A EDUCAÇÃO FÍSICA E A ACEITAÇÃO DO TRANSTORNO DE DÉFICIT DE ATENÇÃO E HIPERATIVIDADE (TDAH) NO ÂMBITO ESCOLAR

Autores

  • Priscila Ferreira das Neves Universidade Estadual de Montes Claros
  • Adriana Bispo Rodrigues

Resumo

O TDAH vem causando muita preocupação, frustração e até mesmo angustia para os pais. No primeiro momento ao descobrir que o filho tem um comportamento diferente dos demais e as queixas começam a aparecer, da escola, da família, do grupo social, a experiência é terrível. Relacionar os estudos na área do transtorno do déficit de atenção com hiperatividade (TDAH) e a contribuição da educação física escolar no auxílio de crianças e adolescentes para um convívio mais adequado com esse distúrbio neurobiológico. O presente estudo é uma revisão de literatura sobre o Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade no âmbito escolar, sendo realizada a pesquisa por artigos científicos no banco de dados do Scielo, Periódicos Capes, Pubmed e Google Acadêmico. Encontramos que o discurso dos profissionais da área de saúde e da área educacional mantém a ideia generalista de que a prática da atividade física tende a beneficiar o grupo com TDAH. A atividade física é indicada para pessoas com TDAH porque eles precisam canalizar sua energia. Como eles precisam se ocupar o tempo todo, esportes agrada muitas crianças e adolescentes, apesar disso levar aos tombos e machucados com frequência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALENCAR, A. P. C. et al. Prática pedagógica e os desafios na inclusão escolar da pessoa com transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH): uma revisão integrativa. Revista Diálogos e Perspectivas em Educação Especial, Marília, v. 6, n. 1, p. 3-20, nov. 2019. Disponível em: https://doi.org/10.36311/2358-8845.2019.v6n1.02.p3.

ALMEIDA, P. N. Educação lúdica-técnicas e jogos pedagógicos. São Paulo, Edições Loyola: 2000,11ª Ed. Revista Eletrônica Saberes da Educação – Volume 5 – nº 1 – 2014

ARTMED. Manual Diagnóstico e Estatísticos de Transtornos Mentais – DSM-5. 2014. Disponível em: http://pt.scribd.com/doc/248320024/Manual-Diagnosico-e-EstatisticodeTranstornos-Mentais-DSM-5-1-pdf#scribd

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DO DÉFICIT DE ATENÇÃO. Como ajudar o aluno com TDAH. 2012. Disponível em: http://www.todospelaeducacao.org.br/educacao-namidia/indice/25180/como-ajudar-o-aluno-com-tdah/

Associação Psiquiátrica Americana (APA). Manual Estatístico e Diagnóstico dos Transtornos Mentais. 5. ed. Porto Alegre: Artmed, 2014.

BENÍCIO, C. M.; MENEZES, A. M. C. Transtorno do déficit de atenção e hiperatividade TDAH: desafios e possibilidades no espaço escolar. Id online Revista Multidisciplinar Psicologia, Piedade, v.11, n. 38, p. 375-87, nov. 2017. Disponível em: https://doi.org/10.14295/idonline.v11i38.969

BRASIL. Ministério da Educação. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais. INEP. 2017. Disponível em: http://www.edudatabrasil.inep.gov.br.

CASTRO, C. X. L.; LIMA, R. F. de. Consequências do transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) na idade adulta. Rev. psicopedag. [online]. 2018, vol.35, n.106, pp. 61-72. ISSN 0103-8486, São Paulo, v. 19, n. 2, p. 200-14, ago. 2017.

COSTA, C.R.; MOREIRA, J. C. C.; SEABRA, M. O. Estratégias de Ensino e Recursos Pedagógicos para o Ensino de Alunos com TDAH em Aulas de Educação Física1 1 Fonte financiamento: PIBIC/CNPq. Revista Brasileira de Educação Especial [online]. 2015, v. 21, n. 1 , pp. 111-126. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S1413-65382115000100008. Acesso em: 29 nov. 2021.

CRUZ, M. G. A.; OKAMOTO, M. Y.; FERRAZZA, D. A. O caso Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) e a medicalização da educação: uma análise a partir do relato de pais e professores. Interface - Comunicação, Saúde, Educação [online]. 2016, v. 20, n. 58, pp. 703-714. Epub 15 Abr. 2016. ISSN 1807-5762. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1807-57622015.0575. Acesso em: 29 nov. 2021.

DEMO, P. Ser professor é cuidar que o aluno aprenda. Porto Alegre: Artmed, 2004.

EFFGEM, V. et al. A visão de profissionais de saúde acerca do TDAH: processo diagnóstico e práticas de tratamento. Construção Psicopedagógica, São Paulo, v. 25, n. 26, p. 34-45, jul. 2017.

FACION, R. Inclusão escolar e suas implicações. São Paulo: IBPEX, Brasil.

GOMES, P. V. et al. Transtorno de déficit de atenção/hiperatividade (TDAH) e deficiência intelectual (DI): os desafios da educação especial. Conhecimento em Destaque, (Edição Especial, 2019). Disponível em: http://ead.soufabra.com.br/revista/index.php/cedfabra/article/view/170/166. Acesso em: 29 abr. 2022.

