As ENTIDADES REPRESENTATIVAS ENQUANTO ESTRATÉGIAS POLÍTICO-ORGANIZATIVAS DOS ASSISTENTES SOCIAIS – UM RESGATE HISTÓRICO

Autores

  • Luciana Gonçalves Pereira de Paula Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN

Palavras-chave:

Serviço Social. Assistente Social. Organização política. Estratégias.

Resumo

Esse artigo tem por objetivo apresentar a história de constituição das três principais entidades representativas dos/as assistentes sociais (e estudantes de Serviço Social), as quais sejam: Associação Brasileira de Ensino e Pesquisa em Serviço Social – ABEPSS, Conselho Federal de Serviço Social – CFESS (juntamente com os Conselhos Regionais de Serviço Social) e Executiva Nacional de Estudantes de Serviço Social – ENESSO. O presente estudo consiste em uma revisão de literatura, utilizando como metodologia o levantamento bibliográfico. Considerando a existência de vários projetos profissionais em disputa no campo do Serviço Social, os espaços dessas entidades representativas são estrategicamente disputados e ocupados. Eles representam lugar de defesa e disseminação de valores, princípios e diretrizes que tem incidência, não apenas junto à categoria profissional dos/as assistentes sociais, mas perante o conjunto da sociedade. Por isso, faz-se necessário que nossa categoria profissional conheça a trajetória de lutas que permitiu a consolidação desses espaços e os fortaleça, ampliando cada vez mais o seu envolvimento e a sua participação nessas esferas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luciana Gonçalves Pereira de Paula, Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN

Mestrado em Serviço Social pela UFRN.

Downloads

Publicado

2020-01-15

Como Citar

Gonçalves Pereira de Paula, L. (2020). As ENTIDADES REPRESENTATIVAS ENQUANTO ESTRATÉGIAS POLÍTICO-ORGANIZATIVAS DOS ASSISTENTES SOCIAIS – UM RESGATE HISTÓRICO. Revista Serviço Social Em Perspectiva, 2(1), 390–434. Recuperado de https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/sesoperspectiva/article/view/377