EFEITO DO TREINAMENTO COM EXERGAMES NA FUNÇÃO COGNITIVA DE IDOSOS NÃO INSTITUCIONALIZADOS

Autores

  • Elizabete de Oliveira Barbosa
  • Osmano Tavares de Souza
  • Vinícius Dias Rodrigues
  • Renato Sobral Monteiro Junior

Palavras-chave:

Exercício Físico. Idosos. Saúde Mental.

Resumo

Introdução: As funções cognitivas reduzem conforme à idade. Estudos vêm mostrando a importância da estimulação cognitiva por meio do treinamento com exergame (dupla tarefa), para a prevenção e redução do declínio cognitivo. Objetivo: Analisar o efeito do treinamento com exergames nas funções cognitivas de idosos não institucionalizados e comparar ao treinamento de força. Método: Participaram do nosso estudo 14 idosos, sendo 8 do grupo exergame (GEX) e 6 do grupo força (GF), com idade ≥60 anos. Os idosos foram submetidos aos seguintes testes cognitivos, pré e pós-intervenções: Mini Exame do Estado Mental (MEEM), Fluência verbal (FV), TrailMakingTest (TMT A). Os treinamentos ocorreram em 24 sessões, com duração de 30-45 min, duas vezes por semana, com intensidade controlada por meio da percepção subjetiva de esforço (entre 05 e 06 pontos). O treinamento com exergame foi realizado com um Nintendo Wii e a plataforma Wii Balance Board (Nintendo®, Kyoto, Japão), utilizando os jogos Rowing Squat, Lunge, TableTilt, Sword Play Duel, Sword Play Showdown, Penguin Slide, Perfect 10 e Tilt City. No treinamento de força utilizou-se o remo agachamento, agachamento ântero-posterior, agachamento na cama elástica, puxada frontal na polia alta e adução de ombros com extensão de cotovelos. O teste de Shapiro-Wilk foi utilizado para verificar a normalidade dos dados. O Teste t Independente e o teste U de Mann-Whitney foram utilizados para analisar a diferença entre os dados pós e pré-intervenções, adotando-se um p ≤ 0,05. Em complemento, o tamanho do efeito (Cohen’s d). Resultados: Não houve diferença significativa entre os grupos no desfecho investigado (p>0,05). Entretanto, o tamanho do efeito moderado (d=-1,17) de redução no tempo de execução do TMT A foi identificado no GEX em relação ao GF, assim como um efeito pequeno (d=0,34) no MEEM e trivial (d=-0,01) na FV. Conclusão: O treinamento com exergame pode melhorar clinicamente as funções cognitivas de idosos não institucionalizados.

Palavras-chave: Exercício Físico. Idosos. Saúde Mental.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-12-10

Como Citar

BARBOSA, E. DE O. .; SOUZA, O. T. DE .; RODRIGUES, V. D. .; MONTEIRO JUNIOR, R. S. EFEITO DO TREINAMENTO COM EXERGAMES NA FUNÇÃO COGNITIVA DE IDOSOS NÃO INSTITUCIONALIZADOS. Revista Eletrônica Nacional de Educação Física, v. 3, n. 3, p. 47, 10 dez. 2020.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)