NURSING ACTIVITIES SCORE COMO INSTRUMENTO GERENCIAL EM UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA NEONATAL

Autores

DOI:

https://doi.org/10.46551/rnm23173092202090209

Palavras-chave:

Dimensionamento de pessoal, Carga de trabalho, Enfermagem neonatal, Unidades de terapia intensiva neonatal

Resumo

Objetivo: Analisar o uso do Nursing Activities Score como instrumento gerencial frente ao dimensionamento de pessoal de enfermagem em uma Unidade de Terapia Intensiva Neonatal. Método: Trata-se de um estudo transversal, quantitativo, desenvolvido em uma Unidade de Terapia Intensiva Neonatal no período de um ano. Foram realizadas estatísticas descritivas e estimados intervalos de confiança para os índices calculados, considerando p<0,05. Resultados: A amostra constituiu-se de 349 recém-nascidos. O Nursing Activities Score foi aplicado 3.703 vezes, revelando a carga de trabalho da equipe de enfermagem (774,4 pontos). O dimensionamento de pessoal calculado a partir do Nursing Activities Score apresentou-se acima do real e entre os valores preconizados pela legislação brasileira atual. Conclusão: O estudo permitiu concluir que o Nursing Activities Score é um instrumento válido e capaz de estimar a carga de trabalho da equipe de enfermagem bem como nortear o dimensionamento de pessoal em Unidade de Terapia Intensiva Neonatal.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Clarita Terra Rodrigues Serafim, Faculdade Galileu, Botucatu, SP, BR

Enfermeira pela Universidade Estadual Paulista “Julio de Mesquita Filho”, Mestre e Doutora em enfermagem pela mesma instituição. Atualmente docente da Faculdade Galileu (Botucatu/SP) e Faculdade Gran Tietê (Barra Bonita/SP).

Gabrielle Maria Rodrigues, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, SP, BR

Enfermeira pela Universidade Estadual Paulista “Julio de Mesquita Filho” (UNESP), atualmente residente de enfermagem no programa de "Enfermagem Obstétrica" da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP).

Raquel Rondina Pupo da Silveira, Universidade Estadual Paulista “Julio de Mesquita Filho”, Botucatu, SP, BR

Graduanda em Enfermagem pela Universidade Estadual Paulista “Julio de Mesquita Filho”

Meire Cristina Novelli e Castro, Universidade Estadual Paulista “Julio de Mesquita Filho”, Botucatu, SP, BR

Doutora em Enfermagem pela Universidade Estadual Paulista “Julio de Mesquita Filho”, Atualmente Enfermeira do Departamento de Enfermagem da Universidade Estadual Paulista “Julio de Mesquita Filho”, Botucatu, SP, BR. 

Magda Cristina Queiroz Dell’Acqua, Universidade Estadual Paulista “Julio de Mesquita Filho”, Botucatu, SP, BR

Doutora em Enfermagem pela Universidade Estadual Paulista “Julio de Mesquita Filho”, Docente da Universidade Estadual Paulista “Julio de Mesquita Filho”, Botucatu, SP, BR.

Silvana Andrea Molina Lima, Universidade Estadual Paulista “Julio de Mesquita Filho”, Botucatu, SP, BR

Livre Docente em Enfermagem pela Universidade Estadual Paulista “Julio de Mesquita Filho”, atualmente Professora Associada do Departamento de Enfermagem da Universidade Estadual Paulista “Julio de Mesquita Filho”, Botucatu, SP, BR.

Referências

Oliveira AC, Garcia PC, Nogueira LS. Nursing workload and occurrence of adverse events in intensive care: a systematic review. Rev Esc Enferm USP. 2016;50(4):679-689. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0080-623420160000500020

Tubbs-Cooley HL, Mara CA, Carle AC, Mark BA, Pickler RH. Association of Nurse Workload With Missed Nursing Care in the Neonatal Intensive Care Unit. JAMA Pediatr. 2019;173(1):44–51. DOI: http://dx.doi.org/10.1001/jamapediatrics.2018.3619

Conselho Federal de Enfermagem (COFEN) (BR). Resolução COFEN Nº 189/1996, de 25 de março de 1996 (BR). Estabelece parâmetros para dimensionamento do quadro de profissionais de enfermagem nas instituições de saúde. Brasília (DF): Conselho Federal de Enfermagem (COFEN) [Internet]; 1996 [cited 2019 set 31]. Available from: http:// www.cofen.gov.br/resoluo-cofen-1891996-revogada-pela-resoluocofen-2932004_4249.html.

