquanto em âmbito nacional o governo divulgava a imagem de um país industrializado e moderno, no interior do país permaneciam estruturas econômicas e políticas “atrasadas”. Apesar disso, não havia conflitos entre uma dimensão e outra. Em Montes Claros, coronelismo e desenvolvimentismo coexistiram de forma harmônica e complementar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ABREU, M. de P. (org.) A ordem do progresso. Cem anos de política econômica republicana 1889-1989. Rio de Janeiro: Campus, 1990.
CARONE, E. A República Velha. ( Instituições e Classes Sociais ). São Paulo: Difel, 1972.
CARVALHO, J. M. de. Pontos e Bordados, escritos de história e política. Belo Horizonte: UFMG, 1999.
DINIZ, C. Campolina. Estado e Capital Estrangeiro na Industrialização Mineira. Belo Horizonte: UFMG/PROED, 1981.
DULCI, O. S. Política e Recuperação Econômica em Minas Gerais. Belo Horizonte, UFMG, 1999.
FAORO, R. Os Donos do Poder. Formação do Patronato Político Brasileiro. São Paulo: Globo, 2000. Vol. I e II.
FORTUNATO, M. L.. O coronelismo e a imagem do coronel: de símbolo a simulacro do poder local. Capinas: UNICAMP, 2000. (Tese de Doutorado).
GUALBERTO, J. A Invenção do Coronel. Vitória: Universidade Federal do Espírito Santo, 1995.
HOBSBAWM, E. e RANGER, T. (org.). A Invenção das Tradições. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1984.
HOBSBAWM, E. Era dos Extremos – 1914-1991: o breve século XX. São Paulo: Cia das Letras, 199
JANOTTI, M. de L. M. Coronelismo: uma política de compromissos. São Paulo: Brasiliense, 1981.
LEAL, V. N. Coronelismo, enxada e voto. São Paulo: Alfa-Ômega, 1978.
LESSA, C. 15 anos de política econômica. São Paulo: Brasiliense, 1983.
LEOLPDI, M. A . P. “Crescendo em meio à incerteza: a política econômica do governo JK (1956-60). In: GOMES, Ângela de Castro. O Brasil de JK. Rio de Janeiro: FGV/CPDOC, 1991.
OLIVEIRA, E. A . F de. Nova Cidade, Velha Política - um estudo de poder sobre Montes Claros - MG. Recife: UFPE, 1994. (Dissertação de Mestrado).
OLIVEIRA, M. F. M. O processo de desenvolvimento de Montes Claros (MG) sob a orientação da SUDENE (1960-1980).São Paulo: USP, 1996. (Dissertação de Mestrado).
QUEIROZ, M. I. P. “O coronelismo numa interpretação sociológica.” In: FAUSTO, Bóris ( dir.). História Geral da Civilização Brasileira. O Brasil Republicano – Estrutura de poder e economia ( 1889-1930 ). São Paulo, Difel, 1975. T. III, V.1, p. 153-190.
__________________. O Mandonismo local na vida política brasileira. São Paulo: Instituto de Estudos Brasileiros, 1969.
RODRIGUES, L. Investimento agrícola e o grande Projeto Jaíba - uma interpretação: 1970-1996.São Paulo: USP, 1998. (Tese de Doutorado).

Downloads

Publicado

2020-04-24

Como Citar

MÉKIE PEREIRA, L. . MONTES CLAROS ANOS 50: ENTRE A ESPERANÇA E A FRUSTRAÇÃO. Revista Unimontes Científica, [S. l.], v. 1, n. 1, p. 1–11, 2020. Disponível em: https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/unicientifica/article/view/2148. Acesso em: 6 out. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)