JUSTIÇA DISTRIBUTIVA E TEORIA DO RECONHECIMENTO: CONTRIBUIÇÕES PARA RESOLUÇÃO DOS DILEMAS SOCIAIS E CULTURAIS

Autores

  • Maria Railma Alves Universidade Estadual do Ria de Janeiro
  • Paulo M. d´Avila Filho Universidade Estadual do Ria de Janeiro

Palavras-chave:

justiça social, justiça distributiva, teoria do reconhecimento, direito à educação

Resumo

O acesso aos direitos sociais, à garantia da liberdade formal, da liberdade substantiva, à
valorização da diversidade, ao estímulo da autoestima, às vivências livres do amor, à
manutenção das diferentes identidades, à construção dos fundamentos morais de boa
vida - entre outros - são alguns dos vieses os quais compõem o universo analítico dos
autores John Rawls e Amartya Sen (Justiça Distributiva), Axel Honnet e Nancy Fraser
(Teoria do Reconhecimento) que, de alguma forma, vêm contribuindo para alicerçar as
práticas dos movimentos sociais e instituições públicas. Assim, o propósito do artigo é
apresentar alguns recortes sobre a teoria da Justiça Distributiva e a Teoria do
Reconhecimento. Buscar-se-á refletir, também, como tais abordagens teóricas têm
contribuído para ressignificar alguns dilemas que envolvem o acesso ao ensino de
grupos menos privilegiados como, por exemplo, o acesso dos negros ao ensino superior.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-04-03

Como Citar

Railma Alves, M., & M. d´Avila Filho, P. . (2020). JUSTIÇA DISTRIBUTIVA E TEORIA DO RECONHECIMENTO: CONTRIBUIÇÕES PARA RESOLUÇÃO DOS DILEMAS SOCIAIS E CULTURAIS. Revista Desenvolvimento Social, 13(1), 75 - 87. Recuperado de https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/rds/article/view/1783