Conselho Federal de Enfermagem (COFEN) (BR). Resolução COFEN Nº 293/2004, de 21 de setembro de 2004. Fixa e estabelece parâmetros para dimensionamento do quadro de profissionais de enfermagem nas unidades assistenciais das instituições de saúde e assemelhados. Brasília (DF): Conselho Federal de Enfermagem (COFEN) [Internet]; 2004 [cited 2019 Sep 31]. Available from: http://www.cofen.gov.br/ resoluo-cofen-2932004_4329.html.

Conselho Federal de Enfermagem (COFEN) (BR). Resolução COFEN Nº 527/2016, de 03 de novembro de 2016. Atualiza e estabelece parâmetros para o Dimensionamento do Quadro de Profissionais de Enfermagem nos serviços/locais em que são realizadas atividades de enfermagem. Brasília (DF): Conselho Federal de Enfermagem (COFEN) [Internet]; 2016 [cited 2019 Sep 31]. Available from: http:// www.cofen.gov.br/resolucao-cofen-no-05272016_46348.html.

Conselho Federal de Enfermagem (COFEN) (BR). Resolução COFEN Nº 543/2017, de 18 de abril de 2017. Atualiza e estabelece parâmetros para o Dimensionamento do Quadro de Profissionais de Enfermagem nos serviços/locais em que são realizadas atividades de enfermagem. Brasília (DF): Conselho Federal de Enfermagem (COFEN) [Internet]; 2017 [cited 2019 Sep 31]. Available from: http://www.cofen.gov.br/ resolucao-cofen-5432017_51440.html.

Curan GRF, Beraldo A, Souza SNDH, Rossetto EG. Dimensionamento de pessoal de unidades neonatais em um hospital universitário. Semina: Ciências Biológicas e da Saúde. 2015;36(1):55-62. DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0367.2015v36n1Suplp55.

Ministério da Saúde (BR). Portaria Nº 930, de 10 de maio de 2012. Define as diretrizes e objetivos para a organização da atenção integral e humanizada ao recém-nascido grave ou potencialmente grave e os critérios de classificação e habilitação de leitos de Unidade Neonatal no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). Brasília (DF); 2012. [cited 2019 set 31] Available from: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2012/prt0930 _10_05_2012.html.

Nunes BK, Toma, E. Assessment of a neonatal unit nursing staff: application of the Nursing Activities Score. Rev Latino-Americana de Enfermagem [Internet]. 2013; 21(1):1-8 DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0104-11692013000100009

Trettene AS, Fontes CMB, Razera APR, Prado PC, Bom GC, von Kostrisch LM. Dimensionamento de pessoal de enfermagem referente à promoção do autocuidado em unidade de terapia semi-intensiva pediátrica. Rev. bras. ter. intensiva [Internet]. 2017;29(2):171-179. DOI: https://doi.org/10.5935/0103-507x.20170027.

Miranda DR, Raoul N, Rijk A, Schaufeli W, Iapichino G. Nursing Activities Score. Crit Care Med. 2003;31(2):374-82. 7.

Queijo AF, Padilha KG. Nursing Activities Score (NAS): cross cultural adaptation and validation to portuguese language. Rev Esc Enferm USP [Internet]. 2009 [cited 2018 Oct 01];43(Esp):1001-8. Available from: http://www.scielo.br/pdf/reeusp/v43nspe/ a04v43ns.pdf

Bochembuzio L. Avaliação do instrumento Nursing Activities Score em Neonatologia (NAS). [tese]. Curso de Enfermagem: Universidade de São Paulo, São Paulo; 2007.

