O PROCESSO BRASILEIRO DE CRIAÇÃO, IMPLANTAÇÃO E MANEJO DE UNIDADES DE CONSERVAÇÃO AMBIENTAL: O CASO DO PARQUE ESTADUAL DA LAPA GRANDE, EM MONTES CLAROS – MG

Autores

  • José Américo Coutinho Júnior UNIMONTES
  • Francisco Malta de Oliveira Universidade Estadual de Montes Claros – UNIMONTES
  • Pedro Ivo Jorge Gomes Universidade Estadual de Montes Claros – UNIMONTES

Resumo

O presente artigo objetiva discutir o processo de criação, implantação e manejo de unidades
de conservação no Brasil para que, assim, se faça, como estudo de caso, a avaliação da
efetividade do manejo no Parque Estadual da Lapa Grande. Situado ao norte de Minas Gerais,
foi criado o Parque Estadual da Lapa Grande por meio do Decreto nº 44.204/2006, cujos
objetivos contemplam a conservação dos principais mananciais de fornecimento de água para
as comunidades de Montes Claros e municípios vizinhos, proteger e conservar o complexo de
grutas e abrigos da ‘Lapa Grande’, bem como a flora e a fauna locais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-04-06

Como Citar

COUTINHO JÚNIOR, J. A. .; DE OLIVEIRA, F. M. .; JORGE GOMES, P. I. . O PROCESSO BRASILEIRO DE CRIAÇÃO, IMPLANTAÇÃO E MANEJO DE UNIDADES DE CONSERVAÇÃO AMBIENTAL: O CASO DO PARQUE ESTADUAL DA LAPA GRANDE, EM MONTES CLAROS – MG. Revista Desenvolvimento Social, [S. l.], v. 18, n. 1, p. 123–134, 2020. Disponível em: https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/rds/article/view/1843. Acesso em: 8 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos