Fatores associados à ocorrência de infecção hospitalar em idosos: uma revisão integrativa

Autores

  • Fernanda Marques da Costa Doutoranda em Ciências da Saúde pela Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES.
  • Renata Silva Nunes Graduada em Enfermagem pela UNIMONTES.
  • Jaciara Aparecida Dias Santos Graduanda em Medicina pela UNIMONTES.
  • Jair Almeida Carneiro Mestrado em Ciências da Saúde pela UNIMONTES, Faculdades Integradas Pitágoras de Montes Claros - FIPMoc.

Palavras-chave:

Infecção Hospitalar, Idosos, Infecção

Resumo

Objetivou-se conhecer e caracterizar a produção literária acerca dos fatores associados à ocorrência de infecção em idosos hospitalizados. Utilizou-se publicações indexadas nas bases de dados LILACS e SciELO no período de 2000 a 2013. Realizou-se uma revisão integrativa com a seleção de treze artigos: sendo que seis foram do SciELO e sete publicações da LILACS. Observou-se que dos 13estudos identificados, 5 foram realizados em hospital universitário, 4 em hospital geral, 3 em banco de dados da literatura científica, 1 em instituição de longa permanência, já com relação aos fatores associados, os principais foram a realização de procedimentos invasivos e presença decomorbidades. Assim, o presente estudo permitiu correlacionar a realização de procedimentos invasivos como principal causa de infecção em idosos internados. Recomenda-se a realização de novas pesquisas sobre o assunto de forma a contribuir para o desenvolvimento técnico-científico na atenção gerontológica com vistas a evitar e controlar a infecção hospitalar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

