REFLEXOS DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA NOS INDICADORES SOCIAIS DE MUNICÍPIOS DE PEQUENO PORTE

Autores

  • Rafael Klein Moreschi Universidade do Oeste de Santa Catarina – UNOESC
  • Leandro Neuhaus Universidade do Oeste de Santa Catarina – UNOESC
  • Eliane Rita Solivo Universidade do Oeste de Santa Catarina – UNOESC
  • Sirlei Favero Cetolin Universidade do Oeste de Santa Catarina – UNOESC

Resumo

Este estudo teve como objetivo analisar os reflexos do Programa Bolsa Família nos indicadores sociais de municípios brasileiros de pequeno porte. Sendo que o mesmo justifica-se principalmente pela necessidade de se investigar os resultados trazidos pelo Programa Bolsa Família, desde a sua implantação até os dias atuais. A pesquisa realizada foi do tipo quali-quanti. Este trabalho adotou, ainda, a estratégia do estudo de caso, que foi apoiada pela pesquisa exploratória. Utilizaram-se dados secundários que foram obtidos principalmente por meio das seguintes fontes: Atlas Brasil e Federação Catarinense de Municípios. A apresentação dos dados e a análise dos resultados se deram por meio de técnicas estatísticas e análise de conteúdo. Durante o processo de pesquisa documental emergiram as categorias de análise deste estudo (Saúde, Educação e Assistência Social). Por fim, verificou-se que o Programa Bolsa Família teve reflexos positivos significativos nos indicadores sociais dos municípios brasileiros de pequeno porte.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-04-06

Como Citar

Klein Moreschi, R., Neuhaus, L., Rita Solivo, E., & Favero Cetolin, S. (2020). REFLEXOS DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA NOS INDICADORES SOCIAIS DE MUNICÍPIOS DE PEQUENO PORTE. Revista Desenvolvimento Social, 20(1), 37-52. Recuperado de https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/rds/article/view/1854

Edição

Seção

Artigos