Stafseth SK, Tonnessen TI, Fagerström L. Association between patient classification systems and nurse staffing costs in intensive care units: An exploratory study, Intensive and Critical Care Nursing. 2018;45:78-84. DOI: https://doi.org/10.1016/j.iccn.2018.01.007.

Fugulin FMT, Lima AFC, Castilho V, Bochembuzio L, Costa JA, Castro L, et. al. Cost of nursing staffing adequacy in a neonatal unit. Rev Esc Enferm USP. 2011;45(Esp):1582-8. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0080-62342011000700007

Padilha KG, Stafseth S, Solms D, Hoogendoom M, Monge FJC, Gomaa OH et al . Nursing Activities Score: an updated guideline for its application in the Intensive Care Unit. Rev. esc. enferm. USP. 2015;49(n.esp):131-137. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0080-623420150000700019.

Grebinski ATKG, Biederman FA, Berte C, Barreto GMS, Oliveira JLC, Santos EB. Carga de trabalho e dimensionamento de pessoal de enfermagem em Terapia Intensiva Neonatal. Enferm. Foco 2019;10(1):24-28. DOI: https://doi.org/10.21675/2357-707X.2019.v10.n1.1468

McHugh MD, Rochman MF, Sloane DM, Berg RA, Mancini ME, Nadkarni VM, et. al. Better Nurse Staffing and Nurse Work Environments Associated With Increased Survival of In-Hospital Cardiac Arrest Patients. Med Care [internet]. 2016 [cited 2019 out 11];54(1): 74–80. Available from: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4841621/pdf/nihms745619.pdf.

Quadros DV, Magalhães AMM, Mantovani VM, Rosa DS, Echer IC. Analysis of managerial and healthcare indicators after nursing personnel upsizing. Rev Bras Enferm. 2016;69(4):638-43. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/0034-7167.2016690410i

Souza VS, Inoue KC, Oliveira JLC, Magalhães AMM, Martins EAP, Matsuda LM. Dimensionamento do pessoal de Enfermagem na terapia intensiva adulto. REME – Rev Min Enferm. 2018;22:e-1121. DOI: http://www.dx.doi.org/10.5935/1415-2762.20180056

Pedro DRC, Silva FKT, Schran LS, Faller TT, Oliveira JLC5, Tonini NS. Sizing of nursing staff of a pediatric clinic at a university hospital. Rev Enferm UFPI. 2017; Jul-Sep;6(3):4-10. DOI: https://doi.org/10.26694/reufpi.v6i3.5997

Silva LC da, Oliveira DAL, Santos ABR, Barbosa LMS, Araújo LG, Barboza MTV, et. al. Personel dimensioning and its interference in the quality of care. Rev enferm UFPE on line. 2019; 13(1):491-8. DOI: https://doi.org/10.5205/1981-8963-v13i02a236551p491-498-2019

Hall LH, Johnson J, Watt I, Tsipa A, O'Connor DB. Healthcare Staff Wellbeing, Burnout, and Patient Safety: A Systematic Review. PLoS One. 2016;11(7):e0159015. DOI: 10.1371/journal.pone.0159015.

Costa DG, Moura GMSS, Moraes MG, Santos JLG, Magalhães AMM. Satisfaction attributes related to safety and quality perceived in the experience of hospitalized patients. Rev Gaúcha Enferm. 2020;41(esp):e20190152. DOI: https://doi.org/10.1590/1983-1447.2020.20190152

Elsous A., Akbari Sari A, AlJeesh Y, Radwan M. Nursing perceptions of patient safety climate in the Gaza Strip, Palestine. International Nursing Review 2017;64:446– 454. DOI: https://doi.org/10.1111/inr.12351

Publicado

2021-03-05

Como Citar

Terra Rodrigues Serafim, C., Rodrigues, G. M. ., Rondina Pupo da Silveira, R., Novelli e Castro, M. C. ., Queiroz Dell’Acqua, M. C. ., & Molina Lima, S. A. (2021). NURSING ACTIVITIES SCORE COMO INSTRUMENTO GERENCIAL EM UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA NEONATAL. Revista Renome, 9(2), 90–97. https://doi.org/10.46551/rnm23173092202090209