1. Gaspar MDR, Busato CR, Severo E. Prevalência de infecções hospitalares em um hospital geral de alta complexidade no município de Ponta Grossa. Acta Scientiarum. 2012;34(1):23-29.
2. Padrão MC, Monteiro ML, Maciel NR, Viana FFCF, Freitas NA. Prevalência de infecções hospitalares em unidade de terapia intensiva. RevBrasClin Med. 2010;8(2):125-8.
3. BarrosV F de, Menezes J E de. Análise estatística do risco de morte por infecção hospitalar em Goiânia. Rev Elet em Gestão, Educação e Tecnologia Ambiental. 2012;8(8):1581-1590.
4. Abegg PTGM, Silva LL.Controle de infecção hospitalar em unidade de terapia intensiva: estudo retrospectivo. Semina: Ciências Biológicas e da Saúde. 2011;32(1):47-58.
5. Lorenzini E, Costa TC, Silva EF. Prevenção e controle de infecção em unidade de terapia intensiva neonatal. Rev Gaúcha Enferm. 2013;34(4):107-113.
6. Lenardti M H, Betiolli SE, Willig MH, Lourenço TM, Carneiro NHK, Neu DKM.Fatores de risco para mortalidade de idosos com infecção do sítio cirúrgico. Rev Bras Geriatr Gerontol. 2010; 13(3):383-393.
7. Pedreira LC, Brandão AS, Reis AM. Evento adverso no idoso em Unidade de Terapia Intensiva. Rev Bras Enferm. 2013; 66(3): 429-36.
8. Martinato MCNB, Severo DF, Marchand EAA, Siqueira HCH. Absenteísmo na enfermagem: uma revisão integrativa. Revista Gaúcha de Enfermagem. 2010;31(1):160-6.
9. Nogueira PSF, Moura ERF, Costa MMF, Monteiro WMS, Brondi L. Perfil da infecção hospitalar em um hospital universitário. Rev Enferm UERJ. 2009;17(1):96-101.
10. Oliveira ACO, Andrade FS, Diaz MP, Iquiapaza RA. Colonização por micro-organismo resistente e infecção relacionada ao cuidar em saúde. Acta Paul Enferm. 2012; 25(2):183-9.
11. Barros LM, Bento JNC, Caetano JÁ, Moreira RAN, Pereira FGF, Frota NM et al. Prevalência de micro-organismo e sensibilidade antimicrobiana de infecções hospitalares em unidade de terapia intensiva de hospital público no Brasil. Rev Ciênc Farm Básica Apl. 2012;33(3):429-435.
12. Villasboas PJF, Ferreira ALA. Infecção em idosos internados em instituição de longa permanência. Revista da Associação Médica Brasileira. 2007;53(2).
13. Grandini Júnior LC, Caramelli B. Complicação infecciosa indica mau prognóstico no infarto agudo do miocárdio. Arquivo Brasileiro de Cardiologia. 2006;87(3).
14. Oliveira TFL, Gomes Filho IST, Passos JLLS, Cruz SS, Oliveira MT, Trindade SC, Machado AS.Fatores associados à pneumonia nosocomial em indivíduos hospitalizados. RevAssocMed Bras. 2011; 57(6):630-636.
15. Fontana RT. As Micobactérias de Crescimento Rápido e a infecção hospitalar: um problema de saúde pública. Revista brasileira de enfermagem.2008;61(3): sem paginação.
16. Freire APS, Custódia TM, Mota ÉC, Silva PLN.Medidas de prevenção e controle de infecção hospitalar: percepção dos técnicos de enfermagem de um centro de terapia intensiva da cidade de Montes Claros/MG. Rev Multidiscipl das Facul Integ Pitág de Montes Claros.2012;10(15):86-93.
17. PucciniPT. Perspectivas do controle da infecção hospitalar e as novas forças sociais em defesa da saúde. Ciênc Saúde Coletiva. 2011;16(7): 3043-3049.
18. Alves ANF, Duartes CA, Paula MP, Moraes RE, Coutinho RMC. Conhecimento da enfermagem na prevenção de infecção hospitalar. Rev Inst Ciênc Saúde. 2007; 25(4):365-72.
19. SanhudoNF, MoreiraMC, Carvalho V. Tendências da Produção do Conhecimento de Enfermagem Controle de Infecção. Rev Gaú Enferm. 2011;32(2): sem paginação.
20. Guimarães AC, Donalisio MR, Santiago THR, Freire JB. Óbitos associados à infecção hospitalar, ocorridos em um hospital geral de Sumaré-SP, Brasil Rev Bras Enferm. 2011;64(5):864-9.
21. Roriz-Filho JS, Vilar FC, Mota LM, Leal CL, Pisi PCB. Infecção do trato urinário. Medicina Ribeirão Preto. 2010;43(2): 118-25.
22. Catão RMR, Freitas SPM, Feitosa RJP, Pimentel MC, Pereira H dos S. Prevalência de infecções hospitalares por Staphylococcus aureus e perfil de suscetibilidade aos antimicrobianos. Rev Enferm UFPE.2013;7(8):5257-64.
23. Moura MEB, Campelo SMA, Brito FCP. Infecção hospitalar: estudo de prevalência em um hospital público de ensino. Rev Bras de Enferm. 2007;60(4): sem paginação.
24. Rodrigues PMA, Carmo Neto E.Pneumonia associada à ventilação mecânica: epidemiologia e impacto na evolução clínica de pacientes em uma unidade de terapia intensiva. J Bras Pneumol. 2009; 35(11): 1084-1091.
25. Lago A, Fuentefria SR, Fuentefria DB. Enterobactérias produtoras de ESBL em Passo Fundo, estado do Rio Grande do Sul, Brasil. Rev SocBrasMed Trop. 2010; 43(4).
26. Baracuhy YPS, Gondin CSSE, Barros AAP, Baracuhy HP, Baracuhy VS. Perfil epidemiológico da infecção nosocomial do trato urinário em hospital universitário de Campina grande (PB). ABCS Health Sci. 2013; 38(3):146-152.

Downloads

Publicado

2020-05-22

Como Citar

Marques da Costa, F. ., Silva Nunes, R., Aparecida Dias Santos, J., & Almeida Carneiro, J. (2020). Fatores associados à ocorrência de infecção hospitalar em idosos: uma revisão integrativa. Revista Renome, 4(1), 70–86. Recuperado de https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/renome/article/view/2544

Edição

Seção

Artigos de Revisão

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.