A LÓGICA SUBJACENTE NOS CONTOS E CAUSOS: SABERES TRADICIONAIS E O IMAGINÁRIO

  • Marivaldo Aparecido de Carvalho
  • Rosana Passos Cambraia

Resumo

O imaginário popular permeia o real vivido, reescreve a lida da vida, seus jeitos, hábitos e situações. Os contos e causos estão inseridos numa sociabilidade ampla e complexa, cultural, natural, que se substancializa no cotidiano. O estudo busca compreender o imaginário de moradores de três comunidades rurais de Minas Gerais sobre o seu meio ambiente e como esse imaginário se associa aos impactos socioculturais que vivenciam, seja devido ao monocultivo de eucalipto ou as unidades de conservação. Esse encontro de grupos sociais que se diferenciam sócio-culturalmente, principalmente no que se refere às representações da natureza, possibilita uma análise das representações sociais sobre locais considerados patrimônios naturais, pertencentes à humanidade. Para tanto, nos questionamos sobre a capacidade do imaginário que a população local tem para resistir a esse impacto. Tais elementos de comparação nos permitem uma análise antropológica, dos elementos ideológicos que envolvem o mundo urbano e o mundo rural, e com a característica marcante da opressão do primeiro sobre o segundo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BACHELARD, Gaston. A filosofia do não. O novo espírito científico. A poética do espaço. Seleção de Textos, PESSANHA, J.A.M. São Paulo: Abril Cultural, Coleção Os Pensadores, 1978.

BOURDIEU, Pierre. A miséria do mundo. Rio de Janeiro: Vozes, 1997.

CANDIDO, Antônio. Os parceiros do Rio Bonito. São Paulo: Duas Cidades, 1975.

CARVALHO, Marivaldo A, et all. Cartilha Contos e Causos Educam: Contadores e contadoras da Comunidade Padre João Afonso, imaginário e educação. Projeto PIBID Diversidade/UFVJM, Gráfica UFVJM, 2012.

CARVALHO, Silvia Maria Schmuziger de. Jurupari: estudos de mitologia brasileira. São Paulo: Ática, 1979.

DARNTON, Robert. O grande massacre de gatos: e outros episódios da história cultural francesa. São Paulo: Editora Graal, 2011.

DIEGUES, Antônio Carlos. O mito moderno da natureza intocada. São Paulo: Hucitec, 1996.

ELIADE, Mircea. Tratado de história das religiões. São Paulo: Martins Fontes, 1993.

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatistica. Censo demográfico 2010. Características da população e dos domicílios: resultados do universo. Disponível em: . Acesso em: mai. 2016.

JOLLES, André. As formas simples: legenda, saga, mito, advinha, ditado, caso, memorável, conto, chiste. São Paulo: Cultrix, sem data.

LENOIR, Remi. Objeto sociológico e problema social. In: Champagne, Patrick. Iniciação à prática sociológica. Petrópolis: Vozes, 1998.

LIMA, Maria José Araújo. Ecologia humana: realidade e pesquisa. Petrópolis: Vozes, 1985.

TAUNAY, Afonso E. Relatos sertanistas. Belo Horizonte: Itatiaia, 1981.

VASCONCELOS, Diogo de. História antiga das Minas Gerais. Belo Horizonte: Itatiaia, 1974.
Publicado
2020-01-23
Como Citar
Aparecido de CarvalhoM., & Passos CambraiaR. (2020). A LÓGICA SUBJACENTE NOS CONTOS E CAUSOS: SABERES TRADICIONAIS E O IMAGINÁRIO. Revista Desenvolvimento Social, 24(2), 5-20. Recuperado de //www.periodicos.unimontes.br/index.php/rds/article/view/550
Seção
Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)