HARGREAVES, A. O ensino na sociedade do conhecimento: educação na era da insegurança. Porto Alegre: Artmed, 2004.

Kent, K. M. et al. A experiência acadêmica de estudantes do ensino médio do sexo masculino com TDAH. Journal of Abnormal Child Psychology, v. 39, p. 451-462, 2011.

Langberg, JM; Molina, BS; Arnold, LE; Epstein, JN; Altaye, M.; Hinshaw, SP; Swanson, JM; Wigal, T.; Hechtman, L. Padrões e preditores de desempenho e desempenho acadêmico de adolescentes em uma amostra de crianças com transtorno de déficit de atenção/hiperatividade. Revista de Psicologia Clínica da Criança e do Adolescente, v.40, n.4, p. 519-531, 2011

Lei nº 9.394 -LDB: Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. de 20 de dezembro de 1996 - MEC

HORA, A. L. T. da., et al. A prevalência do transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH): Uma revisão de literatura. Psicologia, 29(2), 47–62. Disponível em: https://doi.org/10.17575/rpsicol.v29i2.1031. Acesso em: 29 abr. 2022.

JOU, G. I. et al. Transtorno de déficit de atenção e hiperatividade: um olhar no ensino fundamental. Psicologia: Reflexão e Crítica [online]. 2010, v. 23, n. 1, pp. 29-36. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0102-79722010000100005. Acesso em 29 nov. 2021.

MAIA, M. I. R.; CONFORTIN, H. TDAH e aprendizagem: um desafio para a educação. Perspectiva, Erechim, v. 39, n. 148, p. 73-84, dez. 2015.

AMERICAN PSYCHIATRIC ASSOCIATION. Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais: DSM-5. tradução: Maria Inês Correa Nascimento et al., 5. ed. Porto Alegre: Artmed.

NASSIFF, R. Sujeito como sintoma (TDAH) na sociedade, escola, família e a Psicopedagogia. Constr. psicopedag. 2016, vol.24, n.25, pp. 60-83. ISSN 1415-6954. nov. 2019. https://doi.org/10.36311/2358-8845.2019.v6n1.02.p3.

OLIVEIRA, C. T.; DIAS, A. C. G. Dificuldades e estratégias de enfrentamento de estudantes universitários com sintomas do TDAH. Revista Psicologia: Teoria e Prática, São Paulo, v. 19, n. 2, p. 269-80, ago. 2017. https://doi.org/10.5935/1980-6906/psicologia.v19n2p264-275. para pais e educadores. 2012. Disponível em: http://www.ddadeficitdeatencao.com.br/tdah/tdahadolescente.html.

PIMENTEL, L. C.; CYSNEIROS, R. M. TDAH nas epilepsias: prevalência e fatores Quais são os tipos de remédios? 2012. Disponível em: http://www.ddadeficitdeatencao.com.br/tratamento/medicacao.html

POETA, L. S.; ROSA NETO, F.; Intervenção motora em uma criança com transtorno do déficit de atenção/hiperatividade (TDAH). Revista digital EFDeportes, Buenos Aires, ano 10, n.89, 2005. Disponível em: http://www.efdeports.com/efd89/tdah.htm. Acesso em: 10 mar. 2022.

REIS, G. V. Alunos Diagnosticados com TDAH: reflexões sobre a prática pedagógica utilizada no processo educacional. Parnaíba. 2011. Revista Com Censo, Brasília, v. 6, n. 1, p. 43-52, mar. 2019.

RICTHER, B. R. O professor atento ao TDAH: A hiperatividade e indisciplina. Revista Nova Escola. Rio Grande do Sul. 2012.

SANTOS, W. M.; Albuquerque, A. R. Intervenções escolares para o TDAH: Uma revisão da literatura (2000-2018). Psicologia: Teoria e Prática, 21(3), 182-204. Serra, n. esp, p. 80-91, dez. 2019.

SILVA, N. C.; CARVALHO, B. G. E. Compreendendo o processo de inclusão escolar no Brasil na perspectiva dos professores: uma revisão integrativa. Revista Brasileira Educação Especial, Marília, v. 23, n. 2, p. 293-308, abr./jun. 2017. Disponível em: https://doi.org/10.1590/s1413-65382317000200010

TIRELLO, Márcia Moreira. TDAH e o cotidiano escolar: Um desafio da educação atual. Revista Científica Multidisciplinar Núcleo do Conhecimento. Ano 04, Ed. 08, Vol. 08, pp. 137-146. Agosto de 2019. ISSN: 2448-0959 uma revisão de literatura. Olhares, Guarulhos, v. 7, n. 2, p. 113-28, ago. 2019. v. 4, supl. 1, p. 21, dez. 2018.

Publicado

2022-07-29 — Atualizado em 2022-07-29

Versões

Como Citar

DAS NEVES, P. F.; BISPO RODRIGUES, A. A EDUCAÇÃO FÍSICA E A ACEITAÇÃO DO TRANSTORNO DE DÉFICIT DE ATENÇÃO E HIPERATIVIDADE (TDAH) NO ÂMBITO ESCOLAR. RENEF, [S. l.], v. 5, n. 6, p. 143–150, 2022. Disponível em: https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/renef/article/view/5330. Acesso em: 12 ago. 2022.