O GESTOR EDUCACIONAL NA ESCOLA PÚBLICA: DESAFIOS E PERSPECTIVAS

  • Rachel Leite Titonel
  • Mario Marcos Lopes

Resumo

Considerando os desafios encontrados no dia a dia do gestor, dentro de uma instituição pública de educação, objetiva-se nesta pesquisa compreender o papel desse profissional dentro dessa esfera administrativa e identificar as dificuldades no gerenciamento, de forma democrática e sem autonomia, dos recursos financeiros que lhe são disponibilizados. A pesquisa discute ainda a importância da gestão democrática no ambiente escolar público, em seus múltiplos aspectos. Para tanto, a metodologia utilizada concentrou-se na pesquisa bibliográfica na qual os autores embasaram e complementaram as discussões apresentadas, trazendo contribuições para esse extenso campo de pesquisa. As reflexões obtidas contribuem para melhoria da escola pública frente aos desafios da sociedade contemporânea.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALARCÃO, I. Ser professor reflexivo. Formação reflexiva de professores: estratégias de supervisão, Porto Alegre: Porto, 1996.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho escolar, gestão democrática da educação e escolha do diretor. Brasília: MEC/SEB/CAFISE, 2004. (Cadernos do Programa de Fortalecimento dos Conselhos Escolares, n.6).

_____. Lei nº. 9394 de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Disponível em: .Acesso em: 04 set. 2017.

CHIAVENATO, I. Introdução à teoria geral da administração. 6.ed. Rio de Janeiro: Campus, 2000.

CUNHA, A. S. da; OLIVEIRA; A. C. de; ARAÚJO, L. A. (Org.). A Supervisão no contexto escolar: Reflexões Pedagógicas. Manaus: UNINORTE, 2006.

FERREIRA, N. S. C. (Org.). Supervisão educacional. Para uma Escola de Qualidade: da Formação a Ação. 2. ed. São Paulo: Cortez, 1999.

____________. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional nº 9394/96. 6.ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2003.

FONSECA, J. J. S. Metodologia da pesquisa científica. Fortaleza: UEC, 2002.

GRINSPUN, M. P. S. Z. A orientação Educacional: conflitos, paradigmas e alternativas para a escola. 2.ed. São Paulo: Cortez, 2002.

LIBÂNEO, J. C. Produção de saberes na escola: suspeitas e apostas. In: CANDAU, V.

M. (Org.). Didática, currículo e saberes escolares. Rio de Janeiro: DP&A, 2000.

____________. Organização e gestão da escola: teoria e prática. 5.ed. Goiânia: Alternativa, 2004.

LIMA, A. B. Políticas educacionais e o processo de “democratização” da gestão educacional. In: LIMA, A. B. (Org.). Estado, políticas educacionais e gestão compartilhada. São Paulo: Xamã, 2004.

LIMA, L. C. Organização Escolar e democracia radical: Paulo Freire e a governação democrática da escola pública. São Paulo: Cortez, 2000.

____________. Gestão escolar. NetSaber. Disponível em:Acesso em: 04 set. 2017.

LÜCK, H. Ação integrada: administração, supervisão e orientação educacional. 13.ed. Petrópolis: Vozes, 1981.

____________. Ação Integrada: Administração, Supervisão e Orientação Educacional. ed. Petrópolis – RJ: Vozes, 2013.

____________. Perspectivas da gestão escolar e Implicações quanto à formação de seus gestores. Em Aberto. Brasília.v.17, n.72, p.1-195, fev./jun.,2000.

LUCKESI, C. C. Gestão Democrática da escola, ética e sala de aula. Revista ABC Educatio. São Paulo: Criarp, n. 64, p.30-33, 2007.

MACHADO, M. de F. E. A escola e seus processos de humanização: implicações da gestão escolar e da docência na superação do desafio de ensinar a todos e a cada um dos estudantes. Brasília: Liber Livro, 2013.

MARTINS, J. do P. Princípios e métodos da orientação educacional. 2.ed. São Paulo: Atlas, 1984.

MEDEIROS, J. B.; HERNANDES, S. Manual da secretária. 7.ed. São Paulo: Atlas,1999.

MORAN, J. M. Mudar a forma de ensinar e aprender com tecnologias. Interações. São Paulo, v.V, n.9, p. 57-72, jan.-jun., 2000.

NÓVOA, A. Formação de professores e profissão docente. In: ______. (Org.). Os professores e a sua formação. 2. ed. Lisboa: Dom Quixote, 1995. p.15-33.

PARO, V. H. Escritos sobre educação. São Paulo: Xamã, 2008.

____________. Gestão democrática da escola pública. São Paulo: Ática,1998.

____________. Por dentro da escola pública. São Paulo: Xamã, 1995.

PENTEADO, W. M. Alves e outros. Orientação Educacional na Prática: princípios, técnicas, instrumentos, São Paulo: Pioneira, 2000.

PEREIRA, M. J. Manual de gestão pública contemporânea. 3.ed. São Paulo: Atlas,

PIMENTEL, M. da G.; SIGRIST, A. C. Orientação Educacional. 3.ed. São Paulo: Pioneira, 1976.

RODRIGUES, C.; HEIDRICH, G. Os quatro segredos da gestão eficaz. Revista Nova Escola. São Paulo, 01 out. 2009. Acesso em: 15 nov. 2017.

SAVIANI, D. Educação: do senso comum à consciência filosófica. 15.ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2004.

SILVA, L. G. M. da; FERREIRA, T. J. O papel da escola e suas demandas sociais. Periódico Científico Projeção e Docência, v.5, n.2, p. 6-23, dez. 2014.

SANTOS, F. M. E dos. Função do Gestor na Escola Pública. Revista de Divulgação Técnica- Científica do ICPG, v.3, n.9, jul.-dez. 2006.

TEIXEIRA, A. Educação é um direito. Rio de Janeiro: Ed. UFRJ, 1996.
Publicado
2020-01-23
Como Citar
Leite TitonelR., & Marcos LopesM. (2020). O GESTOR EDUCACIONAL NA ESCOLA PÚBLICA: DESAFIOS E PERSPECTIVAS. Revista Desenvolvimento Social, 24(2), 103-118. Recuperado de //www.periodicos.unimontes.br/index.php/rds/article/view/571
Seção
Artigos