O SURGIMENTO DO SERVIÇO SOCIAL NA SOCIEDADE CAPITALISTA

REFLEXÕES SOBRE A INSERÇÃO DA/O ASSISTENTE SOCIAL NA ÁREA DA SAÚDE

Autores

  • Cleverton Alves de Souza Universidade Federal de Sergipe

DOI:

https://doi.org/10.46551/rssp.202111

Palavras-chave:

Serviço Social. Capitalismo. Assistente Social. Saúde.

Resumo

Este artigo objetiva fazer algumas reflexões sobre a emergência do Serviço Social na sociedade capitalista, com ênfase na inserção das/os assistentes sociais na área da saúde. A partir de discussões teóricas de autores que estudam a temática são elencados elementos históricos e conjunturais sobre o modo de produção capitalista, para compreender o reconhecimento da questão social por parte do Estado e a necessidade de   profissionais, entre eles as/os assistentes sociais, para a execução de serviços e políticas sociais, a exemplo da saúde, que atenuassem possíveis conflitos oriundos da relação capital x trabalho. Nesse processo, é traçado um panorama da origem do Serviço Social e feitas algumas sinalizações sobre a inclusão da/o assistente social na saúde, com indicações sobre essas questões na contemporaneidade, considerando-se a crise sanitária atualmente vivenciada no Brasil e no mundo. Assim, em um tempo tão adverso e no qual há cada vez mais a  exacerbação da lucratividade, o Estado como aliado do grande capital produtivo e financeiro e o desmonte de direitos e políticas sociais, é fundamental refletir sobre a saúde enquanto direito de todos e dever do Estado e a inserção do assistente social, trabalhador da saúde, nesse contexto.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BRASIL. Ministério da Saúde. Boletim Cofin 2020/08/19 (dados até 16 e 18/08/2020) Comissão de Orçamento e Financiamento (CNS). Brasília, DF: Ministério da Saúde, Conselho Nacional da Saúde, 2020. Disponível em: https://conselho.saude.gov.br/images/comissoes/cofin/boletim/Boletim_2020_0819_T1_2_3_G1_ate_16e18_RB-FF-CO.pdf. Acesso em: 23 ago. 2020.

BERTOLIZZI, M.R; GRECO, R.M. As políticas de saúde no Brasil: reconstrução histórica e perspectivas atuais. Revista da Escola de Enfermagem da USP, São Paulo, v.3, n.3, p.380-398, 1996.

BRAVO, M. S.I. Política de saúde no Brasil. In: MOTA, A. Elisabete et al (Org). Serviço Social e Saúde: formação e trabalho profissional. 2.ed. São Paulo: OAPS, OMS, Ministério da Saúde, 2007, p. 88-110.

BRAVO, M.I.S. Saúde e serviço social no capitalismo: fundamentos sócio-históricos. 1. ed. São Paulo: Cortez, 2013.

BRAVO, M.IS; MATOS, M.C. de. Projeto ético-político do Serviço Social e sua relação com a reforma sanitária: Elementos para o debate. In: MOTA, A. E. et al (org.). Serviço social e saúde: formação e trabalho profissional. 4. ed. São Paulo: Cortez; Brasília: OPAS; OMS; Ministério da Saúde, 2007. p. 197-241.

BRAVO, M. I. S.; PELAEZ, E. J.; MENEZES, J. S. B. de A Saúde nos governos Temer e Bolsonaro: Lutas e resistências. SER Social, Brasília, v. 22, n. 46, p. 191-209, jan-jun. 2020. Disponível em: DOI: 10.26512/ser_social.v22i46.25630. Acesso em 14 ago. 2020.

CONSELHO FEDERAL DE SERVIÇO SOCIAL (Brasil). Parâmetros para Atuação de Assistentes Sociais na Polí¬tica de Saúde. Brasília, DF: CFESS, 2010.

COUTINHO, C.N. Cultura e Sociedade no Brasil: ensaios sobre ideias e formas. 4.ª d. Rio de Janeiro: Expressão popular, 2011.

GUERRA, Y. Consolidar avanços, superar limites e enfrentar desafios: os fundamentos de uma formação crítica. In: GUERRA, Y. et. al. (org.). Serviço Social e seus fundamentos: conhecimento e crítica. Campina. Papel Social, 2018. p. 25-46.

IAMAMOTO, M. V. As dimensões ético-políticas e teórico-metodológicas no Serviço Social contemporâneo. In: MOTA, A. E. et al (org.). Serviço social e saúde: formação e trabalho profissional. 4. ed. São Paulo: Cortez; Brasília: OPAS; OMS; Ministério da Saúde, 2007. p. 161-196.

IAMAMOTO, M. V., CARVALHO, R. de. Relações Sociais e Serviço Social no Brasil: esboço de uma interpretação histórico-metodológica. 19 ed. São Paulo: Cortez, 2006.

JESUS, D. S. S. de; ARANHA, M.L.M. Mudança e permanência: Uma análise sobre o processo de feminização do Serviço Social. In: SANTOS, V.N.; GONÇALVES, M.C.V. (org.). Exercício profissional e formação em Serviço Social numa conjuntura adversa. São Cristóvão, SE: Editora UFS, 2020. p. 29-49.

LOPES, J. B. 50 anos do Movimento de Reconceituação do Serviço Social na América Latina: a construção da alternativa crítica e a resistência contra o atual avanço do conservadorismo. Revista de Políticas Públicas. São Luís, v. 20, n.1, p 237-252, jan./jun. 2016. Disponível em: http://dx.doi.org/10.18764/2178-2865.v20n1p237-252. Acesso em 01 ago. 2020.

MONTAÑO, C. A Natureza do Serviço Social. São Paulo: Cortez, 2007.

NETTO, J. P.; BRAZ, M. Economia política: uma introdução crítica. São Paulo: Cortez, 2007.

NETTO, J. P. As condições históricos-sociais da emergência do Serviço Social. In: NETTO, J.P. Capitalismo Monopolista e Serviço Social. São Paulo: Cortez, 1992.p. 13-77.

NETTO, J.P. Ditadura e Serviço Social: uma análise do Serviço Social no Brasil pós-64. 2ª ed. São Paulo: Cortez, 1994.

RAMOS, A.; FORTI, V. Contribuições à discussão do trabalho do assistente social na área da saúde: projeto profissional crítico e algumas demandas recorrentes. In: RAMOS, A; SILVA; L.B; PAULA; L. G. P (org.). Serviço social e política de saúde: ensaios sobre trabalho e formação. Rio de Janeiro: Lumen Juris, 2018. p. 83-106.

SANTOS, E.; ARAÚJO, N.M.S. Traços históricos da saúde no Brasil e sua configuração na contemporaneidade. In: SANTOS, J.S. et al (org.). Políticas públicas brasileiras: reflexões e práticas. São Cristóvão, SE: Editora UFS, 2016.p.13-44.

TEIXEIRA; M.J.O. Determinantes sociais da saúde: o Serviço Social no debate contemporâneo. In: RAMOS, A; SILVA, L.B; PAULA, L. G. P (org.). Serviço social e política de saúde: ensaios sobre trabalho e formação. Rio de Janeiro: Lumen Juris, 2018. p. 47- 66.

YAZBEK; M. C.; RAICHELIS; R.; SANT’ANA; R. Questão social, trabalho e crise em tempos de pandemia. Serviço Social e Sociedade. São Paulo, n.138, p. 207-213, maio/ago. 2020. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/0101-6628.209. Acesso em 20 de ago. 2020.

Downloads

Publicado

2021-01-16

Como Citar

Alves de Souza, C. (2021). O SURGIMENTO DO SERVIÇO SOCIAL NA SOCIEDADE CAPITALISTA: REFLEXÕES SOBRE A INSERÇÃO DA/O ASSISTENTE SOCIAL NA ÁREA DA SAÚDE . Serviço Social Em Perspectiva, 5(1), 161-178. https://doi.org/10.46551/rssp.202111

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)